“Essa crise mostrou que um bom Governo importa, que eleições importam”, diz Obama ao endossar Biden

Após um ano em absoluto silêncio durante as primárias, ex-presidente pede voto nome que enfrentará Trump

Por PABLO XIMÉNEZ DE SANDOVAL, do El País

Obama e Biden (Foto:.JONATHAN ERNST / REUTERS)

O ex-presidente Barack Obama declarou nesta terça-feira seu apoio público ao ex-vice-presidente Joe Biden para ser o candidato democrata à Casa Branca nas eleições de novembro. Com o apoio de Obama, fecha-se definitivamente o círculo um processo interno de primárias que começou há um ano com mais de 20 aspirantes e cujo debate girou em torno da renovação de ideias e rostos do partido perante o establishment. O pronunciamento de Obama, que guardou um escrupuloso silêncio durante todo o processo, chega um dia depois de o principal rival de Biden, o senador Bernie Sanders, lhe desse seu respaldo inequívoco em um vídeo conjunto. Na mensagem de Obama, também emitida em vídeo, o ex-presidente apela diretamente ao partido ao propor uma “mudança estrutural real”, assumindo que Sanders e o coronavírus mudaram por completo o discurso democrata em 2020.

“Escolher a Joe para ser meu vice-presidente foi uma das melhores decisões que já tomei. Ele se tornou um bom amigo. Acredito que Joe tenha todas as qualidades que necessitamos em um presidente neste momento”, declarou Obama no vídeo. Assim como deixou claro no começo das primárias que respeitaria o processo mantendo distância, agora que ele foi resolvido Obama anuncia sua intenção de “fazer campanha agressivamente” em favor do candidato, que foi seu vice durante os oito anos que duraram seus dois mandatos consecutivos.

Seu anúncio ocorre quando já não tem mais nenhuma influência sobre o resultado das primárias. Biden emergiu como ganhador depois de uma virada que entrará para os livros de História. As primárias de Nevada deixaram claro que enquanto houvesse vários candidatos moderados Bernie Sanders podia continuar vencendo por ter o apoio de um terço do partido. Na véspera das primárias da Carolina do Sul, a campanha de Biden convenceu outros dois candidatos a se retirarem para apoiá-lo publicamente. Biden arrasou naquelas primárias e na Superterça subsequente, e continuou ganhando desde então, até tornar impossível uma vitória de Sanders. O senador por Vermont continua na cédula, mas as primárias na prática terminaram quando, na segunda-feira, ele apareceu em uma mensagem conjunta em vídeo dando seu apoio a Biden.

Continue lendo aqui

+ sobre o tema

Que escriba sou eu?

Tenho uma amiga que afirma que a gente só prova...

Grupos de periferia se articulam em São Paulo para defender democracia e Dilma

Após violência contra militantes de esquerda em manifestações, Cooperifa...

Vox/Band/iG: Dilma cai de 56% para 54%

Candidata petista varia para baixo pela primeira vez dentro...

Movimento negro cobra auxílio emergencial de R$ 600 e vacina para todos pelo SUS

Nesta quinta feira (18), a Coalizão Negra por Direitos,...

para lembrar

Má reputação

No novo tempo, a boa imagem desmorona em minutos....

Marcha da Maconha: o ato de desobediência civil mais periférico do país

Esse texto está um pouco atrasado. por Juliana Paula, integrante...

Quase 60% dos jovens brasileiros não se identificam com partidos

Pesquisa indica preocupação com causas coletivas, independentemente da política...

Presença, sim! Presente, não!

Estou preparada para dormir, não tão cedo como dormem...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Barack Obama elege seus filmes favoritos de 2023; veja lista

Tradicionalmente, o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, escolhe seus filmes, músicas e livros favoritos do ano. Nesta quarta-feira (27), Obama compartilhou em suas...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...
-+=