Inscrições para Festival Latinidades começam nesta quinta-feira

Evento será dos dias 23 a 28 de julho e interessados devem acessar o site

As inscrições para participar do Latinidades, considerado o maior festival de mulheres negras da América Latina, estão abertas a partir desta quinta-feira (22). O evento será dos dias 23 a 28 de julho, no Museu da República, em Brasíla, no Distrito Federal. Os interessados em participar devem acessar o site www.afrolatinas.com.br.

De acordo com a SeCult (Secretaria de Cultura do DF), o evento tem como objetivo fortalecer a imagem das mulheres negras para construir uma sociedade livre de desigualdades de raça, gênero, sexualidade, classe e territorial.

A programação terá como foco a herança, tradição e ancestralidade e os participantes terão acesso a shows, saraus, performances, espetáculos teatrais, moda, artesanato, culinária, capoeira, lançamentos literários e oficinas artísticas.

Latinidades foi criado em 2008 com intuito de dar visibilidade ao Dia da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha e debater iniciativas para a promoção da igualdade racial e enfrentamento ao racismo e sexismo.

Fonte: R7

+ sobre o tema

‘Levantaríamos a voz a favor da democracia’, diz vice da Colômbia sobre golpe no Brasil

No próximo dia 7, a Colômbia viverá um momento histórico: Gustavo Petro,...

Pesquisadoras e artistas lançam obra sobre produção de mulheres na Filosofia

A obra “12 Mulheres 12 Filósofas 12 Artistas” (334 páginas) acaba...

“Meu avô abusou sexualmente da minha mãe e eu sou o resultado”

A americana Rexan Jones, 23, é fruto dos anos...

Após repórter, editora do caso de assédio contra Biel também é demitida do iG

Pouco mais de uma semana após a demissão da repórter que...

para lembrar

Anne Quiangala, que não tem medo de dizer que é ‘ok ser mulher, negra e nerd’

"Se você coloca ‘nerd’ no Google a imagem não...

Tatiana Roque: “As mulheres e a objetividade”,

Mulher, ciência, matemática, filosofia, política: estes são os elementos...
spot_imgspot_img

O mapa da LGBTfobia em São Paulo

970%: este foi o aumento da violência contra pessoas LGBTQIA+ na cidade de São Paulo entre 2015 e 2023, segundo os registros dos serviços de saúde. Trata-se de...

Grupos LGBT do Peru criticam decreto que classifica transexualidade como doença

A comunidade LGBTQIA+ no Peru criticou um decreto do Ministério da Saúde do país sul-americano que qualifica a transexualidade e outras categorias de identidade de gênero...

TSE realiza primeira sessão na história com duas ministras negras

O TSE realizou nesta quinta (9) a primeira sessão de sua história com participação de duas ministras negras e a quarta com mais ministras...
-+=