Guest Post »

Elza Soares lança primeiro single do novo álbum ‘Deus é Mulher’

‘Banho’, de autoria da cantora e compositora paulistana Tulipa Ruiz e com participação do bloco afro feminino Ilú Obá de Min, chegou às plataformas digitais nesta sexta-feira

Do Rede Brasil Atual

Foto : Daryan Dornelles

A energia feminina dá o tom de Banho, primeiro single do novo álbum de Elza Soares, divulgada nesta sexta-feira nas plataformas digitais. Com uma pegada eletrônica e guitarra potente, a faixa composta pela cantora e compositora Tulipa Ruiz tem participação do bloco afro feminino Ilú Obá de Min nas vozes e percussão. A faixa faz parte do álbum Deus é Mulher, previsto para ser lançado no dia 18 de maio pela Deckdisc.

“Acordo maré/ Durmo cachoeira / Embaixo, sou doce/ Em cima, salgada/ Meu músculo musgo/ Me enche de areia/ E fico limpeza debaixo da água// Misturo sólidos com os meus líquidos/ Dissolvo pranto com a minha baba/ Quando tá seco, logo umedeço/ Eu não obedeço porque sou molhada// Enxáguo a nascente e lavo a porra toda/ Pra maresia combinar com o meu rio, viu?/ Minha lagoa engolindo a sua boca/ Eu vou pingar em quem até já me cuspiu, viu?”, provoca a letra de Banho, que pode ser ouvida aqui.

Enquanto seu último trabalho, Mulher do Fim do Mundo, denuncia mazelas da sociedade, o novo disco parece se inspirar no renascimento de uma nova era possibilitado pela energia das mulheres. “O produtor Guilherme Kastrup me pediu uma música para o disco bem na semana em que eu havia descoberto minhas ligações com duas poderosas Orixás, Oxum e Iemanjá. Eu estava muito encantada com essas divindades, suas representações simbólicas e divagando muito sobre as águas que produzimos. As que saem dos nossos olhos, da nossa boca e do nosso sexo. Banho veio desse momento de limpeza e alumbramento e traz Elza como personificação de toda essa energia feminina, molhada e forte”, afirma a compositora da canção, Tulipa Ruiz.

Nos shows da turnê de Mulher do Fim do Mundo, que terminou neste sábado, além de sempre reforçar a importância da luta contra o racismo, a homofobia e a luta das mulheres por igualdade e contra a violência, Elza Soares frequentemente fazia críticas à situação política que o país vem vivendo. Foi o que ela fez durante o espetáculo em Buenos Aires, no dia 10 de abril. “Meu país enfrenta um triste momento político e social. Querem matar nossos sonhos, prender nossas liberdades. Não irão conseguir! Lula livre! Por ele e por nós, viva a democracia”, bradou Elza ovacionada pela plateia que gritava “Lula livre”, como mostra a reportagem da TVT:

Artigos relacionados