Basquiat leva 3 000 pessoas ao CCBB na abertura de exposição

Retrospectiva foi inaugurada na quinta (25); ingressos para o período da manhã esgotaram

Crédito: Julio Donoso
As obras de Jean-Michel Basquiat (1960-1988) continuam a causar polvorosa por onde passam. A abertura da exposição do artista no Centro Cultural Banco do Brasil, realizada na quinta (25), contou com público de mais de 3 000 pessoas. No período da manhã, muitos visitantes tiveram que voltar para casa, porque os ingressos estavam esgotados.

Apesar da expressiva visitação, a retrospectiva não contou com filas. O “fenômeno” é um dos desdobramentos do uso do site e aplicativo Eventim. Por meio deles, é possível agendar quando se quer ir a mostra. O primeiro horário é 9h30 e o último, 19h30. Os períodos têm duração de uma hora, 400 entradas são disponibilizadas em cada um deles.

Para quem deseja visitar a atração no sábado (27) e no domingo (28), uma notícia boa: ainda há ingressos. Mas cautela, de acordo com a assessoria da instituição não é possível precisar o número exato de entradas. Ou seja, caso você deixe para mais tarde, pode perder a oportunidade.

BASQUIAT NO BRASIL

Na exposição do CCBB, mais de oitenta obras do artista, com ascendência africana e caribenha, são exibidas. Chama atenção a forma com que ele mistura técnicas. Em diversos trabalhos, tinta à óleo, acrílica e pastel convivem. Outra característica marcante de seus trabalhos, de acordo com o curador Pieter Tjabbes, é a associação entre imagens e palavras que, segundo um amigo do artista, corresponderia a forma com que Basquiat pensava.

 

+ sobre o tema

Lançamento do livro/CD/DVD ‘O Jongo do Tamandaré’

    Saiba Mais:  Jongo Cacuriá AS DANÇAS...

Gal Martins: O movimento que faz a diferença

Como Gal Martins levou a linguagem da dança contemporânea...

Sessão solene pelo centenário do “Sambista Pé Rachado”

O sambista Pé Rachado se vivo completaria 100...

para lembrar

Documentário aborda preconceito contra cantoras negras no Heavy Metal

  Um novo vídeo jornalístico da Global Television foca...

A música política do Rapper Azagaia – por Joseh Silva

Em letras de enorme sucesso, e num estilo que...

Cinema de cabelo duro

"Pelo Malo" traça vasto panorama da sociedade venezuelana...
spot_imgspot_img

Casa onde viveu Lélia Gonzalez recebe placa em sua homenagem

Neste sábado (30), a prefeitura do Rio de Janeiro e o Projeto Negro Muro lançam projeto relacionado à cultura da população negra. Imóveis de...

No Maranhão, o Bumba meu boi é brincadeira afro-indígena

O Bumba Meu Boi é uma das expressões culturais populares brasileiras mais conhecidas no território nacional. No Maranhão, esta manifestação cultural ganha grandes proporções...

“O batuque da caixa estremeceu”: Congado e a relação patrimonial

“Tum, tum-tum”, ouçam, na medida em que leem, o som percussivo que acompanha a seguinte canção congadeira: “Ô embala rei, rainha, eu também quero...
-+=