Vereadores debatem produção e difusão audiovisual para afrodescendentes

Fonte: A Tarde –

 

Direito à imagem e ao acesso à produção, distribuição e difusão das artes visuais para as comunidades negras, foram alguns dos assuntos debatidos na audiência pública, requerida pelo vereador Moisés Rocha (PT), realizada na terça-feira (15) no Centro de Cultura da Câmara Municipal. O vereador ressaltou a importância do movimento cineclubista que, de acordo com ele, teve forte participação no processo de redemocratização do Brasil.

 

“É importante discutir políticas públicas para o movimento cineclubista, que tanto contribuiu para a redemocratização do país, mas atualmente passa por uma série de crises. Então essa sessão é para tentar resgatar esse movimento e popularizar o áudio-visual no Brasil”, defendeu.

 

A mesa do evento, que também debateu sobre o controle de veiculação de imagens captadas em quilombos e presídios, foi composta pelo presidente do Conselho Nacional de Cineclubes, Antônio Claudino de Jesus; pelo representante do Centro de Estudos das Artes Afro-orientais, Vilma Reis; pelo representante da Fundação Gregório de Matos, Catia Jordan, e pelo presidente do Instituto de Radiodifusão do Estado da Bahia (IRDEB), Pola Ribeiro.

 

Em relação à divulgação de imagens abusivas de quilombos e presídios, Rocha disse que o seu principal interesse, além de preservar a população, é controlar a veiculação de imagens dessas instituições em programas sensacionalistas. “Eu defendo ações indenizatórias contra esses órgãos que buscam denunciar e provocar o abuso do direito da imagem da população pobre e excluída que vive à margem da pobreza”, afirma o vereador.

 

Esdras Márcio, representante do movimento LGBT, acredita que a audiência foi o primeiro passo para que as classes menos favorecidas da sociedade possam dialogar com as autoridades responsáveis. “Acho que esse evento é importante para que se discuta como vai colocar o negro e o homossexual na mídia. É uma abertura para dialogar com os poderes. É uma oportunidade que nós negros e homossexuais temos para conquistar o nosso espaço”, relata.

Matéria original

+ sobre o tema

Venício Lima: Stuart Hall e os estudos de mídia

Seu enorme legado intelectual deve ser celebrado embora, nos...

Pesquisa revela que mulheres negras estão fora do cinema nacional

Apesar de ser a maior parte da população feminina...

Escola de Frankfurt: Crítica à sociedade de comunicação de massa

por José Renato Salatiel Qual é a influência de meios de...

O espírito do tempo eletrônico

A menos que se pretenda insistir no desenvolvimento de...

para lembrar

Pesquisa revela que mulheres negras estão fora do cinema nacional

Apesar de ser a maior parte da população feminina...

O pedido de ‘desculpa’ de Lilian Witte Fibe ao filho de Lula

Lilian Witte Fibe pede ‘desculpa’ por noticiar (e comemorar)...

Documentário dos EUA mostra como a mídia de direita faz lavagem cerebral nas pessoas

Vocês já repararam como as pessoas têm se transformado...
spot_imgspot_img

Portal Geledés recebe prêmio como imprensa negra brasileira

O que faz uma organização ser reconhecida como um canal de comunicação de destaque? Esta questão tem ocupado o pensamento da equipe do Portal...

Seletividade política apagou existência de afro-gaúchos e indígenas no RS

O dia 20 de setembro é a data mais importante do calendário cívico sul-rio-grandense. Ela faz alusão ao início da guerra civil que assolou...

Mvúka: Futuros Diversos através das vivências Negras

A ideia de uma realidade diversa de futuro para o povo negro brasileiro, se constrói a partir da interpretação crítica do passado e das...
-+=