Vieira diz que racismo na Itália é inevitável e pede novas medidas

Com passagens por Milan, Juventus e Internazionale no período em que atuou profissionalmente, o já aposentado Patrick Vieira afirmou que atos racistas são atitudes naturais no futebol italiano. Em entrevista ao jornal inglês The Times, o francês, que nasceu em Senegal, afirmou que os jogadores negros que desejarem atuar na Itália devem esperar por manifestações preconceituosas.

“Não quero que a Inglaterra chegue ao ponto em que se encontra a Itália. Os italianos nunca lutarão contra isso, então, se você é um atleta negro e almeja jogar neste país, precisa esperar e aceitar o racismo”, disse.
No último dia 21 de setembro, torcedores da Lazio hostilizaram Aaron Lennon e Jermain Defoe, ambos do Tottenham, em todos os momentos em que os atletas tocaram na bola, em partida válida pela Liga Europa. Como punição, a União das Federações Europeias de Futebol (UEFA) multou o clube italiano em 40 mil euros (cerca de R$ 110,6 milhões).

“Se expulsar o clube de uma competição europeia por falta de controle de seus torcedores, isso aconteceria uma vez e, garanto, que já não aconteceria em uma segunda oportunidade. Se nada for feito, essa situação irá piorar e não sabemos aonde vai parar”, encerrou.

Fonte: Terra

+ sobre o tema

Leci Brandão sai em defesa da Vai-Vai: ‘Nenhuma instituição está acima da crítica’

'A crítica social é necessária na medida em que...

Nota de esclarecimento GRCSES VAI-VAI

Em 2024, a escola de samba Vai-Vai levou para...

Moção de solidariedade da UNEGRO ao Vai Vai 

A União de Negras e Negros Pela Igualdade (UNEGRO),...

para lembrar

Rodada contra Racismo

Neste final de semana, a Confederação Brasileira de Futebol...

Olivier Rousteing: ‘A moda é racista’

Único negro à frente de uma grife de luxo,...

Tribunal de Londres processa zagueiro John Terry por racismo

LONDRES, Reino Unido — O capitão da seleção inglesa...

Procon-SP notifica shopping após mãe denunciar racismo

O Procon-SP notificou ontem o Bourbon Shopping São Paulo...
spot_imgspot_img

Quanto custa a dignidade humana de vítimas em casos de racismo?

Quanto custa a dignidade de uma pessoa? E se essa pessoa for uma mulher jovem? E se for uma mulher idosa com 85 anos...

Unicamp abre grupo de trabalho para criar serviço de acolher e tratar sobre denúncias de racismo

A Unicamp abriu um grupo de trabalho que será responsável por criar um serviço para acolher e fazer tratativas institucionais sobre denúncias de racismo. A equipe...

Peraí, meu rei! Antirracismo também tem limite.

Vídeos de um comediante branco que fortalecem o desvalor humano e o achincalhamento da dignidade de pessoas historicamente discriminadas, violentadas e mortas, foram suspensos...
-+=