MP discute desafios enfrentados pelas pessoas trans e o papel do estado; atividades vão até 31 de janeiro

Enviado por / FonteG1, por Idhelena Vieira

MPAC realiza atividades do Mês da Visibilidade Trans em alusão ao Dia Nacional da Visibilidade Trans, que acontece no dia 29 de janeiro. A programação conta com três atividades e vai até quarta-feira (31)

O Ministério Público de Acre promove uma série de atividades no mês da visibilidade trans em alusão ao Dia Nacional da Visibilidade Trans, celebrado em 29 de janeiro. As ações são do Observatório de Violência de Gênero (OBSGênero) e buscam entender e ampliar a comunicação com pessoas transexuais.

Neste ano três ações vão discutir os desafios que pessoas transexuais passam e sobre o papel do estado na garantia dos seus direitos.

A programação vai até esta quarta-feira (31) e busca ouvir as experiências e identificar os desafios enfrentados pela comunidade trans, fortalecer a comunicação entre as instituições públicas e essa população e promover uma discussão sobre o papel de cada instituição na garantia dos direitos da comunidade trans.

Veja a programação:

TRANSformar- Busca ativa e entrevista com pessoas transgênero.

Quando: 15 a 19 de janeiro;

Encontro TRANSformador

  • Quando: 24 de janeiro (quarta-feira);
  • Local: Sala de Sessões do MPAC;
  • Horário: 14h;

Justiça TRANSformadora- Visitas a instituições do Sistema de Justiça

  • 31de janeiro (quarta-feira);
  • Horário: 14h,

+ sobre o tema

Por que a autora feminista Chimamanda Ngozi Adichie está sendo chamada de transfóbica

Chimamanda Ngozi Adichie foi alvo de comentários nas redes...

Estudo diz que muitos homofóbicos são homossexuais enrustidos

O Departamento de Psicologia da Universidade da Georgia (EUA)...

Di Jejê lança curso inédito sobre a mulher negra e a homossexualidade

Di Jejê lança curso inédito sobre a mulher negra...

As diásporas da b¡cha preta

A descoberta da sexualidade pelos homens negros, e aqui...

para lembrar

Criador de “Glee” anuncia série com o maior elenco de pessoas trans da história da TV

Ryan Murphy, de Glee e American Horror History, já...

Campanha comemora 20 anos do mês da visibilidade trans no Brasil

O Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania (MDHC)...

OMS retira a transexualidade da lista de doenças mentais Publica

A Organização Mundial da Saúde (OMS) removeu da sua...
spot_imgspot_img

Aos 76, artista trans veterana relembra camarins separados para negros

Divina Aloma rejeita a linguagem atual, prefere ser chamada de travesti e mulata (atualmente, prefere-se o termo pardo ou negro). Aos 76 anos, sendo...

Criola seleciona nanoinfluenciadoras para contar histórias de mulheres negras

Criola, organização da sociedade civil com mais de 30 anos de trajetória na defesa e promoção dos diretos das mulheres negras, está com seleção...

Fundamentalismo não pode impedir políticas para a população trans e travestis

Neste ano, os desafios das defensoras dos direitos da população LGBTQIA+ serão a superação da instrumentalização do pânico moral em torno das nossas pautas e estabelecer...
-+=