Hebert Conceição vence cazaque e garante medalha no boxe nas Olimpíadas

Enviado por / FontePor Guilherme Costa, do ge

Brasileiro passa por cazaque vice-campeão mundial de 2017 e garante, ao menos, o bronze

O brasileiro Hebert Conceição venceu, neste domingo, o cazaque Abilkhan Amankul nas quartas de final da categoria até 75kg do boxe nas Olimpíadas de Tóquio. Com o resultado, ele garantiu, ao menos, a medalha de bronze. O placar dos árbitros foi de 3×2. Agora, irá enfrentar na semifinal Gleb Bakshi, que é do Comitê Olímpico Russo.

– É uma sensação incrível escrever o nome na história do esporte brasileiro, eu que sempre sonhei com esse momento. Só tenho a agradecer, apesar de lutar sozinho, tem muitas pessoas que estão comigo nessa. Agora é manter o foco porque ainda tem mais duas lutas para mudar a cor da medalha – disse.

No primeiro round, o Brasil ganhou de 10×9 para três árbitros, enquanto o cazaque foi declarado vencedor por dois juízes. No segundo round, porém, Abilkhan Amankul foi mais agressivo, e dominou principalmente o início do assalto. No fim do round, o brasileiro até conseguiu alguns bons golpes. Naquele momento, um árbitro dava 20 a 18 para o brasileiro, outro 20 a 18 para o cazaque , e três 19 x 19.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

A decisão veio no último assalto. Hebert começou mais agressivo, o cazaque conseguiu bons golpes e o resultado ficou na mão dos árbitros que, por decisão dividida, deram a vitória ao brasileiro.

RESULTADOS

Juiz 1 – Amankul 29 x 28 Hebert
Juiz 2 – Hebert 29 x 28 Amankul
Juiz 3- Hebert 30 x 27 Amankul
Juiz 4- Amankul 29 x 28 Hebert
Juiz 5- Hebert 29 x 28 Amankul

Hebert foi medalha de bronze no Campeonato Mundial de 2019 e, no mesmo ano, levou a prata nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru. Em Tóquio, estreou com vitória sobre o chinês Tuohetaerbieke Tanglatihan por 3 a 2, já conseguindo ir às quartas de final.

O boxe brasileiro já tem uma medalha garantida, com Abner Teixeira, na categoria até 91kg. Além disso, outros dois atletas estão nas quartas de final, ainda com chances de medalha: Beatriz Ferreira, no peso até 60kg, e Wanderson Oliveira, até 63kg.

Na história dos Jogos Olímpicos, o Brasil tem um ouro (com Robson Conceição em 2016), uma prata (Esquiva Falcão em 2012) e três bronzes (Servílio de Oliveira em 1968, Yamaguchi Falcão e Adriana Araujo em 2012).

+ sobre o tema

Lewandowski apresentará normas para uso de câmeras corporais por policiais

O ministro da Justiça e da Segurança Pública, Ricardo...

Defensoria Pública de SP recorre ao STF contra flexibilização nas câmeras corporais na PM

A Defensoria Pública do estado de São Paulo entrou...

Imposto de renda: como apoiar projetos sociais na sua declaração

Pouca gente sabe, mas parte do seu imposto de renda devido...

Brasil investe pouco em prevenção de desastres

Separada por duas ruas da margem do rio dos...

para lembrar

Quem são os brasileiros que odeiam pobre?

O problema do Brasil é o ódio ao pobre:...

Aquela medicina popular que herdamos e devemos preservar

Por: FÁTIMA OLIVEIRA Entre outras, o poder curativo das bolsas...

‘O modelo da boa sociedade não é a meritocracia’

Eduardo Febbro, de Paris No livro "A sociedade dos...

‘A personalidade autoritária’ hoje: por que o fascismo volta a fascinar?

O fascismo está em alta no Brasil e no...

Ações para a cidadania

Testemunhamos casos de guerras, violências, feminicídios e racismo diariamente. Em quase todos eles, inúmeras vozes nas redes sociais prontamente assumem posicionamentos com verdades absolutas...

Entidades de segurança pública e direitos humanos dizem que novo edital precariza programa de câmeras da PM em SP

Entidades da sociedade civil ligadas à segurança pública manifestaram preocupação com o novo edital para contratação de 12 mil câmeras corporais para a Polícia...

Convenção da extrema direita espanhola é alerta para o Brasil

"Manter o ideal racial de um continente branco de famílias cristãs e heterossexuais" foi marca de destaque da convenção do Vox - Viva 24,...
-+=