Curitiba não tem feriado, mas tem programação da Consciência Negra

O dia 20 de novembro marca a data de morte, em 1695, do alagoano Zumbi dos Palmares, um dos grandes líderes de resistência e luta contra a escravidão e pela liberdade dos negros no período do Brasil Colonial. Por essa razão, a data é lembrada e comemorada no Brasil como o Dia da Consciência Negra e da Igualdade Racial. Curitiba ainda não tem feriado, como outras cidades brasileiras, mas tem uma programação extensa já a partir desta segunda-feira (10),  articulada pela Assessoria de Direitos Humanos e Igualdade Racial do Gabinete do Prefeito, será promovida pela Prefeitura.

Do: Bem Parana

Durante todo o mês, desde a última quinta-feira (06), estarão sendo realizadas, em vários pontos culturais da cidade, rodas de leitura e contação de histórias com temas relacionados à africanidade, promovidas pela Fundação Cultural de Curitiba. As atividades prosseguem até o dia 10 de dezembro, dia da Declaração Universal de Direitos Humanos.

“A África que existe em nós: a cor e a cultura”, é o nome da mostra que será aberta nesta segunda no hall do térreo da Prefeitura. A mostra apresenta trabalhos dos alunos da Escola Municipal Júlia Amaral Di Lenna, que foram orientados pela professora Ana Lúcia Mathias. Entre os trabalhos há máscaras, abaiomis (bonecas africanas típicas) e mapas geográficos e didáticos sobre a diversidade humana no continente africano e brasileiro. A mostra poderá ser visitada até o dia 21, entre 8h e 18 horas.

Na sexta-feira (14), às 19 horas, acontece a abertura da 9ª. Mostra Cinema e Direitos Humanos no Hemisfério Sul, na Cinemateca. Composta por 41 filmes, a mostra está sendo promovida pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República em todo o país. A programação inclui a exibição gratuita de filmes legendados de longa, média e curta duração sobre temas relacionados aos direitos humanos. A mostra contará com exibições especiais, seguidas de debate, que será acompanhado de intérprete de Libras (Linguagem Brasileira de Sinais). No dia 18 (terça-feira) haverá sessões especiais para alunos da rede de ensino e contará ainda com o recurso de audiodescrição, que faz a narração do filme para cegos. A programação completa pode ser acessada pelo site http://www.mostracinemaedireitoshumanos.sdh.gov.br/2014/pt/ .

A Praça de Bolso, na Rua São Francisco, entre a Travessa Presidente Farias e Rua Riachuelo, servirá de palco para intervenções culturais “A rua é nossa!” no domingo (16), entre 14h e 20 horas. As ações terão como temática a consciência negra, a participação social e a mobilidade urbana, incluindo uma roda de debates e exposição de arte negra, além de oficinas de tranças afro, Hip Hop, dança, capoeira, música, artes plásticas e artesanato, entre outras atividades relacionadas. Atividades para as crianças também estão garantidas. A roda de debates, marcado para ter início às 17 horas, acontecerá na rua e contará com participação de militantes de direitos humanos e igualdade racial e de pessoas interessadas engajadas em reflexões e ações de consciência negra. Os artistas Brinsan, Jazzreel e Maykow 713 estão entre as atrações.

Haiti em Curitiba

O embaixador haitiano Madsen Chérubin vem à Curitiba, no dia 18 para participar de um encontro com a comunidade haitiana radicada em Curitiba e Região Metropolitana. O encontro será realizado às 14 horas no Salão Nobre da Prefeitura e deverá reunir secretários municipais e representantes da sociedade civil. De acordo com dados da Polícia Federal (PF), há cerca de 2,5 mil haitianos regularmente instalados em Curitiba e região. Porém, a Organização Não-Governamental Casla Latino Americana, que atua também com questões de imigrações, estima que há aproximadamente 8 mil haitiano radicados no Estado e outros 1,5 mil (além dos 2,5 mil) em Curitiba e região.

Na mesma data (18), entre 14h e 17 horas, o Instituto Municipal de Administração Pública (Imap) realiza, no Salão de Atos do Parque Barigui, o 3º. Seminário Pró-Equidade de Gênero e Raça. O seminário apresentará a palestra de Breno Nascimento, que irá falar sobre Diretrizes da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres (SPM) frente a Avaliação do Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça. Em seguida Mônica Alves de Oliveira apresenta a palestra Diretrizes da Secretaria de Políticas de Ações Afirmativas frente as considerações de Pertencimento Racial e Políticas de Cotas. O evento será finalizado por um debate, que será aberto a perguntas e interações com o público presente.

O salão nobre da Prefeitura abriga no dia 19, entre 19h e 21h30, uma mesa redonda de discussão a partir do depoimento do professor do Núcleo de Estudos Afro Brasileiro (Neab) da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Alexandro Dantas Trindade, sobre a influência e a participação dos irmãos Rebouças no desenvolvimento das cidades. Negros engenheiros, os irmãos Rebouças assinam diversas obras no país e no Paraná, como a ferrovia Curitiba-Paranaguá. Na mesma ocasião acontece o lançamento do Comitê Municipal da Saúde da População Negra.

No dia 20 (quinta-feira), Dia da Consciência Negra e da Igualdade Racial, acontece a Festa do Rosário que terá início às 9 horas e prossegue até às 22 horas no Largo da Ordem, em frente à Igreja do Rosário. Na mesma data acontece o lançamento da campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher, promovida pela Secretaria Municipal Extraordinária da Mulher. O evento contará com barracas de comidas típicas da gastronomia africana, oficinas de tranças afro, dança e músicas típicas. A Festa do Rosário é organizada pelo Centro Cultural Humaitá, que realiza no dia 23 (domingo), entre 9h30 e 10h30, a tradicional lavagem da escadaria da Igreja do Rosário. As atividades também contam com o apoio do Instituto Municipal de Turismo, Fundação Cultural de Curitiba, Secretaria Municipal Extraordinária da Mulher e pela Assessoria de Direitos Humanos e Igualdade Racial do Gabinete do Prefeito.

Os eventos do mês têm ainda o apoio das secretarias municipais de Governo, Educação, Saúde, Esporte Lazer e Juventude, Mulher, Comunicação Social, Defesa Social, FAS, Guarda Municipal, Urbanismo, Pessoa com Deficiência, Trabalho e Emprego,Trânsito, URBS e de organizações da sociedade civil, do Conselho Municipal de Politicas Étnico Racial (Comper) e da Comissão Municipal de Direitos Humanos.

Rede de Interação

Com o objetivo de mapear e dar maior visibilidade as atividades que ocorrem durante o Mês da Consciência Negra, a Assessoria de Direitos Humanos e da Igualdade Racial está realizando a atualização de cadastro das universidades, organizações da sociedade civil, entidades afins e outros grupos que atuam na promoção e defesa dos direitos humanos e da igualdade racial. Os grupos e organizações podem informar que atividades ou eventos realizam anualmente neste período alusivo à data para que possam ser incluídas no planejamento de 2015 e que poderão vir a fazer parte da programação oficial do município. Os contatos dever ser feitos pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone .

O feriado

O feriado continua suspenso, segundo informações da Procuradoria Jurídica da Câmara de Curitiba. A data foi aprovada e determinada pela lei municipal 14.224/2013. Em decisão liminar, o Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) suspendeu o feriado mas, até agora, ainda não publicou acórdão sobre o tema.

+ sobre o tema

Jovens africanos trocam experiências sobre prevenção de DST

Brasília - Estudantes africanos de Cabo Verde, que...

Os 33 anos da lei Caó

Hoje, dia 5, faz 33 anos que foi promulgada...

De Santo André para a África, Cacau ganha respeito dos alemães na Copa

Por: Carlos Augusto Ferrari e Thiago Correia   Torcedores rasgam elogios...

Levantamento mostra que menos de 10% dos monumentos no Rio retratam pessoas negras

A escravidão foi abolida há 135 anos, mas seus...

para lembrar

Documentário mostra dedicação de Abdias Nascimento na militância pelos direitos dos negros

Documentação mostra dedicação de Abdias Nascimento na militância pelos...

Maju Coutinho comunica saída do ‘JH’ para o Fantástico e agradece: ‘Aprendi muito’

Maju Coutinho deu início à temporada de despedidas do Jornal Hoje nesta...

A noite de Beyoncé: cantora é a grande vencedora do #BETAwards

Só deu Beyoncé na edição 2016 do BET Awards que aconteceu...
spot_imgspot_img

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...

Violência contra territórios negros é tema de seminário com movimentos sociais em Salvador

Diante da escalada de violência que atinge comunidades negras e empobrecidas da capital e no interior da Bahia, movimentos sociais, entidades e territórios populares...

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...
-+=