Gêmeas negra e branca surpreendem em caso raro

Duas bebês de Illinois, nos Estados Unidos, têm chamado muita atenção na internet. E não é apenas porque são fofas, mas porque têm a cor da pele diferente. Kalani, de nove meses, herdou a pele mais clara de sua mãe, Whitney Meyer, enquanto a irmã gêmea Jarani tem a pela negra do pai, Tomas Dean. Além disso, Kalani tem os olhos azuis e Jarani tem olhos castanhos.

Do Extra

Arquivo Pessoal

A chance do nascimento de gêmeos com cor de pele diferente é de 1 em 500 casos, segundo a “BBC”. “No início, quando elas nasceram, eu queria acreditar, mas é tão raro que eu não achei que isso aconteceria com meus gêmeos! Mas com certeza elas são gêmeas birraciais”, disse a mãe das meninas para a rede de TV “KHQA”.

A família das gêmeas Foto: Reprodução do Facebook

+ sobre o tema

Maranhão tem 30 cidades em emergência devido a chuvas

Subiu para 30 o número de cidades que decretaram...

O Estado emerge

Mais uma vez, em quatro anos, a relevância do...

Extremo climático no Brasil joga luz sobre anomalias no planeta, diz ONU

As inundações no Rio Grande do Sul são um...

IR 2024: a um mês do prazo final, mais da metade ainda não entregou a declaração

O prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda...

para lembrar

Para analistas, país vive “nova era política”

Cientistas políticos afirmam que ciclo começou em 2006 e...

Bonequinhas que ensinam – Fernanda Pompeu

  A gente ouve falar que tudo que é russo...

Mulheres em cargos de liderança ganham 78% do salário dos homens na mesma função

As mulheres ainda são minoria nos cargos de liderança e ganham menos que os homens ao desempenhar a mesma função, apesar destes indicadores registrarem...

‘O 25 de abril começou em África’

No cinquentenário da Revolução dos Cravos, é importante destacar as raízes africanas do movimento que culminou na queda da ditadura em Portugal. O 25 de abril...

IBGE: número de domicílios com pessoas em insegurança alimentar grave em SP cresce 37% em 5 anos e passa de 500 mil famílias

O número de domicílios com pessoas em insegurança alimentar grave no estado de São Paulo aumentou 37% em cinco anos, segundo dados do Instituto...
-+=