ENEM: Aluno só poderá optar por três cursos no Enem

Os candidatos a vagas em instituições públicas que serão selecionados apenas pelo Enem deverão ter três opções de curso, e não mais cinco.

A mudança deverá ser feita por causa do vazamento da prova do Enem na semana passada, que foi cancelada e remarcada para 5 e 6 de dezembro. As opções serão reduzidas para acelerar o processo de seleção dos alunos, segundo o MEC.

 

A secretária de Educação Superior do MEC, Maria Paula Dallari Bucci, espera que a maior parte das vagas seja preenchida já na primeira escolha. Ainda de acordo com ela, o atraso na realização da prova não deverá comprometer o início do ano letivo -o resultado dos exames, segundo ela, sairá até o dia 5 de fevereiro e a matrícula, no final do mês.

 

Estão em jogo nesse sistema cerca de 45 mil vagas para universidades e institutos tecnológicos federais, além da Uenf (Universidade Estadual do Norte Fluminense) e da escola de formação do IBGE.

 

Ao começar a reformulação do Enem, no primeiro semestre, o MEC havia projetado um sistema pelo qual o aluno pudesse se candidatar a até cinco cursos de cinco universidades diferentes no ato da inscrição.

 

Posteriormente, o ministério decidiu mudar o sistema. O aluno, ao se inscrever, optaria por apenas um curso. Se não fosse selecionado, se inscreveria de novo, processo que ocorreria até cinco vezes.

 

Notas


Diferentemente dos anos anteriores, em que a nota das questões de múltipla escolha saía antes da média da redação, desta vez o ministério afirma que vai contratar mais corretores para que a nota da redação saia ao mesmo tempo.

 

No caso do Prouni, programa de bolsas que também utiliza o Enem para selecionar os beneficiados, o MEC estuda mudar o procedimento de matrícula para evitar que o ano letivo atrase. Hoje, antes de começar a frequentar a instituição, o aluno precisa demonstrar que cumpre os requisitos, como o teto de renda familiar de até três salários mínimos. Para os cursos que começam em 2010, o MEC estuda exigir apenas uma declaração do estudante afirmando que se encaixa nos critérios, para só depois ter de comprovar a sua condição.


Taxa


O Ministério da Educação promete devolver o valor da taxa de inscrição, de R$ 35, para quem desistiu do exame devido ao adiamento. Para isso, o candidato deve enviar uma carta para SRTVS quadra 701, bloco M, Edifício Sede do Inep, Brasília DF, CEP 70340-909.

Segundo o ministério, a data e a forma de devolução do dinheiro só serão divulgadas depois do exame.

Matéria original

+ sobre o tema

Inscrições no Enem 2024 são prorrogadas até 14 de junho

As inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)...

Inscrições para o Enem 2024 terminam nesta sexta-feira (7)

Termina nesta sexta-feira (7) o prazo para realização das...

para lembrar

Unicamp inicia viagem de 3,5 mil km para ampliar inclusão de indígenas com vestibular inédito

Pela 1ª vez uma universidade pública paulista vai tão...

Prorrogado até dia 17/10 o Edital para Gestão Escolar para juventude negra

O Fundo Baobá para Equidade Racial e o Instituto...

Debate sobre Monteiro Lobato e o racismo

O Encontro BRAVO! conta com a presença dos jornalistas...

Escola E.E.Edgard Moura Bittencourt -Apresentação do dia 20 de novembro

A Escola E.E.Edgard Moura Bittencourt dedicando-se ao mês de...
spot_imgspot_img

Harvard lança mais de 100 cursos gratuitos e legendados em português

Os cursos disponíveis são divididos nas áreas a seguir. Artes e Design; Negócios e Gestão; Ciência da Computação; Ciência de Dados; Ciência e Engenharia; Ciências Sociais; Desenvolvimento Educacional e Organizacional; Humanidades; Matemática e...

UnB abre vagas na especialização gratuita em Políticas Públicas e Tecnologias Educacionais

A Universidade de Brasília (UnB) abriu 26 vagas na especialização gratuita em Políticas Públicas e Tecnologias Educacionais, que serão divididas da seguinte maneira: 15 vagas...

Inscrições no Enem 2024 são prorrogadas até 14 de junho

As inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foram prorrogadas até o dia 14 de junho, anunciou o ministro da Educação, Camilo Santana,...
-+=