Barroso diz em sabatina que acredita na diversidade e no respeito aos direitos humanos

Indicado para vaga de ministro do STF, advogado passa por entrevista no Senado

 

Ao fazer sua apresentação à Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado, o advogado Luís Roberto Barroso, indicado para uma vaga de ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), destacou que acredita na diversidade étnica, religiosa e política e também no respeito aos direitos humanos e fundamentais. As informações são da Agência Senado.

— A verdade não tem dono. Cada um é feliz à sua maneira. Respeito e tenho consideração por todos que pensam diferente e que conseguem manifestar pacificamente essa divergência.

Barroso já havia defendido, em outras ocasiões, a equiparação das uniões homoafetivas às uniões estáveis convencionais, a interrupção da gestação de fetos anencéfalos e a admissão de pesquisas com células-tronco embrionárias, posição que geraram críticas, entre as quais as do senador Magno Malta (PR-ES).

O indicado falou por 20 minutos para, depois, responder às perguntas dos senadores. Mais de 15 integrantes da CCJ estão inscritos para fazer questionamentos ao advogado. O primeiro a se manifestar é o presidente da CCJ, Vital do Rêgo (PMDB-PB), que também é o relator da indicação.

Segundo a Constituição de 1988, cabe ao Senado aprovar ou não a escolha de ministros para o STF, em votação secreta, depois de arguição pública. Caso o nome de Barroso seja aprovado pela comissão, após a sabatina, o tema será levado à votação em Plenário.

Se aprovado, Barroso ocupará vaga aberta com a aposentadoria compulsória, em novembro de 2012, do ministro Ayres Britto. Os mais de seis meses entre a saída de Britto e a indicação de Barroso configuraram um dos períodos mais longos em que o STF ficou sem a composição completa de 11 ministros.

 

Leia Também:

Barroso diz em sabatina que acredita na diversidade e no respeito aos direitos humanos

Harvard – Cotas e justiça racial: de que lado você está? Por Luís Roberto Barroso

Luís Roberto Barroso: Grupos religiosos preparam ofensiva contra indicação de Barroso ao STF

 

Fonte: R7 

+ sobre o tema

A Declaração das Nações Unidas sobre os direitos dos Povos Indígenas

Artigo 1º Os indígenas têm direito, como povos ou...

Crescimento econômico ameaça índios no Brasil, diz Anistia Internacional

Por: Maurício Moraes Relatório divulgado nesta sexta-feira pela...

Lapidando diamantes. Negros!

O BlackRocks, especializado em empreendedores da base da pirâmide,...

Mulheres indígenas criam agência de notícias

A comunicação tem se mostrado um campo de batalha...

para lembrar

Edital seleciona consultoria em ‘Políticas de saúde para comunidades quilombolas’

As inscrições podem ser feitas até 28/07, pelo endereço...

Campanha de autodeclaração racial e étnica dos jornalistas

Campanha de autodeclaração racial e étnica dos jornalistas: “Jornalista de verdade...

Carta Africana de Direitos Humanos foi adoptada há 32 anos

Luanda – A Carta Africana de Direitos do...

Por que precisamos de mais doulas negras

A crise da mortalidade materna negra não está diminuindo....
spot_imgspot_img

Marcelo Paixão, economista e painelista de Geledés, é entrevistado pelo Valor

Nesta segunda-feira, 10, o jornal Valor Econômico, em seu caderno especial G-20, publicou entrevista com Marcelo Paixão, economista e professor doutor da Universidade do...

Impacto do clima nas religiões de matriz africana é tema de evento de Geledés em Bonn  

Um importante debate foi instaurado no evento “Comunidades afrodescendentes: caminhos possíveis para enfrentar a crise climática”, promovido por Geledés -Instituto da Mulher Negra em...

Comissão da Saúde aprova PL de garantia de direitos à pacientes falciformes

A Comissão de Saúde da Câmara dos Deputados aprovou, na quarta-feira (5), o Projeto de Lei nº 1.301/2023, que reconhece a doença falciforme como...
-+=