Guest Post »

Unidade das Esquerdas: Quando? Por quê? Como? Para quê?

As forças de esquerda têm uma enorme dificuldade em conhecer as experiências de outras forças de esquerda noutros países e em se disporem a aprender com elas. Nem estão interessadas em conhecer profundamente as realidades políticas doutros países nem tão pouco dão a atenção devida ao contexto internacional e às forças econômicas e políticas que o dominam

Créditos da foto: Ricardo Stuckert/Fotos Públicas

 

Introdução

Tenho escrito muito sobre as esquerdas, o seu passado e o seu futuro.

Tenho preferência pelas questões de fundo, coloco-me sempre numa perspectiva de médio e longo prazo e evito entrar nas conjunturas do momento. Neste texto sigo uma perspectiva diferente: centro-me na análise da conjuntura de alguns países, e é a partir dela que coloco questões de fundo e me movo para escalas temporais de médio e longo prazo.

Isto significa que muito do que está escrito neste texto não terá qualquer actualidade dentro de meses ou mesmo semanas. A utilidade dele pode estar precisamente nisso, no facto de proporcionar uma análise retrospectiva da actualidade política e do modo como ela nos confronta quando não sabemos como se vai desenrolar. E também pode contribuir para ilustrar a humildade com que as análises devem ser feitas e a distância crítica com que devem ser recebidas. Talvez este texto possa ser lido como uma análise não conjuntural da conjuntura.

Leia a matéria completa no Carta Maior

Related posts