Cartaz de adoção gay usa imagem de Jesus Cristo e causa polêmica em Portugal

Com a frase “Jesus também tinha dois pais”, a campanha criou polêmica no país

Criada por um partido de esquerda de Portugal, uma nova campanha para celebrar a aprovação da lei que permite a adoção por casais homossexuais tem causado polêmica no país por usar a imagem de Jesus Cristo. No cartaz, a frase “Jesus também tinha dois pais” faz referência ao dia 10 de fevereiro, data em que o parlamento português aprovou a nova legislação.

no Catraca Livre

De acordo com informações da Agência Efe, a ação é do Bloco de Esquerda, o terceiro grupo parlamentar com mais deputados no plenário. O partido é, ao lado do Partido Comunista e Os Verdes, aliado do atual governo socialista. Todos eles votaram a favor da legalização da adoção por casais homossexuais, embora a legislação ainda deva ser promulgada pelo chefe do Estado, o conservador Aníbal Cavaco Silva.

O presidente português usou seu poder de veto e devolveu ao parlamento em primeira instância a lei por considerar que ainda precisa ser comprovado que ela “promova o bem-estar dos menores, cujos interesses devem prevalecer” sobre outras questões.

Após a legislação ser aprovada novamente pela maioria dos deputados, Cavaco Silva não terá outra opção além de sancioná-la, pois a Constituição portuguesa permite o “veto absoluto” somente para leis aprovadas diretamente pelo governo, mas não pela câmara.

Além do cartaz com a foto de Jesus Cristo, que deverá ser colocado em áreas públicas de várias cidades no país, outras imagens foram desenhadas para esta campanha. O Bloco de Esquerda afirmou que também serão usados cartazes com a palavra “Igualdade” acompanhada de imagens de diferentes tipos de família.

Um porta-voz oficial da Conferência Episcopal portuguesa já qualificou o cartaz de “confronto para os fiéis” e considerou que o conteúdo representa “uma analogia sem sentido”.

+ sobre o tema

Mais de 40% das mulheres afirmam ter sofrido violência no Chile, segundo pesquisa

Mais de 40% das mulheres chilenas afirmam ter sido...

Novo caso de machismo em grupo de faculdade vem à tona

Desta vez, reclamação é de alunas de Engenharia Civil...

Porto Alegre terá seminário da SEPPIR sobre ‘Oportunidades para a Juventude Negra’ nesta sexta

  Evento acontece nesta sexta, 24, no Auditório da Empresa...

Viola Davis faz discurso poderoso durante Marcha das Mulheres nos EUA

Neste sábado (20), acontece em várias cidades dos Estados...

para lembrar

Prorrogadas inscrições para o ‘Prêmio Lélia Gonzalez’

O prazo para postagem de propostas para o 'Prêmio...

Trabalho e exclusão racial, por Sueli Carneiro

Um estudo sobre o atual perfil profissional que está...

Como abordar os novos modelos familiares na escola e combater o preconceito?

por Maria Helena Vilela, diretora executiva do Instituto Kaplan onde...
spot_imgspot_img

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...

Justiça brasileira não contabiliza casos de homotransfobia, cinco anos após criminalização

O STF (Supremo Tribunal Federal) criminalizou a homotransfobia há cinco anos, enquadrando o delito na lei do racismo —com pena de 2 a 5 anos de reclusão— até que...

Maria da Conceição Tavares: quem foi a economista e professora que morreu aos 94 anos

Uma das mais importantes economistas do Brasil, Maria da Conceição Tavares morreu aos 94 anos, neste sábado (8), em Nova Friburgo, na região serrana do Rio...
-+=