Serra defende projeto de cobrança em hospital público em SP e diz que críticas são “trololó político”

Fonte: UOL Notícias –

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), afirmou nesta quinta-feira (3) que as críticas ao uso de parcerias com as OSs (organizações sociais) na área da saúde, permitindo o atendimento de pacientes particulares nos hospitais públicos, são “trololó político da ala sindicalista do PT”.

 

A Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou na quarta (2), por 55 votos a 17, o projeto de lei que permite que todos os hospitais estaduais sejam terceirizados e, apesar de públicos, atendam a pacientes particulares e de planos de saúde, mediante cobrança. Questionado sobre quando será sancionadoo projeto, Serra respondeu que ainda não viu a versão final do documento, que “será analisado pela Casa Civil”.

 

São Paulo aprova cobrança em hospital público

O Ministério Público afirmou que, assim que a norma entrar em vigor, ajuizará ações contra a sua execução; para o MP, a futura lei fere os princípios de igualdade e universalidade do SUS (Sistema Único de Saúde), pois cria um tratamento distinto aos pagantes

José Serra afirmou que a legislação permite esse tipo de parceria nas novas unidades de saúde e que a medida ajuda a baixar o custo e aumentar os atendimentos. “Nas unidades administradas desta forma, o custo de manutenção é, em média, 10% menor, e o atendimento, 25% maior”, estimou o governador.

Serra evitou comentar sobre os projetos que tratam do pré-sal e sobre a saída do tucano Andrea Matarazzo da Secretaria das Subprefeituras de SP da administração Gilberto Kassab (DEM).

A afirmação foi feita em inauguração oficial no instituto de reabilitação Lucy Montoro, na Vila Andrade, zona sul de São Paulo. O hospital será administrado em uma parceria com a fundação da Faculdade de Medicina da USP.

Matéria original

 

+ sobre o tema

Após denúncias de sabotagem, Ministério da Saúde muda regras do Mais Médicos

Depois de receber denúncias de sabotagem ao Mais...

Conferência de Promoção da Igualdade Racial e a relação dos movimentos anti-racistas com o Estado brasileiro

Organizações do movimento anti-racista brasileiro estão empenhadas na...

Câmara de Campo Grande, entra na onda dos “cultos africanos”

Câmara de Campo Grande, a exemplo de Dourados, entra...

Movimentos sociais vão à Câmara dos Deputados pedir o fim dos ‘autos de resistência’

Representantes de movimentos sociais estiveram nesta terça-feira (6/8)...

para lembrar

Marlye Cantora e o sonho de ser professora e artista são destaque do mês no Museu da Pessoa

Criada por sua mãe, Marlye cresceu com dois sonhos:...

Sônia Nascimento – Vice Presidenta

[email protected] Sônia Nascimento é advogada, fundadora, de Geledés- Instituto da...

Suelaine Carneiro – Coordenadora de Educação e Pesquisa

Suelaine Carneiro [email protected] A área de Educação e Pesquisa de Geledés...

Sueli Carneiro – Coordenadora de Difusão e Gestão da Memória Institucional

Sueli Carneiro - Coordenação Executiva [email protected] Filósofa, doutora em Educação pela Universidade...
spot_imgspot_img

Brancos, vamos falar de cotas no serviço público?

Em junho expira o prazo da lei de cotas nos concursos públicos. A proposta de renovação apresentada pelo governo Lula e elaborada de forma interministerial tem sofrido...

Em junho, Djavan fará sua estreia na Praia de Copacabana em show gratuito

O projeto TIM Music Rio, um dos mais conhecidos festivais de música no país, terá como uma de suas atrações, no dia 2 de...

O precário e o próspero nas políticas sociais que alcançam a população negra

Começo a escrever enquanto espero o início do quarto e último painel da terceira sessão do Fórum Permanente de Pessoas Afrodescendentes, nesta semana na...
-+=