quinta-feira, setembro 17, 2020

    Tag: Leandro Karnal

    O historiador Leandro Karnal (Foto: Hélvio Romero/Estadão)

    Leandro Karnal: ‘Classes média e alta enfrentam tédio, classes baixas enfrentam fome’

    Para o historiador Leandro Karnal, a pandemia do novo coronavírus revelou "de forma quase violenta" a realidade e as desigualdades do Brasil. Em entrevista ao Estado, ele diz que os dramas vividos pelos brasileiros são muito distintos, de acordo com a situação financeira de cada um. "As classes média e alta enfrentam o tédio, tensão familiar e administração das neuroses cotidianas. Classes baixas enfrentam fome, perda de emprego e sensação de fim de vida." Além disso, Karnal também aborda as críticas ao isolamento social, o sucesso das lives e o papel do Estado no combate à covid-19, dentre outros temas. "Nunca seremos os mesmos. A dor é o fator que mais modifica pessoas." Os Estados que decretaram quarentena enfrentam números cada vez mais baixos de índice de isolamento social. Entre a população, há aqueles que relatam um desgaste pelo acúmulo de dias dentro de casa e fora da rotina. Além ...

    Leia mais
    blank

    Sakamoto: sem direitos humanos, a barbárie tomará conta do Brasil

    Reflexo dos tempos de ódio, Sakamoto relata que já foi ameaçado de morte, atacado e até levou uma cuspida na rua: "já tive que sair do país por um tempo quando a coisa ficou mais feia"; Leia à integra Do Brasil247 Foto: Reprodução/Brasil247 O jornalista, professor e ativista dos direitos humanos, Leonardo Sakamoto, participou nesta quinta-feira (22) do programa "Ferréz em Construção" e defendeu a importância dos direitos humanos para conter uma futura barbárie no país. Sakamoto explica porque o tema "direitos humanos" incomoda tanto: "as pessoas que têm privilégios querem defendê-los da possibilidade dos que não têm de conseguir seus direitos". Ele considera que o debate sobre direitos humanos no Brasil é muito mais necessário que em 2006, ano que fundou seu blog: "vivemos num país onde pessoas comemoram a morte de uma mulher, no caso a Marielle, por ser uma ferrenha defensora dos direitos ...

    Leia mais
    blank

    Karnal: “Ou Lula é gênio na arte de ocultar provas ou é inocente”

    Em vídeo postado nas redes sociais após o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Lava Jato, o filósofo Leandro Karnal afirmou que não há provas materiais contra ele. Assista Foto: R. Trumpauskas/Divulgação No Revista Forum Em vídeo postado nas redes sociais após o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Lava Jato, o filósofo Leandro Karnal afirmou que não há provas materiais contra ele. Na sua argumentação, Karnal levantou duas hipóteses: ou Lula é um gênio na ocultação de provas ou é inocente. Assista ao vídeo aqui: Revista Fórum  

    Leia mais
    blank

    O beija mão de Karnal em Moro abre novos negócios. Por Kiko Nogueira

    A esquerda que tinha Leandro Karnal em alta conta está em convulsão por causa da foto que o professor postou em sua conta no Facebook. Por  Kiko Nogueira, do DCM  Na legenda: “Dia intenso em Curitiba. Encerro com um jantar com dois bons amigos: juiz Furlan e juiz Sergio Moro. Talvez não faça sentido para alguns. O mundo não é linear . A noite e os vinhos foram ótimos. Amo ouvir gente inteligente. Discutimos possibilidades de projetos em comum.” Anderson Furlan, o anônimo do grupo, é amigo de juventude de Moro e revisor de seus trabalhos acadêmicos. Karnal vive seu dia de Chico Alencar, o deputado que beijou a mão de Aécio Neves num jantar de Ricardo Noblat e nunca mais foi o mesmo. Celebridade do YouTube, colunista do Estadão, comentarista do Jornal da Cultura e palestrante, Karnal faz sucesso dando filosofia mastigada e “pílulas de sabedoria”, na linha inaugurada pelo suíço ...

    Leia mais
    blank

    Clóvis de Barros, Leandro Karnal e Mário Sérgio Cortella: Eles fazem a cabeça dos jovens

    Professores universitários de formação e intelectuais com respeitável currículo, Clóvis de Barros Filho, Leandro Karnal e Mário Sérgio Cortella se tornaram os maiores pensadores contemporâneos do Brasil, com uma legião de seguidores nas redes sociais e milhões de livros vendidos por Fabíola Perez no Isto É * Confira vídeos com os três pensadores no final da matéria Eles têm um desafio complexo: transformar as ideias de Sócrates, Friedrich Nietzsche e William Shakespeare em pílulas de conhecimento para milhões. Essa é a missão que o professor Clóvis de Barros Filho, o historiador Leandro Karnal e o filósofo Mario Sergio Cortella têm cumprido com bom humor e ironia, despertando o interesse de pessoas em todo o País. Em projetos conjuntos, ou separados, eles lançam livros e lotam auditórios com palestras sobre ética, religiosidade, felicidade e morte. Atualmente, são os mais requisitados pensadores para democratizar o conhecimento filosófico, antes restrito a uma parcela da ...

    Leia mais
    blank

    O Espelho de Lazaro Ramos e Leandro Karnal

    Entrevistado pelo ator Lázaro Ramos, o professor e historiador Leandro Karnal discorreu sobre a corrupção sob uma ótica desprovida de maniqueísmos superficiais no Pragmatismo Político Em recente entrevista concedida ao ator Lázaro Ramos, o historiador Leandro Karnal, professor da Unicamp, fez uma das melhores sínteses acerca da problemática da corrupção no Brasil. “No momento que vi o seu vídeo sobre a corrupção, quando ele viralizou, falava-se sobre o tema sob um único ponto de vista, um único espectro”, observa Lázaro, ao lembrar que Karnal trouxe definições mais amplas para o debate. Em seguida, o próprio Karnal voltou a tocar no tema. Leia a íntegra abaixo e a assista ao vídeo: “Eu gostaria de dizer, porque o público adoraria, Lázaro, que nós somos todos, profundamente honestos. Somos aquilo que os advogados chamam de ‘probos’ — pessoas experimentadas na ética; ao mesmo tempo em que somos governados por ladrões. Essa é uma frase ...

    Leia mais
    blank

    Leandro Karnal: A Não Aceitação Das Diferenças Faz Do Mundo Um Lugar Horrível

    Nem todo preconceito gera uma discriminação. Mas toda discriminação parte de um preconceito. É necessário que estudemos os nossos preconceitos a fim de que eles não se transformem em discriminação. Pois, tudo o que o inferno significa está contido na palavra “discriminação” porque dela flui: a xenofobia, homofobia e todas as outras palavras usadas para conceituar o comportamento do indivíduo que não aceita as diferenças. Não aceita ao ponto de odiar aqueles a quem ele julga “diferentes”. Do Portal Raízes A discriminação quando não autocriticada pode desencadear fobias. Segundo o pesquisador Paul Errara, a palavra fobia é derivada da palavra grega para terror ou estrangulamento. Phobosera um deus grego que causava pânico e medo entre os inimigos daqueles que o adoravam. Nos últimos dias assistimos a notícia de um massacre numa boate gay em Orlando. O atirador homofóbico matou 50 pessoas e 53 ficaram feridas. Se ainda não sabemos lidar com as ...

    Leia mais
    blank

    O historiador Leandro Karnal aponta as características do racismo no Brasil

      no TELEVIDEOTECA.NET "A Constituição de 1988 deu para o racismo brasileiro a punição mais dura do planeta Terra. O racismo no Brasil é punido com prisão inafiançável. É pior que o assassinato, porque o assassinato você pode ter fiança em alguns casos. Se a punição é duríssima é porque nós vivemos um processo racista. De 516 anos de Brasil, 388 foram feitos com escravidão. A tradição escravista está presente entre nós".

    Leia mais
    blank

    Leandro Karnal: professor que festejou ataque a estudante é “co-autor da violência”

    O limite da liberdade de expressão Por Leandro Karnal Do DCM Conquistamos com dificuldade a liberdade de expressão. Ela é um direito constitucional e um esteio do pacto social. A própria lei já estabelece limites: não posso defender ou incitar crime. Não posso, em nome da liberdade de expressão, defender racismo ou violência contra mulheres ou pedofilia. A liberdade é ampla, mas não absoluta.  O professor Jairo José da Silva é titular da Unesp e com consagrada carreira acadêmica. Tudo indica tratar-se de pesquisador sério e reconhecido em muitos bons centros. Isto não impediu de afirmar algo muito difícil no seu facebook. Diante do fato de uma aluna Deborah Fabri, de 19 anos, ter sido atingida no olho por bala de borracha e ter perdido a visão, o docente comentou que era uma notícia potencialmente boa que ela ficasse cega. Posso discordar da manifestações. Posso, com bons argumentos, ser contra o partido ...

    Leia mais
    blank

    Leandro Karnal: “Esse pensamento conservador é irracional”

    Leandro Karnal é professor Doutor na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) , desde 1996. Graduado em História pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (RS) e Doutor em História Social pela Universidade de São Paulo (USP). Possui pós doutorados pela UNAM, México, e pelo CNRS de Paris. Sua formação cruza História Cultural, Antropologia e Filosofia. É autor de livros que tratam sobre a história dos países, como História dos Estados Unidos (Contexto, 2007) e sobre o ensino de História, como História na sala de aula – conceitos, práticas e propostas (Contexto, 2003) e Conversas com um jovem professor (Contexto, 2012). É membro do conselho editorial das principais publicações acadêmicas da área na UNICAMP (revistas Ideias, Cadernos Pagu e História Social) e da UNISINOS (revista História). Do YouTube 

    Leia mais
    R. Trumpauskas/Divulgação

    “Dez Mandamentos do Professor”, por Leandro Karnal

    A sabedoria do mais influente legislador do Ocidente, Moisés, sintetizou uma concepção de mundo em Dez Mandamentos. Como bom educador, o ex-príncipe do Egito sabia que longos códigos são de difícil acesso. Curioso notar que constituições muito breves, como a norte-americana, passam dos dois séculos e constituições prolixas, como todas as brasileiras , caducam em prazos muito curtos. Por Leandro Karnal, do Revista Pazes Foto: R. Trumpauskas/Divulgação Inspirados neste exemplo, elaboramos os Dez Mandamentos do Professor. Estes dez mandamentos são fruto de uma experiência particular e não se pretendem eternos ou válidos em qualquer ocasião. Gostaria apenas de fornecer a colegas, como você leitor, uma reflexão particular, que possa ser aprofundada, reinterpretada ou rejeitada de acordo com a sua experiência. O que me levou a pensar nestes princípios é a mesma angústia que assola qualquer educador: como ser um bom profissional, ensinar, transformar meu aluno e fazer ...

    Leia mais
    blank

    “Sempre Teremos 999 Pessoas Odiando Para Cada Pessoa Que Pensa. Isso Às Vezes Me Dá Ódio”

    “O ódio é uma interrupção do pensamento e uma irracionalidade paralisadora. Como pensar é árduo, odiar é fácil. Se a religião é o ópio do povo para Marx, o ódio é ópio da mente. Ele intoxica e impede todo e qualquer incômodo. Do Portal Raízes O ódio tem um traço do nosso narciso infantil. O mundo deve concordar conosco. Quando não concorda, está errado. Somos catequistas porque somos infantis. A democracia é boa sempre que consagra meu candidato e a minha visão do mundo. A democracia é ruim, deformada ou manipulada quando diz o contrário. Todo instituto de pesquisa é comprado quando revela algo diferente do meu desejo. Não se trata de pensar a realidade, mas adaptá-la ao meu eu. As crianças contemporâneas (especialmente as que têm mais 50 anos como eu) batem o pé e fazem beicinho, mandam mensagem no WhatsApp e argumentam. Mas, como toda criança, não ouvimos ninguém. Ou ...

    Leia mais
    Flávio Florido

    Crianças bebiam água do gado em fazenda de deputado flagrada com escravos

    Crianças bebiam a mesma água que o gado na fazenda Bonfim, zona rural de Codó, Estado do Maranhão, de onde foram resgatadas sete pessoas de condições análogas às de escravo após denúncia de trabalhadores. Retirada de uma lagoa suja, ela era acondicionada em pequenos potes de barro e consumida sem qualquer tratamento ou filtragem, a não ser a retirada dos girinos que infestavam o lugar. Os empregados também tomavam banho nesta lagoa, e, como não havia instalações sanitárias, utilizavam o mato como banheiro. Por Leonardo Sakamoto Do Blog do Sakamoto Foto retirada do blog do Sakamoto Entre os controladores da propriedade, aparece um deputado estadual. Não é a primeira que um político é envolvido em casos desse tipo no Brasil. O Ministério do Trabalho e Emprego já realizou operações semelhantes em fazendas pertencentes aos deputados federais Inocêncio Oliveira (PR-PE), Beto Mansur (PP-SP), entre outros. Neste ano, o Supremo Tribunal Federal já ...

    Leia mais
    “Liberdade de expressão” é como self-service: você come o que lhe convém

    O Brasil é feito da resistência de gente anônima que apanha, mas fica em pé

    O Brasil é um rapaz que nasce, negro e pobre, no extremo da periferia e, apesar de todas as probabilidades contrárias, chega à fase adulta. Por Leonardo Sakamoto Do Blog do Sakamoto É um vendedor ambulante que sai de casa às 4h30 todos os dias e só volta tarde da noite, mas ainda arranja tempo para ser pai e mãe. É a jovem que, mesmo assediada no supermercado onde trabalha, não tem medo de organizar os colegas por melhores condições. É a travesti que segue de cabeça erguida na rua, sendo alvo do preconceito de “homens e mulheres de bem'', sabendo que não consegue emprego simplesmente por ser quem é. O Brasil é resistência. Não aquela cantada em prosas e versos, da resistência dos ricos e poderosos, que com seus grandes nomes deixaram grandes feitos que podem ser lidos em grandes livros ou vistos na TV. Mas a resistência solitária ...

    Leia mais
    blank

    “Não, papai não tocou em você. Deixa de contar mentira sobre ele.”

    Se você tem peito e bunda, tá pronta para trepar. Por Leonardo Sakamoto Do Blog do Sakamoto – Já faz sexo de graça, ué! Então por que não ganha uns trocados para ajudar nas contas aqui da casa? – Quer esse brinquedo? Você já é bem grandinha, né? O que você vai me dar em troca? – Se você transa com o namorado, por que não transa comigo, o cara que alimentou você quando seu pai te deixou? – Ou chupa o vovô, que tanto a ama? – Criei um homem. Mas se gosta de pau, é pau que você vai levar. – Você é minha namorada. Não tem essa de não querer. – Mas você fez isso tantas vezes! Por que você está falando “não'' logo agora? – Se contar para a sua mãe, mato ela e mato seu irmão. … – Meu marido estava bêbado. Ele ama a filha. ...

    Leia mais
    blank

    Leandro Karnal: 4 Apontamentos Sobre a atual situação do Brasil

    Pela segunda vez estou longe do país num período de acirramento de polarizacão política. Olho de longe, com os riscos e benefícios da distância. Algumas questões preliminares, que eu não gostaria que virassem o paupérrimo Fla-Flu que domina nas redes (você é ladrão! você é elitista!). O debate está pobre e virou apenas adjetivação. Ficou longo. Perdão. Do Portal Raízes 01) polarização política ocorre algumas vezes na história do Brasil. Não é nossa tradição. Mas houve em 1935 (ANL x AIB); 1964 (esquerda e direita) e, notavelmente, a partir do segundo turno das eleições presidenciais entre Dilma e Aecio. Não é comum. Nossa tradição é a violência nas bases e acordo no topo, ou seja, repressão social e conciliação de elites. 02) existem vários projetos para o Brasil, o que reflete nossa diversidade regional, social e cultural. Dizem respeito a diversas interpretações do papel do Estado , da desigualdade social e ...

    Leia mais
    blank

    A história do ódio no Brasil

    por Fred Di Giacomo “Achamos que somos um bando de gente pacífica cercados por pessoas violentas”. A frase que bem define o brasileiro e o ódio no qual estamos imersos é do historiador Leandro Karnal. A ideia de que nós, nossas famílias ou nossa cidade são um poço de civilidade em meio a um país bárbaro é comum no Brasil. O “mito do homem cordial”, costumeiramente mal interpretado, acabou virando o mito do “cidadão de bem amável e simpático”. Pena que isso seja uma mentira. “O homem cordial não pressupõe bondade, mas somente o predomínio dos comportamentos de aparência afetiva”, explica o sociólogo Antônio Cândido. O brasileiro se obriga a ser simpático com os colegas de trabalho, a receber bem a visita indesejada e a oferecer o pedaço do chocolate para o estranho no ônibus. Depois fala mal de todos pelas costas, muito educadamente. Olhemos o dicionário: cordial significa referente ou próprio ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist