Padre Beto entrega a batina, mas preserva a honra

Por: Renato Rovai

Roberto Francisco Daniel, 48, conhecido como padre Beto, havia recebido um prazo do bispo diocesano, Dom Caetano Ferrari, 70, para se retratar e “confessar o erro” por admitir, em vídeo publicado no Youtube, a possibilidade de existir amor entre pessoas do mesmo sexo, inclusive entre bissexuais que mantêm casamentos heterossexuais. Ele também questionou dogmas da Igreja.

Ontem, dois dias antes do prazo estabelecido pelo bispo para a retratação, padre Beto anunciou que iria se afastar de suas funções religiosas e convocou uma missa de despedida.

Na missa, o padre falou sobre amor e coerência e afirmou que para “Jesus Cristo não existia preconceito”. A missa de despedida lotou a Igreja Santo Antônio, no Jardim Bela Vista, bairro tradicional de Bauru. Aproximadamente mil pessoas participaram dessa sua última celebração, onde entregou a batina.

O brasileiro não é tão idiota como a cúpula da Igreja imagina. Padre Beto foi aplaudido de pé ao final da missa. Muitos fiéis choraram e formaram fila para cumprimentá-lo na porta.

Padre Beto vai entregar seu pedido de desligamento para o bispo amanhã.

Padre Beto honra seus fiéis ao tomar essa decisão. E preserva sua honra. Tomara outras padres e pastores evangélicos comecem a fazer o mesmo.

 

Fonte: Revista Forum

+ sobre o tema

Coalizão de entidades lança campanha por mais negros nos parlamentos

A Coalizão Negra por Direitos, que reúne mais de...

Kenarik Boujikian é nomeada para a Secretaria Nacional de Diálogos Sociais da Presidência

A desembargadora aposentada do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) Kenarik...

Precarização do trabalho rural impacta mais pessoas negras e mulheres

Um relatório da Oxfam Brasil indica que mulheres e pessoas negras...

Em Ceilândia, Anielle Franco anuncia R$ 1,6 milhão para organizações

A ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, anunciou, nesta...

para lembrar

Precisamos de mais ações de guerrilha urbana no dia a dia

Por: Leonardo Sakamoto De início, devo reconhecer, eu...

Assata Shakur e Nhá Chica – Por Cidinha da Silva

Assata, na década de 70, era membro do Exército...

Em SP, 35 dos 94 deputados estaduais respondem a processos

Assessores dos parlamentares explicam as ações na Justiça; os...

O que você não está ouvindo sobre o Haiti, mas deveria estar

  Nas horas seguintes ao terremoto que devastou o Haiti,...

OABRJ levará absolvição dos policiais no caso João Pedro ao STF

A Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro (OABRJ) levará o caso da absolvição dos policiais na morte do jovem João Pedro...

O grande bazar de direitos

Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, declarou nesta semana estar "muito entusiasmado com a iniciativa do STF  de, ao invés de simplesmente decidir pela inconstitucionalidade daquilo que...

Mães de vítimas da violência policial em SP, RJ e BA vão à Comissão Interamericana de Direitos Humanos denunciar o Estado brasileiro

Representantes de movimentos de mães de vítimas da violência do Estado e organizações de direitos humanos como Anistia Internacional, Conectas Direitos Humanos, Instituto Vladimir...
-+=