1,6 mil haitianos receberam visto para trabalhar e estudar no Brasil em 2011

O Ministério da Justiça (MJ) divulgou, nesta sexta-feira (6), que 1,6 mil haitianos, que entraram ilegalmente no país, tiveram sua situação regularizada após a emissão de vistos humanitários em 2011. O documento é emitido pelo Conselho Nacional de Imigração do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e permite que os estrangeiros possam trabalhar e estudar no Brasil.

Segundo o MTE, 634 haitianos receberam o visto entre janeiro e setembro de 2011 — último período com dados analisados e concluídos pelo ministéro. Destes, 397 estão no Amazonas, 207 no Acre, 14 em São Paulo, três no Tocantins e 13 em outros estados.

Ainda de acordo com o Ministério da Justiça, estima-se que cerca de quatro mil haitianos tenham entrado no Brasil em 2011. Outros dois mil imigrantes do Haiti entraram com processo para obter o visto humanitário e são analisados pelo MJ e pelo MTE.

O Comitê Nacional para os Refugiados (Conare), do Ministério da Justiça, informou que os haitianos não podem ser considerados como refugiados, pois não estão enquadrados na Convenção de Genebra, de 1951, e na lei nº 9.474/97, do Brasil. Eles são tratados como imigrantes sob caráter humanitário.

Situação no Acre

acreSegundo a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Acre, cerca de 500 haitianos entraram no período entre Natal e Ano Novo. O governo acriano solicitou ajuda ao governo federal para prestar assistência humanitária aos haitianos. Foram doadas, de acordo com o Ministério da Justiça, 14 toneladas de alimentos. Destas, oito toneladas já foram entregues, segundo as autoridades do Acre.

O Ministério da Justiça informou que a Polícia Federal está monitorando esses haitianos que entraram no país no fim de ano e começo de 2012. A maioria deles fica em Brasiléia e em Epitaciolândia. “Hoje, temos 1.250 haitianos no Acre. Eles recebem três refeições diárias, mas conseguimos dar alojamento para 80 deles, a maioria mulheres com crianças e idosos. Todos ficam em uma pousada alugada pelo governo estadual”, disse Nilson Mourão, secretário de Justiça e Direitos Humanos do Acre.

De acordo com ele, 2,5 mil haitianos já passaram pelo Acre desde fevereiro de 2011. “Assim que consquistam o visto, eles procuram seus destinos no país. O Acre não é o destino final deles, pois muitos querem ir para Rondônia, Santa Catarina e São Paulo”, afirmou Mourão.

Segundo o secretário, os haitianos que vão para Rondônia seguem para o estado vizinho para trabalhar nas usinas de Jirau e Santo Antônio. “Quem segue para Santa Catarina são procurados por empresas de construção de piscinas. Em São Paulo, são requisitados para a construção civil”, disse Mourão.

Segundo Ministério da Justiça, 1,2 mil haitianos receberam vistos humanitários em 2011 (Foto: Divulgação/Gleisson Miranda/Secom-Acre)

Caminho até o Acre

Os haitianos que deixam Porto Príncipe, capital do Haiti, passam pela República Dominicana, seguem pelo Panamá e Equador e desembarcam em Lima, no Peru. No país peruano, os haitianos viajam para Puerto Maldonado.

Outro caminho feito por eles é pela cidade boliviana, Cobija. “Tanto de Puerto Maldonado como de Cobija, eles entram por Brasiléia e Epitaciolândia. Para a primeira cidade acriana, o acesso é por uma ponte. Para a segunda, apenas uma pequena rua separa os dois países. Felizmente, a PF está aumentando o efetivo e a fiscalização no trecho, dificultando a entrada de novos imigrantes ilegais”, disse Mourão.

De acordo com o secretário, os haitianos preferem ficar no Brasil do que nos países vizinhos como Bolívia e Peru. “Eles relatam que sofrem violência física e sexual, roubo e extorsão. Por isso eles praticamente correm para cá. O perfil dos haitianos é diferentes de outros que costumamos ver. Eles têm estudo, eram qualificados profissionais quando viviam no Haiti e podem ser bem aproveitados para diversas áreas de produção no país”.

 

Fonte: G1

+ sobre o tema

Jay-Z e Beyoncé encabeçam lista dos casais mais ricos

Atuais reis do hip hop mundial, Jay-Z e Beyoncé...

“Bobby Brown é o vilão”, afirma biógrafo da cantora Whitney Houston

"Não foi Bobby Brown quem fez Whitney Houston entrar...

Podcast de Mano Brown conquista público com informação e questionamentos

"O que não serve para compartilhar é inútil", afirma...

para lembrar

Gilberto diz que derrota para Holanda acabou com seu “sonho de garoto”

Frustrado por ter disputado as duas últimas edições da...

Con la tercera mayor cantidad de afrodescendientes de Suramérica

Por: Jesús Chucho Garcia La población afro está concentrada...

Unity Warriors estreia espetáculo de dança “MANOfestAÇÃO” e celebra a cultura hip-hop

Unity Warriors apresenta “MANOfestAÇÃO” em parceria com a Ocupação...

Xangô! – por Cidinha da Silva

Eu vi Xangô assentado no pilão, com uma gamela...
spot_imgspot_img

Diaspóricas 2: filme revela mundo futurista a partir do olhar de mulheres negras

Recém-lançado no Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA), em Goiás, no último dia 13 de junho, o filme “Diaspóricas 2” traz o protagonismo negro feminino e brasileiro...

Jordan Peele faz anúncio misterioso nas redes sociais

Jordan Peele tem planos para outubro. Ele publicou uma foto com a data de 23 de outubro deste ano em fundo preto e não acrescentou...

Gilberto Gil é homenageado na Uerj por contribuições culturais ao país

Cantor, compositor, escritor, produtor musical, imortal da Academia Brasileira de Letras, ex-ministro da Cultura. Dono de vários talentos e posições, Gilberto Gil ganhou nesta...
-+=