Número 6 – “A Cara do Cinema Nacional”: gênero e cor dos atores, diretores e roteiristas dos filmes brasileiros (2002-2012)

O sexto texto para discussão questiona a diversidade na produção cinematográfica brasileira. Para termos uma compreensão da distância entre estatuto legal e realidade, primeiro apresentamos um levantamento da legislação existente no tocante à inclusão dos negros na produção audiovisual. Em seguida, a partir de uma análise quantitativa dos filmes nacionais de maior bilheteria entre 2002 e 2012, estabelecemos a distribuição das funções de direção, roteirização e atuação, de acordo com as variáveis cor e gênero. O objetivo principal é constatar quais são os agentes construtores da representação e como ela é construída.

Clique para ler o PDF

Fonte: Gemaa

+ sobre o tema

Mulheres pretas e pardas são as mais afetadas pela dengue no Brasil

Mulheres pretas e pardas são o grupo populacional com...

‘Me sinto decapitado’: por que cada vez mais homens têm o pênis amputado no Brasil?

Uma verruga no pênis fez João*, de 63 anos,...

Direito ao voto feminino no Brasil completa 92 anos

As mulheres são atualmente 52% do eleitorado brasileiro, segundo...

para lembrar

RS em meio a polêmicas de racismo e homofobia

Intolerância colocou Estado em evidência Valores fundamentais das sociedades, as...

Milhares marcham em Ferguson contra a violência policial nos EUA

A violência policial nos EUA Milhares de pessoas se manifestaram neste...

Carlos Moore fala sobre agressão sofrida em seminário na UERJ

O escritor cubano Carlos Moore é uma referência internacional...

Camila Pitanga: ‘É alarmante o número de jovens negros assassinados’

Abre as asas sobre nós Intolerância racial é o assunto...
spot_imgspot_img

Filme de Viviane Ferreira mescla humor e questões sociais com família negra

Num conjunto habitacional barulhento em São Paulo vive uma família que se ancora na matriarca. Ela é o sustento financeiro, cuida das filhas, do...

Quem tem direito de sentir raiva?

A raiva, enquanto afeto humano, legítimo e saudável, é um tema que estou tentando colocar na sociedade brasileira, no debate público, mas encontro tantos...

Quanto custa a dignidade humana de vítimas em casos de racismo?

Quanto custa a dignidade de uma pessoa? E se essa pessoa for uma mulher jovem? E se for uma mulher idosa com 85 anos...
-+=