Casos de estupro crescem no Estado de São Paulo e na capital paulista

Registros passaram de 4.532 no primeiro semestre de 2015 para 4.736 em 2016, resultando em alta de 4,5%, segundo Secretaria de Segurança Pública

Do iG

O número de crimes de estupro cresceu em todo o Estado de São Paulo se comparado o primeiro semestre de 2016 com o mesmo período do ano passado. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, os estupros aumentaram 4,5%, passando de 4.532 para 4.736.  Só em junho, o aumento foi de 19,09%.

Na capital não foi diferente, sendo registrado crescimento de 13,58% no mesmo mês. O secretário Mágino Alves afirmou não saber as causas para o problema.

O balanço foi divulgado nesta segunda-feira (25) junto com as estatísticas de roubos de veículos. Neste caso, o aumento foi de 13,34% no Estado e 22,9% na capital em junho.

Segundo o secretário, uma das explicações é a crise econômica. “O que notamos é um aumento nos casos de crimes contra o patrimônio”, disse Alves. Ele ainda afirmou que estão sendo programadas ações em desmanches (que recebem peças dos veículos roubados) para tentar reduzir o número de delitos.

Já comparando os primeiros seis meses de 2016 e 2015, houve queda de 2,64%, passando de 38,9 mil registros para 37,9 mil no Estado.

Homicídios caem

O número de assassinatos teve nova redução. A queda foi de 11,74% no Estado e de 17,81% na capital. Segundo o secretário, a taxa de homicídios atingiu a menor do País: 7,69 ocorrências para cada 100 mil habitantes.

Alves, no entanto, não soube dizer se alguma ocorrência registrada no mês anterior como morte suspeita foi reclassificada para homicídio após investigação policial.

*Com informações do Estadão Conteúdo

+ sobre o tema

Mortes de mulheres no Brasil têm raça e classe definidas, dizem pesquisadores

"Violência no Brasil é um fenômeno social articulado a...

Atleticanos e sociedade não podem banalizar o estupro

Um time como o Galo, cujo slogan é "paixão...

Pelo menos sete casos de violência contra mulher são registrados este domingo

Quantidade de ocorrências espantou a PMDF, que lembrou sobre...

Patrícia Mitie, a mais nova vítima de feminicídio no Brasil

Patrícia Mitie Koike, de 20 anos, foi espancada até...

para lembrar

“Um dia vou te matar”: como Roraima se tornou o Estado onde as mulheres mais morrem no Brasil

HRW aponta falha na investigação e arquivamento de denúncias...

Dossiê mulher: maior parte da violência contra a mulher ocorre dentro de casa

Companheiros e ex-companheiros, familiares, amigos, conhecidos ou vizinhos foram...

Erros não, machismo: o caso Laís Andrade

A história é das mais tristes. Uma mulher, Laís Andrade,...
spot_imgspot_img

Coisa de mulherzinha

Uma sensação crescente de indignação sobre o significado de ser mulher num país como o nosso tomou conta de mim ao longo de março. No chamado "mês...

Robinho chega à penitenciária de Tremembé (SP) para cumprir pena de 9 anos de prisão por estupro

Robson de Souza, o Robinho, foi transferido para a Penitenciária 2 de Tremembé, no interior de São Paulo, na madrugada desta sexta-feira (22). O ex-jogador foi...

A Justiça tem nome de mulher?

Dez anos. Uma década. Esse foi o tempo que Ana Paula Oliveira esperou para testemunhar o julgamento sobre o assassinato de seu filho, o jovem Johnatha...
-+=