Dia Internacional da Mulher: Elisa Lucinda Cidadã Honorária do DF

A deputada distrital Érica Kokay (PT-DF) convida para a sessão solene pelo Dia Internacional da Mulher e entrega do título de Cidadã Honorária de à escritora e atriz Elisa Lucinda. A cerimônia acontece no dia 4 de março, às 20h, no Sindicato dos Bancários (314/15 Sul).

A atriz, roteirista e diretora Elisa Lucinda é a estrela do espetáculo Parem de Falar Mal da Rotina, em cartaz no Teatro dos Bancários entre os dias 5 e 7 de março em homenagem ao mês da mulher. Na peça a atriz interpreta 56 personagens com temáticas do cotidiano.

Elisa buscou inspiração nas histórias dia-a-dia. Ela percebeu o quão rica são essas situações rotineiras quando participava do Festival Internacional de Teatro em Sitges, na Espanha, em julho de 2002. Adaptou o formato das apresentações que fez no festival para o atual espetáculo. Alguns aspectos continuam presentes, como a interação com a plateia.

As histórias surgiram a partir de situações vividas pela própria Elisa ou que ocorreram com conhecidos. A peça é sucesso e está há cinco anos em cartaz em apresentações pelo Brasil.

Homenagem às mulheres

A Giral Projetos Socioculturais e a deputada distrital Erika Kokay promoverão o Sarau Cultural “Uma Homenagem à Mulher Brasileira”, neste 4 de março, às 20h, também no Teatro dos Bancários de Brasília. A homenageada será, a propósito, Elisa Lucinda, que ao longo dos anos se dedicou às artes. Ela revela o perfil da mulher contemporânea acumulando várias funções ao mesmo tempo: atriz, poeta, diretora, professora, roteirista, mãe, além de outras facetas. Nessa caminhada, Lucinda também tem vínculo íntimo com o público de Brasília, por isso a deputada Erika Kokay lhe dará o título de Cidadã Honorária do Distrito Federal durante o evento.

Fonte:  de Bancários DF

+ sobre o tema

Mãe Beata de Iemanjá – Por Fernanda Pompeu

No 20 de janeiro de 2017, Mãe Beata completou...

Projeto Pérolas Negras de Viçosa comemora cinco anos incentivando o empoderamento feminino

"Trabalhamos corpo, mente e alma das garotas", diz idealizadora...

para lembrar

Enegrecendo as redes: O ativismo de mulheres negras no espaço virtual

O presente artigo aborda os contornos que o feminismo...

Na luta contra homofobia, Juventude Sem Terra pede o fim da violência

Para Beth Rocha, travesti e acampada, construir mecanismos que...

“Como foi descobrir o câncer de mama enquanto amamentava”

Conheça a história de uma mãe que foi diagnosticada...

Número de estupros aumentam 27,42% só em agosto no estado de São Paulo

O número de estupros registrados no estado de São...
spot_imgspot_img

Exposição e livro lembram os 30 anos da morte de Lélia Gonzalez

Os 30 anos de morte da pesquisadora e militante Lélia Gonzalez, um dos nomes mais importantes do pensamento antirracista brasileiro, serão lembrados na mostra Lélia...

Elogio ao estupro e ódio às mulheres

Nem sempre é fácil dizer o óbvio. Mesmo porque, quando essa necessidade se impõe é fundamental entender as razões que estão por trás dela. Mas...

Angela Davis: “O desafio é manter a esperança quando não vemos sinais”

Angela Davis, filósofa professora americana, é como uma estrela de rock do ativismo pelos direitos humanos e do movimento negro. Sua popularidade atravessa gerações...
-+=