Tag: moradia

    Trabalho do Centro de Estudo da Metrópole mostra que, nas faixas mais pobres da população, não é viável separar os grupos de risco dos demais moradores. O problema afeta principalmente a região Sudeste, com a Região Metropolitana de São Paulo à frente (Paraisópolis, São Paulo. Foto: Vilar Rodrigo/Wikimedia Commons

    Déficit habitacional é obstáculo para isolamento vertical, dizem pesquisadores

    No contexto da pandemia causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), o chamado “isolamento vertical” – que consiste em impor quarentena apenas aos grupos de risco (pessoas com mais de 60 anos e portadores de doenças crônicas, entre outros) e liberar o resto da população para circular livremente – tem sido contraindicado por autoridades de saúde do mundo todo. Por José Tadeu Arantes, da Agência FAPESP Trabalho do Centro de Estudo da Metrópole mostra que, nas faixas mais pobres da população, não é viável separar os grupos de risco dos demais moradores. O problema afeta principalmente a região Sudeste, com a Região Metropolitana de São Paulo à frente (Paraisópolis, São Paulo. Foto: Vilar Rodrigo/Wikimedia Commons Em um país com alto percentual de pobreza e infraestrutura deficiente como o Brasil, essa suposta opção torna-se ainda mais inadequada, pois, nas faixas de baixa renda, é impossível separar os grupos de ...

    Leia mais

    Moradia: Governo acena à classe média e deixa os mais pobres ao relento

    Ninguém em sã consciência é contra ampliar crédito habitacional para a classe média poder adquirir sua casa própria. O problema é quando isso é feito em detrimento à execução de programas de habitação para os mais pobres, que são os que mais sofrem com a falta de moradias decentes. Por Leonardo Sakamoto Do Blog do Sakamoto Quando o Conselho Monetário Nacional decide aumentar, temporariamente até o final do ano, o teto do imóvel financiado com recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para R$ 1,5 milhão e quando o Palácio do Planalto divulga que o financiamento do ''Minha Casa, Minha Vida'' passa a beneficiar quem ganha até R$ 9 mil mensais, não é apenas a construção civil que eles querem reativar, mas também conquistar a simpatia da classe média que anda enjoada com a quantidade de denúncias de corrupção de membros do governo federal. Hoje, o teto é entre ...

    Leia mais

    ‘Lugar de mulher é na obra’: o projeto que ensina mulheres de baixa renda a reformar as próprias casas

    Numa rua de terra batida a 16 km do centro de Belo Horizonte, Ana Paula Souza, de 36 anos, troca sozinha o piso do quarto da casa em que vive com a filha de três anos, uma sobrinha e seu pai. Perto dali, Adriana Silva, de 40 anos, que também não tem emprego fixo, ergue uma parede por conta própria no local que abriga seus três filhos. Por Bruna Viana, para BBC Brasil Se na hora da construção é o homem que costuma tomar as decisões, nesta área da capital mineira - um terreno do tamanho de 40 campos de futebol ocupado desde 2009 - as mulheres estão começando a tomar as rédeas. A iniciativa é da arquiteta Carina Guedes, de 32 anos, que há três anos desenvolve um projeto de assistência técnica a mulheres de baixíssima renda na cidade. Vista geral da ocupação Dandara, em Belo Horizonte, e detalhe ...

    Leia mais
    raquel

    Raquel Rolnik: “Violência e moradia”

    Em sua coluna no jornal Folha de S. Paulo, a arquiteta, urbanista e professora da USP Raquel Rolnik analisa a invasão ocorrida nos conjuntos habitacionais do "Minha Casa, Minha Vida": "Construímos a ideia de que existe 'o lugar' da violência: esse lugar seria a favela", e conclui: "Ou compreendemos o fenômeno da violência de forma mais ampla, como elemento que está entranhado na nossa sociedade e na nossa cultura, dentro e fora do Estado, em todas as classes sociais, na favela e nos condomínios de luxo, ou não conseguiremos enfrentar a questão" A arquiteta, urbanista e professora da USP, Raquel Rolnik, analisou em sua coluna no jornal Folha de S. Paulo como a imprensa noticiou a invasão por traficantes em conjunto habitacional do programa "Minha Casa, Minha Vida", em Guadalupe, na Zona Oeste do Rio. Em pesquisas, a colunista relata que essa realidade se encontra presente em diversas unidades do programa por todo ...

    Leia mais
    Foto: Gabriel Brito/Correio da Cidadania

    A cada desocupação a cidade diz: “O Centro não é para gente como vocês”

    Ontem a cidade de São Paulo mostrou a verdadeira face, que nós conhecemos, mas que ela gosta de esconder. As imagens falam por si só (a bela e triste videoreportagem da Ponte Jornalismo). Ontem, mulheres, crianças, idosos e homens da classe trabalhadora cometeram o pecado de não querer mais pagar o aluguel parasitário, o pecado de querer morar perto do trabalho, o pecado de querer participar da vida da cidade, de seus centros de lazer e cultura, ontem, as pessoas que cometeram o pecado de ocupar um prédio abandonado há dez anos foram reprimidos com a dureza e desumanidade típica da força policial desta cidade, deste estado e deste país para com os seus filhos pobres. As cenas de resistência revoltam e inspiram. Abaixo copio a reflexão e o desabafo da companheira Vanessa Gravino. O problema é conhecido e as soluções também - no espaço entre os dois está a necessidade ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist