“Isso tudo foi o primeiro lugar para mim”, diz Tom Black na final do Ídolos

Enviado por / FontePor Vanessa Sulina, do R7

Na batalha musical há 15 anos, Tom Black superou mais de 43 mil inscritos no Ídolos 2010. Faltou apenas um.

Depois de meses na competição, o baiano terminou sua participação no segundo lugar do programa, mas sem nenhum espírito derrotista.

Após o anúncio de que o jovem Israel Lucero, de 16 anos, foi campeão do Ídolos, Tom Black conversou com o R7 e, ainda emocionado e com sorriso nos lábios, disparou:

– Não vou chorar não, gente. Sempre trabalho, ralo, persisto e penso: “se não der hoje, vai dar amanhã”. Isso tudo para mim foi o meu primeiro lugar.

“Minha vitória não tem nada a ver com o Luan Santana”, diz Israel Lucero

“O carro vai ser presente de aniversário da minha mãe”, conta o vencedor do Ídolos

Mesmo com a forte torcida dos familiares, fãs e amigos, Tom não recebeu votos suficientes para vencer o reality show. Questionado se teria lhe faltado algo em suas apresentações, ele disparou:

– Não me faltou nada. Cantei com minha verdade e isso é o importante. Mas não vou sumir, não. A vida continua, vou produzir um CD e as pessoas vão me ouvir muito.

Tom comemorou no palco a vitória de Israel, de quem se tornou amigo ao longo da competição. Segundo o baiano, o catarinense foi merecedor do prêmio.

– Aquele pentelho merece [risos]. É um garoto esforçado. Aprendi a gostar das besteiras que ele fala. Ele tem um coração aberto e puro.

Durante toda a entrevista, dona Solange, a mãe de Tom, e Dina, a mulher do cantor, ficaram ao lado do jovem talento. Visivelmente triste e abalada, Solange disse que precisa de um tempo para se conformar com a derrota do filho.

– O que eu queria era realizar meu sonho de ver ele cantando no palco, eu vi. Claro que gostaria que ganhasse, mas Deus sabe o que faz. Sabe que eu recusei uma passagem aérea para vir de ônibus até São Paulo. Foram dois dias na estrada, pois queria vir era junto com a minha torcida.

Grande Final

Além da apresentação dos finalistas, Israel Lucero e Tom Black, a grande final do Ídolos nesta quinta (23) foi marcada por muita emoção com shows do cantor Daniel, Billy Paul e o tenor brasileiro Jorge Durian e Ed Motta.

Uma grande plateia com atores, apresentadores, jornalistas, público e familiares assistiram à coroação de Israel como ganhador. Além do contrato com uma gravadora, o jovem de 17 anos ainda levou um carro zero, que prometeu dar de presente para sua mãe.

 

 

 

 

+ sobre o tema

Preticess: Da Mata, a maquiadora ‘Afrocruela’ que está ganhando o Brasil

Quando cheguei para entrevistar a Daniele Da Mata no...

10 Características do consumidor africano

A Boston Consulting Group (BCG), empresa de consultoria...

Jay-Z acompanha final da Champions em Londres e prestigia Vini Jr.

O rapper e empresário Jay-Z está em Londres neste...

Moçambique: Competência de nova Governadora posta em causa por machismo

Recentemente em Moçambique teve lugar atomada de posse do...

para lembrar

Regé-Jean Page, de Bridgerton, elogia brasileiros: “estavam lá pra mim”

O ator Regé-Jean Page, que interpretou o duque de...

Olodum improvisa festa para lembrar passagem de Michael Jackson pelo Pelourinho

No clipe que Michael Jackson gravou no Pelourinho, o...

Padê Poema – Avenida – Cuti

  Avenida Há um gosma espessababa de louconódoa...

Angola e Moçambique Experiência Colonial e Territórios Literários

Resenha: Adriana Graciano Rita Chaves é uma potente voz no cenário acadêmico...
spot_imgspot_img

Exposição e seminário em São Paulo celebram legado de Nelson Mandela

No dia 18 de julho é celebrado o Dia Internacional Nelson Mandela, data estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) em reconhecimento à contribuição...

Festival Negritudes celebra a diversidade e a representatividade nas telas

A quarta edição do Festival Negritudes Globo aconteceu nesta quinta-feira (18), no Centro Histórico de Salvador. Foi a primeira vez que a cidade sediou...

O atleta negro brasileiro que enfrentou o nazismo nas Olimpíadas de 1936

A poucos dias da abertura dos Jogos Olímpicos de Paris, em uma Europa cada vez mais temerosa com a agenda política de forças alinhadas...
-+=