23ª FIL presta homenagens a Luís de Camões, Ferreira Gullar, Sueli Carneiro e Carlos de Assumpção

Enviado por / FontePublishnews

Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto será realizada entre 1º e 11 de agosto

Os cinco séculos de nascimento do poeta português Luís de Camões serão celebrados na 23ª edição da FIL – Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto, que será realizada entre os dias 1º e 11 de agosto de 2024. Com o tema central “Cotidianos poéticos: Do épico de Camões às batalhas de rua”, a programação da FIL propõe um exercício analítico sobre os desdobramentos da literatura e da humanidade nestes 500 anos. Neste ano, os escritores homenageados pela 23ª FIL são Ferreira Gullar e Carlos de Assumpção.

“Nossa proposta é percorrer esta rica trajetória de 500 anos e chegar às ruas do século 21, onde as mais diversas batalhas ocorrem, onde a poesia tão bem trabalhada por Camões continua encontrando eco, por exemplo, no slam”, comenta Adriana Silva, curadora da FIL e vice-presidente da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto.

Outros enfoques que estão atrelados à abordagem central da Feira Internacional do Livro para 2024 são os 150 anos da imigração italiana e os 200 anos da imigração alemã no Brasil. Segundo a presidente da Fundação do Livro e Leitura, Dulce Neves, a FIL está sendo preparada com um olhar múltiplo para as diversas vertentes da literatura e diferentes manifestações artísticas. “Vamos manter nossa linha multicultural nesta edição da Feira Internacional do Livro, visando atrair todos os perfis de leitores. A ideia é fazermos um mergulho no passado e presente, vislumbrando as perspectivas futuras da literatura e da leitura, sempre com o objetivo estrutural da evolução humana”.

Homenageados

Neste ano, os escritores homenageados pela 23ª FIL são Ferreira Gullar e Carlos de Assumpção. Gullar, pseudônimo de José Ribamar Ferreira (1930-2016), foi um dos maiores poetas brasileiros do século XX. Nascido em São Luís do Maranhão, ele se destacou por sua obra inovadora e engajada, transitando por diferentes fases e estilos, do lirismo intimista ao experimentalismo concreto e neoconcreto. Ferreira Gullar também foi crítico de arte, ensaísta e tradutor, além de defensor da cultura popular e da justiça social. Sua poesia, marcada pela inventividade e pelo humor, continua a inspirar leitores de todas as idades.

Carlos de Assumpção, nascido em Tietê (SP), em 1927, é um dos nomes mais importantes da literatura afro-brasileira. Poeta, advogado e professor, sua obra, marcada pela força da negritude e da ancestralidade africana, é um grito contra o racismo e a desigualdade. Aos 96 anos, Assumpção segue ativo, recitando seus poemas e inspirando novas gerações de escritores.

Autora Educação

Sueli Carneiro, nascida em São Paulo em 1950, é uma das principais vozes do feminismo negro no Brasil. Ela é a autora educação homenageada pela FIL. Filósofa e doutora em Educação pela USP, fundou e dirige o Geledés – Instituto da Mulher Negra, referência na luta pela igualdade racial e de gênero. Autora de livros como Escravidão, racismo e sexismo: a encruzilhada da mulher negra e Enegrecer o feminismo: a mulher negra na sociedade brasileira, Sueli é referência para o movimento negro e para toda a sociedade brasileira.

Escritora Infantojuvenil

Janaina Tokitaka é a escritora infantojuvenil celebrada neste ano. Nascida em 1986, é bacharel em Artes Visuais pela Universidade de São Paulo e começou sua carreira como escritora quando publicou seu primeiro álbum ilustrado, Tem um monstro no meu jardim (2010). Desde então, publicou 40 outras obras para o público infantojuvenil.

Escritor ribeirão-pretano

O autor ribeirão-pretano da FIL neste ano é Perce Polegatto. Formado em Letras, com especialização em Literatura, iniciou-se como poeta e passou a dedicar-se à prosa a partir de seu primeiro romance, “Os últimos dias de agosto”. A metalinguagem, a busca da identidade humana e o questionamento existencial são algumas das principais marcas de seus textos.

Patrono

Fechando a lista de homenageados de sua 23ª edição, a FIL escolheu o Secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Jorge Lima, como patrono. Lima é engenheiro mecânico formado pela PUC de Minas Gerais e tem passagens como CEO por diversas companhias. Em 2022, trabalhou como assessor especial do ministro da Economia Paulo Guedes. Atualmente, é sócio e vice-presidente de Estratégias e Negócios do Grupo H, presidente do Conselho Internacional do Brasil Export e membro de diversos conselhos de empresas.

+ sobre o tema

A carta da Princesa por Sueli Carneiro

A televisão, em 30 de abril, divulgou o conteúdo...

Fora do Lugar, por Sueli Carneiro

A revista Tudo realizou um teste comparativo sobre o...

Nós e o papa

O papa João Paulo II surpreendeu as mulheres que...

Rompendo com a conspiração do silêncio

Importante mesmo é a clareza do invólucro. É um...

para lembrar

Não toquem em Machado de Assis

Chego tarde à discussão sobre a legitimidade de adaptações...

A alta modernidade de Machado de Assis

Em 1895, Sigmund Freud publicou em Viena Estudos sobre...

Emma Watson: ‘Mal posso esperar para ver Noma Dumezweni no palco’

Depois da bênção de J.K. Rowling, foi a vez de Emma...
spot_imgspot_img

“Dispositivo de Racialidade”: O trabalho imensurável de Sueli Carneiro

Sueli Carneiro é um nome que deveria dispensar apresentações. Filósofa e ativista do movimento negro — tendo cofundado o Geledés – Instituto da Mulher Negra,...

Morre Maryse Condé, grande voz negra da literatura francófona, aos 90 anos

Grande voz da literatura francófona, a escritora de Guadalupe Maryse Condé morreu na madrugada desta terça-feira (2), segundo informou à AFP seu marido, Richard Philcox. A causa...

USP libera mais de 900 livros para baixar de graça; faça o download

A grana está curta para comprar livros? Temo uma excelente notícia! A Universidade de São Paulo (USP) disponibiliza uma biblioteca virtual com mais de 900 livros...
-+=