Mulheres descobrem a beleza de manter os cabelos naturalmente crespos

Enviado por / FonteDo Correio Braziliense

Desde os 12 anos, para a estudante Bruna Caroline de Abreu, só existia uma alternativa: acalmar a personalidade dos fios encaracolados, e, por vezes rebeldes, com alisantes químicos. O limite aconteceu quando a jovem fez a já então recorrente escova progressiva. Saiu do salão, como de costume, mas teve uma surpresa pela manhã. Ao acordar, se deparou com o travesseiro manchado de sangue, consequência de uma forte reação alérgica ao procedimento.

A partir de então, decidiu assumir, de vez, os cachos. Hoje, com 26 anos, Bruna define o início da transformação capilar como uma nova fase da vida, na qual pode ser livre. O sentimento de autonomia dela corrobora com a percepção das empresárias Helena Martins e Adriana Oliveira, que perceberam que o mercado deixava a desejar quando o assunto era tratamento de cabelos crespos e cacheados. Na falta de lugares especializados, elas abriram as portas do primeiro salão voltado a esse público e se destacaram na economia brasiliense.

Há quase uma década, na esquina do Edifício Baracat, no Conic, o Cachos Brasil faz história desde então. Como o primeiro centro de beleza direcionado para cacheadas, a proprietária Adriana comenta a dificuldade que teve, naquela época, para se estabelecer no mercado. “Quando chegamos para trabalhar com o cabelo crespo, lançaram a progressiva. Então, era como um cabo de guerra, cada um puxando de um lado. Hoje, as meninas já entendem o que elas querem”, diz a dona do estabelecimento no qual todas as funcionárias trocaram a chapinha pelo cabelo natural.

A matéria completa está disponível aqui

+ sobre o tema

‘Nude não é uma cor, mas sim um conceito’

Quando lançou sua primeira coleção de sapatos nudes em...

Jay-Z recria Friends com negros e dá tapa na cara de séries embranquecidas

Há uma semana, o rapper Jay-Z lançou o provocativo...

Após ter filha, Serena Williams abre o coração em carta emocionante e agradece a mãe

A americana Serena Williams publicou nesta terça-feira nas redes...

Americana se apaixona por rapaz na balada e descobre que ele é príncipe

Americana se apaixona por rapaz na balada e descobre...

para lembrar

“Ah. . . mas o meu cabelo não é assim!”

 Pra começar, compartilho com vocês a reflexão abaixo, exposta...

Orgulho Crespo: O que meu cabelo fez pra ser chamado de ruim?

São Paulo, 2015. Um dia após a data na...

Representatividade: Uma música especialmente para as cacheadas e crespas

Representatividade para cacheadas e crespas: Uma música especialmente para as...
spot_imgspot_img

Anvisa cancela registro de mais de 1,2 mil pomadas de modelar cabelos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) cancelou nesta sexta-feira (29) os registros de 1.266 pomadas sem enxágue, ceras e sprays para modelar, trançar ou...

Canta, Luciane

Luciane Dom é uma mulher negra de 34 anos, nascida em Paraíba do Sul (RJ). Formou-se em História na Uerj. É cantora e compositora....

Lázaro Ramos: ‘Mostrar afeto por nossos traços é uma mensagem muito forte’

Caso eu me arriscasse a escrever uma biografia de meu cabelo, assim como a protagonista de Djaimilia Pereira de Almeida no romance "Esse Cabelo",...
-+=