Plano de aula – Gênero de diversidade

Enviado por / FontePortal do Professor

Dados da Aula

O que o aluno poderá aprender com esta aula

Gênero de diversidade, visa conhecer e utilizar ferramentas de pesquisa na internet de maneira objetiva; Pesquisar conteúdos a serem trabalhados em sala, para desenvolver atitudes de aluno investigador; Ampliar conhecimentos a cerca das questões de gênero e favorecer conscientização para equidade; Conhecer a realidade da mulher e suas atribuições na sociedade brasileira e da sua comunidade local; Respeitar às diversidades nas formações familiares, opção sexual e desempenho de papéis sociais.

Autor:  Claudia de Medeiros Lima –

SALVADOR – BA –
ESCOLA LANDULFO ALVES –

Duração das atividades

10 aulas

Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Diálogo com os alunos sobre a realidade da sua família e comunidade nas questões de gênero e violência contra a mulher.

Estratégias e recursos da aula

1ª etapa
Diálogo com alunos sobre o que sabem a cerca do gênero masculino e feminino e fazer quadro comparativo identificando respostas de meninos e meninas. (Favorece a oralidade e o pensamento crítico)

2ª etapa
Elaborar ,a partir do diálogo estabelecido anteriormente, questionário para ser aplicado, pelos alunos, com familiares ou mulheres da comunidade local. (A aplicação do questionário além de favorecer a pesquisa entre as crianças, permite o trabalho com a leitura e a escrita)

3ª etapa
Discutir sobre respostas encontradas e opiniões sobe o assunto. (Permite expressão oral e desenvolvimento de atitude reflexiva)

4ª etapa
Dividir os alunos em duplas ou trios nos computadores e orientar a pesquisa objetiva na internet com a ferramenta wiki, tópicos sugeridos: Lei Maria da Penha; Violência contra a mulher; Mulher no mundo do trabalho; Direitos da mulher. Não tendo acesso a informática a pesquisa poderá ser realizada em jornais, livros ou revistas.

5ª etapa
Apresentação dos grupos sobre material pesquisado. (permite expressão oral e organização de sequência lógica de pensamentos, além de desenvolvimento da leiturae interpretação)

6ª etapa
Aulas expositivas sobre a história da mulher na sociedade brasileira, utilizando imagens de mulheres de outros séculos até o presente e destacando as heroínas brasileiras e mundiais ocultadas da nossa história: Ana Nery, Anita Garibaldi, Maria Quitéria, Eva Péron, Joana D’Arc, Marie Curie, Simone de Beauvior, Wangari Maathai, entre outras. (favorece o conhecimento da nossa história vista por um outro ângulo, o da mulher, e também, valorização da mulher no desempenho de diferentes papéis sociais).

7ª etapa
Dividir os alunos em equipes de no máximo 4 alunos para elaboração de cartazes para exposição na escola sobre violência contra mulher, Lei Maria da Penha, Mulheres que fizeram história no mundo, no Brasil, na Bahia, em Salvador e na comunidade local utilizando fotografias e breve histórico dessas mulheres, Se preferir utilizar fotos das mães e das próprias alunas no tópico comunidade local. ( estímulo ao trabalho em grupo, contextualizao; e valorização da comunidade local).

8ª etapa
Criação de cartilha da mulher sobre os direitos das mulheres e dicas para denúncia de agressões domésticas, realizado pela turma junto com a professora. (podendo ser exposto na escola ou no blog da turma) ou mesmo ser apresentado o resultado do trabalho numa reunião com os pais, professores e comunidade escolar.

Recursos Complementares

Micros, Dvd, Jornais, revistas, livros, papel metro, fotografias

Avaliação

Avaliação procesual- participação, assiduidade, execução das tarefas individuais e em grupo, através de planilha elaborada com o s critérios descritos.

+ sobre o tema

Projeto de escolas cívico-militares é aprovado na Alesp após estudantes serem agredidos por policiais

O projeto de lei que prevê a implementação das escolas...

Educação domiciliar e seus impactos para a convivência democrática

A educação domiciliar, também conhecida internacionalmente como homeschooling, tem...

Candidatos do Rio Grande do Sul terão isenção no Enem

O ministro da Educação, Camilo Santana, anunciou que todos...

Liberdade para Ensinar e Aprender: Pesquisa Nacional Analisa Violências Sofridas por Educadores/as no Brasil

O Observatório Nacional da Violência contra Educadoras/es (ONVE), sediado...

para lembrar

Inscrições para o ProUni já estão abertas

Inscrições para o ProUni já estão abertas. A partir...

O que você gostaria que sua professora soubesse?

Não foi a primeira vez, e nem a última,...

“Aulas de História do Brasil: é disso que precisamos!”

Não é exagero dizer que, nos 8 de Brasileiros,...
spot_imgspot_img

FGV e Fundação Itaú oferecem bolsas de mestrado em comunicação digital e cultura de dados

A FGV-ECMI (Escola de Comunicação, Mídia e Informação da Fundação Getúlio Vargas) vai oferecer 30 bolsas integrais para o mestrado em comunicação digital e...

Projeto de escolas cívico-militares é aprovado na Alesp após estudantes serem agredidos por policiais

O projeto de lei que prevê a implementação das escolas cívico-militares na rede estadual e municipal de ensino foi aprovada na noite desta terça-feira (21) na...

Educação domiciliar e seus impactos para a convivência democrática

A educação domiciliar, também conhecida internacionalmente como homeschooling, tem sido objeto de debate em diversos contextos nacionais e internacionais, mobilizando famílias, a sociedade e...
-+=