Fotógrafa registra acampamento para crianças que questionam as normas da identidade de gênero

Talvez um dos grandes tabus contemporâneos seja sobre pessoas que nasceram com a não-conformidade de gênero, ou seja, nasceram no corpo errado com relação a sua identidade sexual.

A fotógrafa Lindsay Morris, que já trabalhou em grandes publicações editoriais, passou os últimos 6 anos registrando as histórias e vivências de meninos de 5 a 12 anos que anualmente vão a um acampamento voltado para crianças que possuem inconformidade com seu gênero. O lugar é seguro, para eles poderem experimentarem suas vontades a respeito do universo feminino e ser quem eles quiserem ser, sem nenhum julgamento. O acampamento foi chamado de “You Are You”(“Você é você” – o nome original foi preservado para manter a privacidade do local).

Identidade de gênero

Lindsay vai lançar um livro em outubro deste ano com o objetivo de ajudar famílias e escolas a entenderem mais sobre o assunto relacionado ao universo LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros). Por isso, ela começou uma campanha de crowdfunding tentando financiamento para publicar o livro e uma exposição itinerante sobre o acampamento.

“Estamos vivendo um momento histórico, onde temos um local onde pais trabalham juntos, aprendem juntos, a melhor maneira de lidar com seus filhos e celebrar sua individualidade”, disse Lindsay ao BuzzFedd.

identidade de gênero01 identidade de gênero02 identidade de gênero03 identidade de gênero04 identidade de gênero05 identidade de gênero06 identidade de gênero07 identidade de gênero08 identidade de gênero09 identidade de gênero10 identidade de gênero11 identidade de gênero12 identidade de gênero13 identidade de gênero14 identidade de gênero15 identidade de gênero16 identidade de gênero17 identidade de gênero18

A fotógrafa espera aumentar o debate a respeito do assunto, para que mais e mais pais saibam lidar com as diferentes identidades de gêneros, pois para uma criança pode ser altamente solitário e doloroso não poder conversar ou entender o que ela é, e ser julgada o tempo inteiro por seus colegas de escola ou dentro da própria casa.

Todas as fotos © Lindasy Morris

 

 

Fonte: Hypeness

+ sobre o tema

São Paulo decide rescindir com Jean, acusado de agredir esposa

Denúncia foi feita por Milena em vídeo durante a...

Me descobri negra aos 67 anos

Uma crônica sobre identidade Por Rafaella Martinez, no Diário do Litoral Foi um...

Sem Máscaras – um desafio para os homens

    Filmado por Matteus Clement & Mazo Mediahttp://www.youtube.com/user/Mazomedia... Poema de Jeremy...

Ato em Natal marca “Dia Estadual de Combate à Violência Contra as Mulheres”

Uma caminhada realizada na tarde desta quinta-feira (27) marcou...

para lembrar

7 parlamentares que não respeitam os direitos da mulher

Recentemente, a Comissão de Constituição e Justiça na Câmara...

Mulheres negras, criminalizadas pelas mídias, violadas pelo Estado

Para Carolina Maria de Jesus, que em 2014 celebramos seus...

Projeto Bolsa Estupro ameaça direitos das mulheres no Brasil

Nesta quarta-feira 24, está na pauta da Comissão de...
spot_imgspot_img

O mapa da LGBTfobia em São Paulo

970%: este foi o aumento da violência contra pessoas LGBTQIA+ na cidade de São Paulo entre 2015 e 2023, segundo os registros dos serviços de saúde. Trata-se de...

Grupos LGBT do Peru criticam decreto que classifica transexualidade como doença

A comunidade LGBTQIA+ no Peru criticou um decreto do Ministério da Saúde do país sul-americano que qualifica a transexualidade e outras categorias de identidade de gênero...

TSE realiza primeira sessão na história com duas ministras negras

O TSE realizou nesta quinta (9) a primeira sessão de sua história com participação de duas ministras negras e a quarta com mais ministras...
-+=