UNESCO lança versão em português de material sobre diversidade cultural

Para comemorar o Dia Internacional da Diversidade Cultural para o Diálogo e o Desenvolvimento, celebrado neste 21 de maio, a UNESCO no Brasil lança a versão em português do resumo da publicação Repensar as políticas culturais: relatório global de 2018. Documento aborda conquistas em áreas como governança, mobilidade de artistas e profissionais e promoção dos direitos humanos por meio da cultura.

Da ONU

 

 

Rio de Janeiro – Afoxé Filhos de Gandhi cantam na celebração que comemora o reconhecimento do Cais do Valongo como Patrimônio da Humanidade pela Unesco (Fernando Frazão/Agência Brasil).

Para comemorar o Dia Internacional da Diversidade Cultural para o Diálogo e o Desenvolvimento, celebrado neste 21 de maio, a UNESCO no Brasil lança a versão em português do resumo da publicação Repensar as políticas culturais: relatório global de 2018. Documento aborda conquistas em áreas como governança, mobilidade de artistas e profissionais e promoção dos direitos humanos por meio da cultura.

Traduzido em parceria com o Ministério da Cultura brasileiro, o material está disponível gratuitamente em meio online. Acesse clicando aqui.

O relatório da agência da ONU discute como a implementação da Convenção sobre Proteção e Promoção da Diversidade das Expressões Culturais, aprovada em 2005 pela UNESCO, trouxe avanços em instituições e políticas sobre cultura. Também analisa fluxos de bens e serviços culturais e avalia a integração da cultura em marcos de desenvolvimento sustentável. O documento aborda ainda a defesa das liberdades fundamentais por meio da cultura.

 

+ sobre o tema

Professores indígenas ocupam Secretaria de Educação da Bahia

  Um grupo de 60 professores, alunos e pais indígenas...

Antonio Candido indica 10 livros para conhecer o Brasil

  Quando nos pedem para indicar um número muito limitado...

Resultado da segunda chamada do ProUni sai nesta segunda-feira

Brasília – Os estudantes que se inscreveram no Programa...

Em São Paulo, 46% dos alunos admitem ter passado de ano sem aprender a matéria

Camila Maciel - Repórter da Agência Brasil Quase metade (46%)...

para lembrar

Estudantes protestam contra exigência do Enem para Ciência sem Fronteiras

Nova regra para concorrer a bolsas de estudo no...

USP assina acordo experimental para participar do Enade

Além da prova, a universidade estadual paulista participará das...

A campanha dos professores para denunciar Paes e Cabral

Charge do Vitor Teixeira, via Facebook do site do SEPE,...
spot_imgspot_img

Por que as altas desigualdades persistem?

Com o fim da escravidão, nutria-se a esperança de que a liberdade proporcionaria uma gradual convergência nos indicadores socioeconômicos entre brancos e negros. Porém essa...

Juventude negra, ciência e educação

Mesmo com os avanços já promovidos pela lei 12.711/2012, que nacionalizou o sistema de cotas nas universidades federais, o percentual da população brasileira com 25 anos...

Ser menina na escola: estamos atentos às violências de gênero?

Apesar de toda a luta feminista, leis de proteção às mulheres, divulgação de livros, sites, materiais sobre a valorização do feminino, ainda há muito...
-+=