SP: ONG acusa PF de racismo por deportação de haitianos em Cumbica

A ONG Visão Mundial fez ontem um protesto formal ao governo brasileiro contra o que qualifica de política “imperialista”, preconceito e discriminação contra os haitianos Claude Rinvil e Jean-Wilbert Baptichon que foram barrados pela imigração do Aeroporto de Guarulhos, no dia 23 de janeiro, quando tentavam desembarcar em São Paulo. Os deportados eram convidados de um treinamento sobre políticas públicas. Os haitianos, que tiveram documentos e bagagens apreendidas pela imigração brasileira, tinham visto de entrada emitido pela Embaixada do Brasil em Porto Príncipe. De acordo com a ONG, eles estavam com a documentação em dia. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

“Eles (os policiais) reproduziram a mesma atitude imperialista que os americanos sempre praticam com brasileiros e latinos”, criticou Wellington Pereira, dirigente da entidade. De acordo com a PF, os haitianos estavam com o visto errado – de turista, em vez de estudante -, não tinham dinheiro para bancar a estada e deram informações contraditórias na entrevista para justificar a viagem. A PF informou também que não se trata de deportação – medida prevista para estrangeiros indesejáveis – mas de “inadmissão de pessoa que não cumpre os requisitos legais para entrar no País”. A ONG não reconhece as causas alegadas pela PF para barrar os haitianos e cobra das autoridades “uma resposta para o incidente”.

 

 

Fonte: Terra

+ sobre o tema

para lembrar

“Não temos dono”: Estudantes da FGV pedem expulsão de aluno que chamou colega de “escravo”

A manifestação, realizada nesta segunda-feira (12), foi uma forma...

Francês Evra acusa uruguaio Suárez de racismo na Inglaterra

Lateral do Manchester United diz que o avançado do...

A ambígua trajetória do racismo no futebol no Brasil

Entenda o racismo e a própria trajetória do negro...

O Esporte, o racismo e os estereótipos

Filme que marcou época nos anos 1990, principalmente na...
spot_imgspot_img

Quinze anos depois, Política de Saúde da População Negra ainda precisa avançar no Brasil

Instituída em 2009, a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra (PNSIPN) ainda não conseguiu ser implementada na totalidade dos municípios brasileiros. Ela reconhece que...

Nota de repúdio e protesto contra a forma brutal que interrompeu a vida de mais uma liderança quilombola maranhense, Raimundo Betor (Raimundo Bracin)

A Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (CONAQ), por meio dessa nota, vem externar nosso pesar e tristeza diante do assassinato da...

Jovem negro vivo é o maior valor de câmeras corporais

O Ministério da Justiça (MJ), na Portaria sobre as diretrizes para uso de câmeras corporais por órgãos da segurança pública, listou oito valores a...
-+=