Tag: Manifestações Culturais

    Capoeira-Congo

    Como a capoeira ajuda meninos de rua em Kinshasa

    Na capital da República Popular do Congo, meninos e meninas de rua aprendem a ter disciplina e responsabilidade nas aulas de capoeira A capital da República Democrática do Congo, com seus 12 milhões de habitantes, é a segunda cidade do mundo, logo atrás do Rio de Janeiro, em número de crianças abandonadas. As estimativas variam de uma fonte à outra, mas a ONG francesa Médecins du Monde (Médicos do Mundo, MDM) estima que são cerca de 20 mil meninos e meninas nas ruas de Kinshasa. Algumas largaram as famílias, outras foram abandonadas. Estas crianças são chamadas de shégués (crianças de rua em lingala), um nome que é sinônimo de "ladrão", já que vivem essencialmente de roubos e furtos. Elas recusam a ajuda de dezenas de entidades e acabam muitas vezes caindo na prostituição, na desnutrição e na violência. Algumas, porém, deram sentido às suas vidas graças à disciplina e a ...

    Leia mais
    convite sao paulo

    Palmares 25 Anos: Atividade em Campinas/SP promove plantio de árvores sagradas

    Homenagear os negros e negras que foram escravizados na região. É o objetivo do evento de lançamento do "Espaço Sagrado dos trabalhadores e trabalhadoras que construíram a Fazenda Duas Pontes", localizado no Hotel Fazenda Solar das Andorinhas, em Campinas-SP. A atividade integra as comemorações alusivas aos 25 Anos da Fundação Cultural Palmares – MinC (FCP) e será realizada numa parceria entre a Associação Liberdade Canto e Dança e a Fundação, no próximo dia 14 de setembro, a partir das 10 horas. De acordo com a programação, a ação conta ainda com o lançamento do Projeto Desenvolvimento e Empreendorismo Afro-brasileiro, do SEBRAE, assim como um recital da poetiza, Mirian Alves. O local foi escolhido para homenagear os negros escravizados que construíram a antiga Fazenda Duas Pontes, primeiro nome do Solar das Andorinhas, ainda no período escravocrata. Plantio Sagrado- As sementes de Baobá, Akoko e Obi serão semeadas num ritual especial, realizado ...

    Leia mais
    bahiaja-noticia-10-09-2013-1008

    Seminário propõe nova agenda e renovação políticas afrodescendentes

    O seminário foi encerrado no melhor estilo afro-brasileiro, com o show, o balanço e o ritmo pulsante do músico Dão e a Caravanablack. Por: Samuelita Santana A criação de redes sociais direcionadas a empreendedores da cultura negra e outras propostas inovadoras lançadas durante o Seminário Internacional Somos Africanos? Novas estratégias para a ascendência africana no Brasil e na América Latina, serão editadas num livro direcionado às esferas de governo e organizações que atuam na promoção da igualdade racial. A publicação vai indicar a renovação das políticas públicas com base em uma nova agenda política e em um novo pensar afrodescendente. Durante três dias, o seminário - que aconteceu de 04 a 06 na Biblioteca Pública do Estado - promoveu debates sobre desigualdade racial, herança histórica do racismo e ações de valorização e fortalecimento das relações entre a América Latina e o continente africano. O evento, que marcou o início das ...

    Leia mais
    São Paulo adere ao Sistema Nacional de Cultura

    São Paulo adere ao Sistema Nacional de Cultura

      Em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, ministra Marta Suplicy disse que a iniciativa tornará a cultura mais presente nas cidades paulistas, que poderão se inscrever no programa pela internet; ela anunciou repasse anual de R$ 12 milhões ao Estado, que serão somados à verba de R$ 6 milhões aplicada anualmente no setor pelo governo paulista Fernanda Cruz São Paulo – O governo do estado formalizou hoje (6) a adesão ao Sistema Nacional de Cultura, um programa do Ministério da Cultura voltado ao estímulo e à integração de políticas públicas no setor. Em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, a ministra Marta Suplicy anunciou repasse anual de R$ 12 milhões, que serão somados à verba de R$ 6 milhões aplicada anualmente no setor pelo governo paulista. Segundo a ministra, o programa vai durar dois anos, com investimento total de R$ 36 milhões dos dois governos. Marta disse que a iniciativa tornará a ...

    Leia mais
    Festival cancelado por falta de apoio do Brasil

    Festival cancelado por falta de apoio do Brasil

      Belo Horizonte (Brasil)– O Festival de Arte Negra que seria realizado de 4 a 9 de outubro em Lagos, Nigéria, homenageando o Brasil, foi cancelado hoje por falta de apoio do governo brasileiro.  O anúncio do cancelamento do evento foi feito pelo diretor do  Instituto Yoruba, entidade curadora do evento no Brasil e sediada em Belo Horizonte. Olú Akínrúlí encaminhou correspondência oficial  aos órgãos governamentais que se comprometeram a apoiar o festival enviando delegação. Uma carta à Presidenta da República Dilma Roussef  também deverá ser enviada nas próximas horas comunicando a decisão tomada pelos organizadores do festival na Nigéria. O festival, evento internacional anual que tem despontado como espaço privilegiado para o debate sobre as artes na África e em suas diásporas, é coordenado pelo Prêmio Nobel de Literatura em 1986, o escritor nigeriano Wole Soyinca, que ano passado esteve no Brasil para solicitar apoio público governamental para o evento. Em seguida, ...

    Leia mais
    RTEmagicC Kiebes.jpg

    Dança do Congo vai ganhar exposição no Museu Afro-Brasileiro

    A inauguração terá a presença de representantes da cultura dos dois países e atrações artísticas O Museu Afro-Brasileiro (MAFRO), da Universidade Federal da Bahia, vai homenagear o Congo (país africano de tradição bantu) com a primeira mostra internacional sobre a dança do Kiebé-kiebé, que vem reforçar o estreitamento de laços e a cooperação cultural com o Brasil. De Salvador, a exposição segue para Cuba. A inauguração acontece na próxima segunda-feira (09), às 18h, para convidados, com a presença de representantes da cultura dos dois países e atrações artísticas. No mesmo dia, às 10h, a curadoria recebe a imprensa para uma entrevista coletiva, na Sala Carybé. A exposição fica em cartaz até o dia 29 de novembro, de segunda a sexta, das 9h às 17h. Entrada franca. A dança Kieke Kiebe é indicada para ser tombada como patrimônio imaterial da UNESCO Dentro da programação, no dia 10, às 16h30, o professor ...

    Leia mais
    Narrativa Baré: Nós não éramos índios

    Narrativa Baré: Nós não éramos índios

      A narrativa abaixo foi coletada e editada por Geraldo Andrello (antropólogo, ISA/ Unicamp). O narrador, o Baré Braz de Oliveira França, foi presidente da Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro (Foirn) entre 1990 a 1997.  por Bráz de Oliveira França 0 Rio Negro/ AM - 1999   Aicué curí uiocó, paraná-assú sui, peruaiana, quirimbaua piri pessuí . Foi com essa mensagem que Ponaminari, o grande mensageiro de Tupana, tentou prevenir todos os povos que dominavam estas terras antes de 1500. Talvez os pajés e os chefes imaginassem que este poderoso inimigo fosse uma epidemia, ou a ira dos ventos, revolta das matas, ou mesmo vingança de Curupira. Mas em nenhum momento eles imaginaram que o inimigo seria o homem branco, vindo do meio do mar, conforme testemunharam os olhares Tupiniquim, Tupinambá e quem sabe outros povos nativos ...

    Leia mais
    criacao-mundo-bantu

    Criação do Mundo Segundo a Tradição Bantu

      Segundo a história tradicional contada pelos mais idosos e categorizados Nganga (sacerdotes) de tribo bantu (Angola), que todos os povos negros descenderiam dos Bungu e estes diretamente do Nzambi (Deus Supremo da mitologia bantu). Eis a história tal qual foi contada, da criação do Mundo e a ascendência divina destes povos. Nzambi, a quem também chamam Ndala Karitanga (Deus criador de si próprio), Nzambi ia Kalunga (Deus Supremo e Infinito) e Nzambi Ampungu (Deus Poderoso), depois de ter criado o Mundo e tudo quanto nele existe , criou uma mulher para que fosse sua esposa e para que, por seu intermédio, pudesse ter descendência humana, a fim de que esta povoasse a Terra e dominasse todos os animais selvagens, por ele criado. Disse a sua esposa que passaria a chamar-se Ná Kalunga, em virtude da filha que iria dar a luz, se chamar Kalunga. Com efeito, tal como Nzambi ...

    Leia mais
    DSC0341

    Mãos negras que transformam

    Projeto selecionado no Edital Conexão Brasil – África vai trazer artesãs de Burkina Faso, no oeste africano, para Feira ArtMundi, em Santos, São Paulo Nas mãos de artesãs africanas, sementes, búzios e pedras ganham formas e cores para enfeitar colos, braços, orelhas em forma de colares, brincos, pulseiras. Por meio de uma oficina ministrada pela artesã paulista Ivanete Souza, mulheres burkinesas, da cooperativa L´Art de Burkina, descobrem que o que ia ser descartado pode se transformar em arte e em uma renda extra para a família. Este é o início da execução do primeiro projeto aprovado pelo Edital Conexão Brasil-África, da Fundação Cultural Palmares (FCP) em parceira com a Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores (ABC – MRE). Ivanete, de Osasco (SP), que está em Burkina Faso, finalizou no último dia 17 de agosto a oficina de bijuterias para as mulheres cooperadas. No dia 30 deste mês, ...

    Leia mais
    professora

    Candomblé Bantu e a importância dos afro-saberes na educação

    Kamila Gomes Borges – Maganza Muxinandê, de Uambulu N`sema, mona kwa nkisi Nzo Tumbansi, Itapecerica da Serra/SP O CANDOMBLÉ CONGO-ANGOLA: MANIFESTAÇÃO BANTU A IMPORTÂNCIA DOS SABERES AFRO-RELIGIOSOS NA EDUCAÇÃO Kamila Gomes Borges  RESUMO O presente artigo analisa o terreiro tradicional de Candomblé Congo-Angola Inzo Tumbansi de tradição Bantu, que busca aprofundar em seus costumes de tradição africana. A história dessa manifestação cultural-religiosa é de extrema importância, para entender a nossa identidade brasileira.  A intenção aqui é mostrar que a história do povo de santo não é uma história invertebrada, ao contrário, é longo o caminho que temos que percorrer para aprofundar nesse conhecimento que foi tão deturpado ao longo dos anos.                                                                                ...

    Leia mais
    Messiah

    Messias? Não! Mãe é obrigada pela Justiça a mudar nome de filho por afrontar Deus

      Esse garotinho tão simpático se chama Messiah (em português, Messias), mas pode teve que mudar de nome. Uma juíza ordenou que  o bebê não se chame assim para “não afrontar Deus”. O caso ocorreu na comarca de Tennessee (EUA). A juíza que mandou fazer mudança  disse que o fato de a criança ter sido batizada assim ofende Deus. Segundo ela,  ”a palavra Messias é um título e é um título que só uma pessoa merece, e essa pessoa é Jesus Cristo”. Os pais de Messiah, que hoje tem  7 meses, não conseguiram escolher outro  nome para a criança. Então, a juíza Lu Ann Ballew decidiu por o nome  nele de Martin DeShawn McCullough. De acordo com a emissora WBIR, na decisão, Ballew afirmou que o novo nome “não é mais uma afronta a Deus a aos cristãos”. Será mesmo que Cristo ficaria chateado de ter seu título homenageado por ...

    Leia mais
    ya mukumby

    Luto em Londrina pela Yá Mukumby

    Bom dia. Domingo de tristeza com  o assassinato da Yá Mukumby Vilma Santos. A comunidade negra perdeu uma de suas mais ativas lideranças. Dona Vilma foi brutalmente assassinada por um homem  que estava com uma faca, entrou na casa dela e a matou. Além da Yá Mukumby, ele assassinou a senhora Allial Oliveira Santos de 80 anos e Olivia Oliveira dos Santos de doze anos, respectivamente, mãe e neta da Yá Mukumby. Uma tragédia. Informações da morte podem ser acessadas http://www.revelia.com.br/index.php?pagina=posts&id=8557&tipo=Policia#.Uf40anDAwbo.facebook Compartilho a dor do Movimento Negro e o Povos de Terreiros que estão triste com a tragedia que aconteceu em Londrina. O velório da Iá Yá Mukumby Vilma Santos será realizado no Ilê Axé Ogum Megê, rua Elis Regina, Jardim Ana Elisa III, Cambé (próximo do CAIC).   Terreiro do Alaketu Os netos de santo BAOBÁ - árvore símbolo fundamental das culturas africanas tradicionais     Fonte: Blog Zé Otávio

    Leia mais
    Hino-a-Negritude-BRASIL-ESCOLA-300x218

    Espírito Santo recebe projeto de incentivo a cultura afro nas escolas

    O ensino da história e da cultura afro-brasileira na rede pública e particular de ensino no Estado merece ser abordado com mais frequencia durante o ano. São constatações dos próprios educadores, que acreditam que o tema é ainda pouco debatido no ambiente escolar, apesar da Lei 10.639/2003 exigi a inclusão desses pontos na grade curricular. Para reverter esse quadro, foi lançado no Estado, na tarde desta segunda-feira (29), o projeto A Cor da Cultura, que busca a valorização social e cultural. O Espírito Santo é o 14º estado a receber A Cor da Cultura, desde que foi criado em 2004. A coordenação do projeto espera capacitar cerca de 540 educadores capixabas, entre eles professores e técnicos que atuam nas escolas. Serão realizadas oficinas de formação voltadas para a demonstração da metodologia do Projeto, cursos e seminários. "Tudo que faz a diversidade cultural avançar na questão do respeito e no resgate ...

    Leia mais
    Orisun-Asa4

    Exposição de selos mostra a história dos negros no Brasil; confira fotos

    Um século e meio de história da cultura negra no Brasil retratada por meio de selos. Essa é a exposição Orisun Asa: Celeiro de Brasilidade, em cartaz no Centro Cultural Correios, de Fortaleza, até o dia 10 de agosto. A mostra exibe as lutas, conquistas e dificuldades enfrentadas pelo povo africano ao longo de todos esses anos e faz um convite à reflexão sobre o racismo e perseguições que ainda persistem na nossa sociedade atual. Oriunda da língua yoruba, a expressão "orisun asa", que se pronuncia "orissum assá", significa "nascente ou raiz da cultura" e foi escolhida pelos curadores da mostra para ilustrar o sentimento dos africanos que vieram ao Brasil. Criando uma dinâmica tridimensional na expografia, a mostra também exibe objetos e cenários que ilustram a história contada nos selos. O visitante tem, assim, um reconhecimento imediato do assunto. A intenção é provocar uma reflexão sobre quem somos e ...

    Leia mais
    Esdras-de-Lucia-Heloisa-Jorge-e-Guilherme-Silva--ultimo-a-direita--no-musical-O-fino-do-samba-s2ct125184814-f3

    Musical mostra a nobreza e o fino do samba

    "Tudo foi pensado para ser simples. Para ser direto, para ser singelo. Tocar o público por ser próximo, real e vivo. Não dá para ser diferente... Por: Liliana Lavoratti "Tudo foi pensado para ser simples. Para ser direto, para ser singelo. Tocar o público por ser próximo, real e vivo. Não dá para ser diferente. Samba é de roda, é de grupo, é olho no olho. O nosso espetáculo é assim." É com essas palavras que o dramaturgo e autor do musical "O fino do samba", o baiano Elisio Lopes Júnior, define a peça, em temporada no Teatro Itália, na capital paulista, até 25 de agosto. A preocupação com a música orgânica é a base do espetáculo. Afinal, o samba não necessita de intervenção eletrônica para acontecer. Faz-se samba batucando numa caixa de fósforo ou numa mesa de bar. E o ritmo sobrevive num mundo em que músicas são compostas ...

    Leia mais
    ABR210713WDO 8483A

    Oficina de dança em Brasília resgata cultura afro-brasileira

    Brasília – Um grupo do cerca de 50 pessoas participou de uma oficina de danças afro-brasileiras na Fundação Nacional de Artes (Funarte) em Brasília. O ritmo marcante das pisadas e os movimentos de pernas, quadris e ombros, sempre em roda, tomaram conta do espaço. A oficina foi coordenada pelo grupo Ilú Obá de Min - Educação, Cultura e Arte Negra, de São Paulo, que faz atividades pela primeira vez na capital federal. A oficina fez parte da 6ª edição do Latinidades – Festival da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha, que vai até o dia 27 de julho. A programação trata da cultura afro-brasileira na perspectiva das mulheres negras e traz temas como empreendedorismo, economia criativa, cultura e comunicação, com atividades abertas ao público. A atividade foi ministrada pela professora de dança brasileira Roberta Viana. Os ritmos apresentados na aula de hoje foram o coco e o cacuriá. De acordo com Roberta, ...

    Leia mais

    Morre em São Paulo aos 31 anos Wagner Santos, Rei Momo do Carnaval 2012

    Morreu em São Paulo, na madrugada desta quarta-feira (17), o enfermeiro Wagner Santos, 31 anos, Rei Momo no Carnaval 2012. Segundo a Tom Maior, escola de samba da qual Wagner fazia parte, ele sofria de câncer no pulmão e estava internado há duas semanas na UTI do hospital São Luis. O enfermeiro lutava contra a doença há cerca de um ano, com tratamento que incluía sessões de quimioterapia. Ainda de acordo com representante da Tom Maior, o velório de Wagner acontecerá nesta quarta, a partir das 18h, no cemitério da Vila Alpina, na zona leste da capital paulista. O sepultamento acontecerá no mesmo local, na manhã desta quinta-feira (18).     Fonte: Terra

    Leia mais
    latinidades 2013 marca1

    Festival Latinidades 2013: Arte e Cultura Negra – memória afrodescendente e políticas públicas

    Em em sua 6ª edição, o Festival da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha será realizado em Brasília, de 19 a 28 de julho, sob o tema Arte e Cultura Negra – Memória Afrodescendente e Políticas Públicas. O festival desenvolve ações de formação, capacitação, empreendedorismo, economia criativa, cultura e comunicação e traz ampla programação artística com shows, exposições, lançamentos literários, entre outros. O Latinidades envolve anualmente diversos estados brasileiros, com crescente participação internacional. Desenvolve diálogos com o poder público, organizações não-governamentais, movimentos sociais e culturais, universidades, redes, coletivos e outros grupos. Constitui, também, um espaço para convergir iniciativas do estado e da sociedade civil relacionadas ao enfrentamento do racismo, sexismo e promoção da igualdade racial. Atualmente, o Latinidades é considerado o maior festival de mulheres negras do país. Em 2013 vai falar de memória afro-descendente no fazer contemporâneo e a necessidade efetivar políticas públicas para a cultura negra. Pretende discutir temas atuais ...

    Leia mais
    AFROCIRCO 8

    Dia 29 de junho é a estreia do espetáculo Genesis, do Afro Circo

      "Genesis" é uma releitura da criação do mundo segundo a mitologia iorubá. De acordo com a lenda, Olorum (Deus) quando criou o universo jogou na Terra cinco galinhas d' angola e assim os continentes foram separados. O espetáculo fica em cartaz de 29 de junho até 21 de julho. As apresentações acontecem todo sábado às 19h e domingo às 18h.O Afro Circo surgiu no Cantagalo com a proposta de criar um circo contemporâneo e com a cara do Brasil. Há mais de uma década a iniciativa leva cultura e arte aos moradores das favelas cariocas. Dia 29 de junho é a estreia do espetáculo Genesis, do Afro Circo from Grupo Cultural AfroReggae on Vimeo. Fonte: Vimeo

    Leia mais
    RTEmagicC Nigeriana.jpg

    Bahia e Nigéria: os fortes laços com religião, culinária e música

    Nigéria e Uruguai se enfrentam nesta quinta-feira, às 19h, na Arena Fonte Nova. Povo baiano promete torcer para os africanos Rafael Rodrigues   Acarajé, abará, Oxóssi, Iemanjá e o ijexá. Culinária, religião e música são atrativos para lá de singulares para o turista que passar pela Bahia durante a Copa das Confederações. Não para quem vem da Nigéria acompanhar a partida contra o Uruguai, hoje, às 19h, na Fonte Nova. "Aqui eu me sinto em casa, não há tanta diferença entre Nigéria e Bahia", diz a estudante de Letras Vernáculas Portuguesas Yayi Funke Ayodej, 20 anos, que participa de um intercâmbio entre a Obafemi Awolowo University, em Lagos, capital financeira da Nigéria, e a Universidade Federal da Bahia (Ufba). Ela faz parte de um grupo de dez estudantes nigerianos que chegaram por aqui há cerca de dois meses e vai ficar um ano. Estarão todos no estádio hoje e contam ...

    Leia mais
    Página 5 de 11 1 4 5 6 11

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist