Cerca de 2,5 mil alunos ingressarão na UFMT por cotas

Aprovado em novembro de 2011, após muitas discussões entre alunos, especialistas e educadores prós e contras, o sistema de cotas para pessoas negras e alunos das redes públicas de ensino já está valendo para as inscrições na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2012 que começaram hoje. Neste caso, serão destinadas 2.574 para os beneficiários da chamada categoria ações afirmativas espalhadas nos quatro campi da universidade. O mesmo total de vagas será disputado pelos alunos que se inscreverem na categoria ampla concorrência.

Além das 5.148 vagas, a UFMT disponibilizará, também, 276 sobrevagas para estudantes negros de famílias de baixa renda. Para concorrem às sobrevagas, os interessados deverão inscrever-se no site da UFMT, no período de 16 a 21 de janeiro.

Por meio desse sistema de cotas, já está garantido o acesso de pelo menos 772 alunos oriundos de escolas públicas, o que equivale a 30% das vagas destinadas às ações afirmativas enquanto outros 20% está reservado para estudantes negros que cursaram integralmente o ensino fundamental e médio em escolas públicas. Ou seja, 514 alunos que se encaixam nesse perfil devem ingressar em algum dos cursos regulares e presenciais, distribuídos os campi Cuiabá, com 46 cursos e 2.667 vagas; Rondonópolis, com 17 cursos e 1.011 vagas; Sinop com dez cursos e 725 vagas; e Araguaia, unidade Barra do Garças, com oito cursos e 400 vagas e unidade Pontal do Araguaia com oito cursos e 345 vagas.

À ocasião da aprovação do sistema de cotas, a reitora da UFMT, Maria Lúcia Cavalli Neder, disse que foi uma decisão originada de uma discussão de muito tempo e que felizmente foi tomada pelos conselheiros com representação em todas as instituições da universidade. O motivo, segundo Maria Lúcia, é que era preciso criar uma política definitiva de médio prazo para que se pudesse ter na UFMT, estudantes de escolas públicas e também estudantes negros. A decisão vale por 10 anos e ao final desse período a universidade voltará a discutir a necessidade de dividir vagas entre estudantes da rede pública e privada de ensino.

O prazo para inscrições por meio do Sisu estende-se até a quinta-feira (12). Os candidatos só poderão inscrever-se pela internet, nos endereços www.ufmt.br/ingresso2012 ou www.sisu.mec.gov.br.

Secretário de Tecnologia da Informação da UFMT, Alexandre Martins dos Anjos, lembra aos candidatos que eles poderão fazer opção por dois cursos, mas que só poderão se inscrever em uma categoria: ampla concorrência ou ação afirmativa. Deverão também acompanhar diariamente a sua classificação, tendo em vista que ela poderá alterar-se no transcorrer do período de inscrição e que, ao verificarem que sua pontuação está abaixo da nota de corte, poderão mudar sua opção de curso.

 

 

 Mais sobre o assunto: 

As cotas para negros: por que mudei de opinião

Comparato: Justiça para os negros – VÌDEO

 

Fonte: Só Notícias

+ sobre o tema

Arauto de um novo tempo: A negritude revolucionária de Hamilton Cardoso!

Quero ostentar minha pele negra, meu nariz chato e...

Enfrentar a mortalidade de jovens negras e negros só com Juventude Viva é enxugar gelo

Necropolítica é o conceito proposto pelo pensador camaronês Achille...

Ocupação Café em Ipanema, pelo emprego de Ivonete Cândida de Oliveira

Ivonete Cândida de Paula trabalha na Padaria Ipanema há...

Especial Inovadores Negros: 20 creators que têm muito a dizer

Eles criam conteúdo sobre os mais variados temas: beleza,...

para lembrar

Agência de empregos será investigada por preconceito

A Polícia Civil vai investigar possível crime de indução...

Entidade pede investigação de ação da PM em reunião de rappers no ABC

Polícia usou bombas de gás para dispersar 'batalha de...

Abuso policial mancha direitos humanos no Brasil

As prisões superlotadas e os abusos cometidos pelas...
spot_imgspot_img

Futuro da gestão escolar

A educação pública precisa de muitos parceiros para funcionar. É dever do Estado e da família, com colaboração da sociedade, promover a educação de todas as...

Educação para além dos muros da escola

Você pode fornecer escolas de qualidade para os mais pobres e, mesmo assim, talvez não veja a mudança na realidade do país que se...

Criança não é mãe

Não há como escrever isto de forma branda: nesta quarta-feira (12), a Câmara dos Deputados considerou urgente discutir se a lei deve obrigar crianças vítimas de estupro à...
-+=