Após censurar post de ‘Dilma Bolada’, Facebook pede desculpas

Facebook censurou post do perfil Dilma Bolada que fazia crítica a Aécio Neves. Após repercussão negativa, rede social pede desculpas e diz que postagem foi removida ‘indevidamente’

O personagem fictício Dilma Bolada, uma sátira à presidente Dilma Rousseff criada pelo estudante Jeferson Monteiro, de 23 anos, teve uma piada retirada do ar pelo Facebook, no último sábado. O post ironizava o senador Aécio Neves (PSDB-MG), possível candidato à Presidência em 2014, fazendo referência a um processo de improbidade administrativa que o tucano aparece como réu. O texto com o comentário “Inventar mentira contra mim é mole, querido” foi apagado três horas depois da publicação.

Por conta da censura, o carioca Jeferson Monteiro, que administra o Dilma Bolada nas redes sociais, estava considerando a possibilidade de retirar a sátira do ar. Monteiro dizia que “o post era um belíssimo caso de liberdade de expressão em nosso país que já teve tempos muito difíceis onde as pessoas eram oprimidas”.

Hoje, Jeferson Monteiro, que tem 350 mil seguidores, publicou uma nota de esclarecimento em que explica o ocorrido e informa que pensava em acabar com o perfil. Mas horas depois, decidiu manter.

— O caso foi resolvido. O Facebook voltou atrás. Hoje é o “Dia do Fico” da Dilma Bolada — afirmou.

Dilma Bolada é um dos personagens mais populares das redes sociais e já recebeu prêmio nacionais e internacionais. No Twitter, por exemplo, o perfil é seguido por alguns ministros, um deles Alexandre Padilha, da Saúde. Jeferson Monteiro é carioca e morador de Mesquita, na Baixada Fluminense, Região Metropolitana do Rio.

Em entrevista ao Uol, o jovem disse ainda que tem sofrido ameaças de internautas: “A Dilma Bolada vai continuar sendo o que sempre foi. A mim é assegurado a liberdade de expressão garantido pela Constituição Federal, e é única e exclusivamente às leis que eu vou me guiar. Minha preocupação não é agradar a todo mundo.”

 

 

Fonte: Pragmatismo Político

+ sobre o tema

Maranhão tem 30 cidades em emergência devido a chuvas

Subiu para 30 o número de cidades que decretaram...

O Estado emerge

Mais uma vez, em quatro anos, a relevância do...

Extremo climático no Brasil joga luz sobre anomalias no planeta, diz ONU

As inundações no Rio Grande do Sul são um...

IR 2024: a um mês do prazo final, mais da metade ainda não entregou a declaração

O prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda...

para lembrar

Moradores do Rio e do ES pagam contas da PM para garantir segurança em bairros

Fonte: Folha de São Paulo - Moradores de bairros...

Da ficção e HQs ao ensaio acadêmico, cinco livros para entender Umberto Eco

Umberto Eco morreu há pouco. Aqui, indico cinco obras...

Não acredito no demônio. Só na intolerância da bancada evangélica – Leonardo Sakamoto

por Leonardo Sakamoto “Índio nasce índio, não tem...

Mulheres em cargos de liderança ganham 78% do salário dos homens na mesma função

As mulheres ainda são minoria nos cargos de liderança e ganham menos que os homens ao desempenhar a mesma função, apesar destes indicadores registrarem...

‘O 25 de abril começou em África’

No cinquentenário da Revolução dos Cravos, é importante destacar as raízes africanas do movimento que culminou na queda da ditadura em Portugal. O 25 de abril...

IBGE: número de domicílios com pessoas em insegurança alimentar grave em SP cresce 37% em 5 anos e passa de 500 mil famílias

O número de domicílios com pessoas em insegurança alimentar grave no estado de São Paulo aumentou 37% em cinco anos, segundo dados do Instituto...
-+=