Blogueira enumera as cinco cantadas racistas mais comuns

“Você é uma morena muito bonita.” “Você tem os traços delicados.” “Seu cabelo é muito bonito, posso pegar?”.

Irritada até o último fio com as cantadas que recebe nas ruas diariamente, a blogueira Charô Nunes, 37, resolveu dar o troco na internet. Na página Blogueiras Negras, a arquiteta fez uma lista com os cinco “elogios” racistas mais odiados pelas afrodescendentes.

Além das três frases que abrem esse texto, ela destaca “Você tem a bunda linda” e “Você é uma mulata tipo exportação” entre as cantadas comuns.

“A escravidão traz consequências até hoje”, diz Charô, que nasceu em São Luís (MA), mas mora em São Paulo. “Dizer que uma mulher negra é uma ‘mulata tipo exportação’ é esquecer uma tradição que nos transforma em ‘peças’ há séculos”, dispara.

Ela evoca as “mulheres fruta” quando o assunto é o preconceito no cotidiano. “É como se esses homens machistas tivessem à disposição uma série de frutas. No caso, a ‘fruta exótica’ é a mulher negra.”

Das cinco frases, a que mais tira Charô do sério é a primeira. “Chamar uma negra de morena promove desinformação. Eu tenho que convencer as pessoas de que sou negra e que isso não é um problema”, afirma.

A convite da sãopaulo, a blogueira respondeu a cada uma das cinco cantadas proibidas:

“Você é uma morena muito bonita”
– Não sou morena, sou negra, obrigada.

“Você tem os traços delicados”
– O que você quer dizer com delicados?

“Seu cabelo é muito bonito, posso pegar?”
– Não.

“Você tem a bunda linda”
– Essa eu nem respondo.

“Você é uma mulata tipo exportação!”
– Que preguiça de você!

Fonte: Folha

+ sobre o tema

Capixabas marcham contra o extermínio da juventude negra

Protesto acontece durante a Semana da Consciência Negra. Organizadores esperam...

Funk e Sexo: Inclusão e exclusão social

por Sérgio Martins Uma das formas de se fazer percebido,...

A cor dos brasileiros e a chaga do racismo

José Carlos Ruy O racismo é uma chaga, como...

Hoje na História, 27 de maio de 1963, o líder pró-independência e ex-prisioneiro Jomo Kenyatta é eleito primeiro-ministro do Quênia

Jomo Kenyatta Presidente do Quênia de 1964 a 1978 20-10-1891, Ichaweri 22-8-1978, Mombaça Do...

para lembrar

Deputada Leci Brandão rebate declaração de sertanejo

Sambista Leci Brandão reagiu com veemência à declaração do...

Nzinga Mbandi, Léa Garcia e mãe Bernadete

Como nascem os mitos femininos? Uma lutadora, guerreira, alguém...

Necropolítica e produção de mortes no Brasil

O decreto assinado e publicado ontem dia 8 é...
spot_imgspot_img

Educação escolar de negros com deficiência é marcada por capacitismo e racismo

Apesar da acessibilidade ser um direito garantido por lei para as pessoas com deficiência, a falta de ambientes acessíveis foi um dos principais problemas...

Em ‘Sitiado em Lagos’, Abdias Nascimento faz a defesa do quilombismo

Acabo de ler "Sitiado em Lagos", obra do ativista negro brasileiro Abdias Nascimento, morto em 2011, no Rio de Janeiro. A obra, publicada agora pela...

Registros de casos de racismo aumentam 50% entre 2022 e 2023 no estado de SP

Números obtidos via Lei de Acesso à Informação pela TV Globo, mostram que o número de ocorrências registradas por racismo e injúria racial tiveram alta...
-+=