Di Jejê lança curso inédito sobre a mulher negra e a homossexualidade

Di Jejê lança curso inédito sobre a mulher negra e a homossexualidade. Curso têm inscrições abertas até dia 08 de Julho, e conta com a curadoria de conhecimento da professora, pesquisadora da UNIFESP e ativista Ryane Leão.

Enviado para o Portal Geledés

O curso tem por objetivo apresentar as múltiplas vivências da mulher negra e lésbica, trazendo informações essenciais para a construção e consolidação da nossa história de luta, para o resgate de nossa identidade e para a importância das referências novas e antigas na edificação da nossa resistência. Abordarei assuntos como identidade de gênero e orientação sexual, racismo e preconceito, invisibilidade, representação, relacionamentos, afetividade e violência, hiperssexualização, entre outros. Cada aula irá propor um tema de debate em relação à homoafetividade da mulher negra, trazendo extenso material bibliográfico para um assunto tantas vezes silenciado e ignorado. Mulheres negras lésbicas existem e resistem!

Será um curso totalmente on line, voltado para todos os públicos que tenham interesse, pesquisadores ou não. Acontecerá numa plataforma virtual, e o inicio esta marcado para o dia 10 de Julho.

A curadoria de conhecimento será feita por Ryane Leão que é mulher preta e lésbica, professora, escritora e artista de rua. É também estudante de Letras na UNIFESP. Trabalha com o resgate da cultura negra na escola Black to Black, especializada no ensino do inglês para mulheres negras com foco em cultura afro. Também publica seus poemas em forma de lambe-lambe e na internet com o projeto Onde jazz meu coração. Seu primeiro livro foi financiado pelo Catarse e tem prévia de lançamento para 2017.

Serviço: Curso On line As pluralidades da mulher negra e lésbica
Quando de 10 de Julho a 30 de Agosto
Quanto: 60 reais
Onde: http://edu.kilombagem.net.br
Para quem: todos os interessadxs no tema.

+ sobre o tema

FemiTaxi: App de Táxi exclusivo para mulheres

Chega à capital paulista o aplicativo que presta serviço de...

Após sucesso na estreia, “Kbela” ganha três sessões no Odeon

O Cine Odeon abriu mais três sessões - 18,...

Três Excelentes Documentários Sobre A História Do Feminismo

Mulher suspeita (memória e sexualidade 1930-1980) História Crítica do Feminismo...

Representatividade negra, sim! Karol Conka é estrela de nova campanha da Avon

Parece que a Avon tem compreendido as reivindicações dos brasileiros por...

para lembrar

Estupros aumentam 11,5% em São Paulo foram registrados 944 casos em Janeiro

Segundo dados da Secretaria da Segurança Pública, em janeiro...

A Relações-Publica Renata Dias assume a diretoria da FUNCEB

A Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) –...

“Ciência gera desenvolvimento”: conheça uma das mais renomadas físicas brasileiras

Para Márcia Barbosa, meio científico reflete sociedade patriarcal, na...
spot_imgspot_img

Maria da Conceição Tavares: quem foi a economista e professora que morreu aos 94 anos

Uma das mais importantes economistas do Brasil, Maria da Conceição Tavares morreu aos 94 anos, neste sábado (8), em Nova Friburgo, na região serrana do Rio...

Como poluição faz meninas menstruarem precocemente

Novas pesquisas mostram que meninas nos EUA estão tendo sua primeira menstruação mais cedo. A exposição ao ar tóxico é parcialmente responsável. Há várias décadas, cientistas ao redor do...

Leci Brandão recebe justa homenagem

A deputada estadual pelo PC do B, cantora e compositora Leci Brandão recebe nesta quarta (5) o Colar de Honra ao Mérito Legislativo do...
-+=