Primavera Literária

Evento no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte completa 18 anos

por Pedro Alexandre Sanches no Carta Capital

Foto: Divulgação/Flip

A Primavera Literária do Rio de Janeiro chega à maioridade entre 18 e 21 de outubro, no Museu da República, buscando dar evidência máxima a temas ainda chamados de tabu, sobretudo às questões femininas, acima de tudo os desafios das mulheres negras na literatura e na vida.

“No nosso Domingo das Mulheres, na tenda Faça Amor Não Faça Guerra, título em homenagem aos 50 anos de maio de 1968, teremos somente mesas de mulheres”, explica Raquel Menezes, presidente da Liga Brasileira de Editoras (Libre), entidade organizadora do evento.

Nesse dia, a mesa “Mulheres Negras na Literatura” reunirá a cubana Teresa Cárdenas, a mineira Conceição Evaristo, a carioca Eliana Alves Cruz e a paraense Paloma Franca Amorim. Outras mesas tratarão de “Mulheres no Poder”, “Mulheres no Funk”, “Ativismo Jovem”, “Tabu na Literatura”, “Publique Sexo”, “Ocupa Museu” e “A Representação Negra na Literatura Infantil”.

“O mais importante desta edição, além dos 18 anos de resistência que comemoramos, é a abertura para questões atuais”, diz Menezes. “Ricardo Lísias estará lançando seu livro-performance contra Sergio Moro e tudo que ele representa neste momento caótico do nosso País.”

Ela refere-se a Sem Título – Uma Performance contra Sergio Moro (Oficina), do escritor paulista, um dos 15 títulos que serão lançados na Primavera. O encontro compreende debates, palestras, oficinas, exposição e venda de livros, filmes, saraus, slams, performances, atrações voltadas ao público infantil e um bloco carnavalesco. Entre os nomes participantes estão Martinho da Vila, Leonardo Boff, Ondajki, Roger Chartier, Wadih Damous e Lázaro Ramos.

Entre 8 e 11 de novembro, a Primavera (que já teve edições em Belo Horizonte, Salvador e São Paulo) volta a aportar em Minas Gerais, no CCBB de Belo Horizonte.

 Serviço:
18a Primavera Literária. De 18 a 21 de outubro, das 10 às 20 horas, no Museu da República (Rua do Catete, 153) Rio de Janeiro. De 8 a 11 de novembro, no CCBB (Praça da Liberdade, 450), Belo Horizonte. Entrada gratuita.

+ sobre o tema

Os Caminhos da Sociedade Civil e o Sentido de suas Organizações e Coletivos

As manifestações brasileiras, e tantas outras pelo mundo,...

Marcha Mundial das Mulheres discute trajetória do feminismo na América Latina

Nesta terça-feira (27), as participantes discutem sobre as...

para lembrar

Etta James morre aos 73 anos

O soul, o blues e o gospel raras vezes...

História da Arte ‘Africarte’

A arte africana representa os usos e costumes das...

Conheça novos nomes femininos da musica negra internacional

Por: Natália Carneiro   O Geledes compartilha com você novidades da...
spot_imgspot_img

23ª FIL presta homenagens a Luís de Camões, Ferreira Gullar, Sueli Carneiro e Carlos de Assumpção

Os cinco séculos de nascimento do poeta português Luís de Camões serão celebrados na 23ª edição da FIL – Feira Internacional do Livro de Ribeirão...

Joyce Ribeiro sobre Chica da Silva: ‘Séculos separam lutas contínuas’

A jornalista, apresentadora e escritora Joyce Ribeiro, 44, diz que está em um período especial de sua carreira: fez o lançamento de seu livro...

Fernanda Melchionna lança seu primeiro livro em Cachoeirinha neste domingo; “Tudo isso é feminismo?”

“Tudo isso é feminismo?” – uma visão sobre histórias, lutas e mulheres” marca a estreia de Fernanda Melchionna, no universo do livro. A bibliotecária...
-+=