Vaticano afasta padre que revelou ser gay em entrevista

O padre polonês Krzystof Charamsa, que participou de coletiva de imprensa com o namorado, fez declarações com o intuito de incentivar a Igreja Católica a mudar de posição sobre a homossexualidade

Na Revista Fórum 

O Vaticano afastou neste sábado (03/10) o monsenhor Krzystof Charamsa de sua posição na Congregação para a Doutrina da Fé, braço doutrinal do Vaticano onde trabalhava desde 2003, após o padre polonês declarar que é gay e que tem um parceiro de longa data.

charamsaynovio-200x300

A revelação foi dada em uma entrevista publicada hoje no jornal Il Corriere della Sera, o de maior tiragem da Itália, em que Charamsa, de 43 anos, fala sobre a sua vida pessoal e assegura que tem orgulho de ser homossexual.

Mais tarde, o padre polonês realizou uma coletiva de imprensa com o seu parceiro, um homem espanhol, e ativistas da causa LGBT em um restaurante de Roma, reportou a Reuters. A meta era incentivar a Igreja Católica a alterar o seu posicionamento conservador a respeito da homossexualidade.

Em comunicado, o Vaticano disse que a demissão de Charamsa não tem relação com seus comentários sobre sua vida pessoal, mas destacou que a entrevista foi um ato “grave e irresponsável”.

As revelações de Charamsa ocorrem às vésperas do Sínodo sobre a Família. Entre os dias 4 e 25 de outubro, bispos vão se reunir no Vaticano para discutir diversos temas referentes à família, incluindo a possibilidade de maior abertura aos gays dentro da instituição familiar.

Para o padre polonês, papa Francisco tem sido “fantástico” por ter feito com que a Santa Sé “redescobrisse a beleza do diálogo”, reportou a Ansa. Após saber da demissão, o monsenhor afirmou que dedicava “o fato de se assumir aos muitíssimos sacerdotes homossexuais que não tem força de sair do armário”.

“O amor homossexual é um amor que tem a necessidade da família. Toda pessoa, também os gays, lésbicas e transexuais, leva no coração o desejo de amor de familiaridade”, afirmou Charamrsa.

+ sobre o tema

‘No Brasil de hoje, a trança é um símbolo de resistência’

Trancista Gabriela Azevedo perdeu a conta de quantas vezes...

Jaqueline Goes, a pesquisadora que luta por mais mulheres na ciência

Quando Jaqueline Goes de Jesus, de 32 anos, era criança,...

Estereótipos e discriminação impedem meninas de realizar seu potencial, diz ONU

Discriminação sistemática, falta de oportunidades de aprendizado e estereótipos...

Jovem gay é morto a facadas no Terminal Jabaquara

Outros dois homens também foram esfaqueados e estão internados em...

para lembrar

Mulheres do campo participam de oficinas contra violência doméstica

Aproximadamente 90 mulheres das comunidades rurais Baús, Chapada Vacaria...
spot_imgspot_img

Aborto legal: ‘80% dos estupros são contra meninas que muitas vezes nem sabem o que é gravidez’, diz obstetra

Em 2020, o ginecologista Olímpio Moraes, diretor médico da Universidade de Pernambuco, chegou ao hospital sob gritos de “assassino” porque ia interromper a gestação...

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...

Moraes libera denúncia do caso Marielle para julgamento no STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou nesta terça-feira (11) para julgamento a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra...
-+=