Formas contemporâneas de racismo e intolerâncias nas redes sociais

iStock/ Getty Images

Esta pesquisa abordou o fenômeno de construção e disseminação de discursos racistas e discriminatórios contra pessoas negras nas redes sociais, sobretudo transmitidas por intermédio de piadas depreciativas. Como humor consiste em uma forma socialmente aceita de comunicação entras as pessoas, ele confere também uma forma bastante conveniente de transmitir ideologias preconceituosas sob a desculpa de que se tratava de mera ‘brincadeirinha’. Contudo, a pesquisa revelou que a ideologia do branqueamento ainda está fortemente enraizada no imaginário coletivo e, consequentemente, isso faz com que seus defensores neguem legitimidade ao crescente movimento de ascensão social sobretudo das mulheres negras já que elas representam 81% das vítimas dos casos analisados.

Por Luiz Valério P. Trindade para Portal Geledés

Lei o material no link

Formas contemporâneas de racismo e intolerâncias nas redes sociais

 

Sobre o autor:

Luiz Valério P. Trindade é doutor em sociologia pela Universidade de Southampton (Inglaterra)

Perfil Acadêmico e Publicações: https://orcid.org/0000-0001-5062-8662


** Este artigo é de autoria de colaboradores ou articulistas do PORTAL GELEDÉS e não representa ideias ou opiniões do veículo. Portal Geledés oferece espaço para vozes diversas da esfera pública, garantindo assim a pluralidade do debate na sociedade.

+ sobre o tema

Disque Racismo será lançado em março

O Governo do Distrito Federal, por meio da Secretaria...

Juízes iniciantes fazem curso para aprender que ‘ainda existe racismo no Brasil’

Desde agosto do ano passado, 328 juízes em início...

Rio inaugura delegacia especializada em combater crimes raciais e de intolerância

No evento, a campanha "Liberte Nosso Sagrado" cobrou a...

para lembrar

Guerreiro Ramos, pioneiro nos estudos do racismo no Brasil

Não foram poucas as controvérsias protagonizadas, em vida, pelo...

Na Feira do Livro, Sueli Carneiro escancara racismo que ainda divide o Brasil

"Eu vivo num país racialmente apartado", afirma a filósofa Sueli...

“Mesmo com vice negra, somos oprimidas”, diz escritora colombiana

A escritora e jornalista colombiana Edna Liliana Valencia, de...

Em Moçambique, Anielle Franco assina acordo de combate ao racismo

Com agenda intensa em na África do Sul, a...
spot_imgspot_img

Com a mão erguida e o punho cerrado eu grito: fogo nos eurocêntricos cientistas-cientificistas

A verdade é que esse mundo é uma Ameaça. Uma Ameaça a certas gentes. Uma Ameaça a certas não-gentes. Uma Ameaça a redes, a...

Aluna ganha prêmio ao investigar racismo na história dos dicionários

Os dicionários nem sempre são ferramentas imparciais e isentas, como imaginado. A estudante do 3º ano do ensino médio Franciele de Souza Meira, de...

Colégio afasta professor de história investigado por apologia ao nazismo, racismo e xenofobia

Um professor de história da rede estadual do Paraná foi afastado das funções nesta quinta-feira (18) durante uma investigação que apura apologia ao nazismo, racismo...
-+=