quarta-feira, julho 8, 2020

    Questões de Gênero

    img_parada1

    Atentado contra homossexual no Rio pode ter tido participação de militares

    Rio de Janeiro - Apesar de o Comando Militar do Leste negar a participação de militares no atentado contra um estudante que participou da Parada Gay, no último domingo, no Rio de Janeiro, a Polícia Civil não descartou essa possibilidade. Foi o que afirmou nesta terça-feira (16/11) o delegado Fernando Veloso, titular da delegacia do bairro do Leblon (zona sul da cidade), onde o caso foi registrado. “A investigação é recente, começou agora. Por enquanto, a gente não pode eliminar nenhuma possibilidade”, disse Veloso.O delegado confirmou o envio de um ofício ao Exército solicitando a relação completa dos militares que estavam de serviço no último domingo no Forte de Copacabana, que fica próximo ao local onde o estudante foi baleado. Além da presença dos oficiais com a lista, prevista para a próxima quinta-feira, Veloso também espera o comparecimento da vítima "para tentar fazer o reconhecimento, por foto, do suposto autor”.Em...

    Leia mais
    onumulherunwomen

    Brasil integrará conselho executivo da ONU-Mulheres

    Brasil, Angola, Cabo Verde e Timor-Leste estão entre os países lusófonos que integrarão o Conselho Executivo da ONU-Mulheres, a nova instituição da organização que a partir de janeiro substituirá as quatro agências que cuidam da agenda feminina nas Nações Unidas, tendo como missão promover a igualdade de gênero e a autonomia das mulheres em todo o mundo. Os quatro países fazem parte do grupo com mais 37 nações com mandatos de dois e três anos na nova entidade que será comandada pela ex-presidente do Chile, Michelle Bachelet. A eleição foi realizada com base no critério regional: dez vagas para a África, dez para a Ásia e mais dez divididas entre  América Latina/Caribe e Europa do Leste. A Europa Ocidental ficou com seis vagas e outras seis foram para países contribuintes, entre eles a Arábia Saudita, a Noruega e a Grã-Bretanha. A participação do Irã foi rejeitada pela Assembleia da ONU. A nova agência terá um orçamento de...

    Leia mais
    berkley

    UC Berkeley Call for Candidates

    BBRG Invites applications for the following programs: SCHOLARS IN RESIDENCE PROGRAM and AFFILIATED SCHOLARS PROGRAM The BEATRICE BAIN RESEARCH GROUP (BBRG) is the University of California, Berkeley's critical feminist research center, established in 1986 to support and coordinate feminist scholarship across disciplines. The BBRG is particularly interested in enabling research on gender in its intersections with sexuality, race, ethnicity, class, nation, religion, postcoloniality, globalization and transnational feminisms. This announcement concerns two of its programs: 1.     THE BBRG SCHOLARS-IN-RESIDENCE PROGRAM (APPLICATIONS ARE DUE BY MARCH 15, 2011) Among its programs and activities, the BBRG has a Scholars-in-Residence Program. Under the auspices of this Program, each year the BBRG hosts a new group of approximately ten competitively selected scholars from the U.S. and abroad for a period of one academic year. The BBRG Scholars-in-Residence Program is open to senior and junior faculty (tenured and untenured), visiting scholars, postdoctoral scholars and independent scholars,...

    Leia mais
    Advogada Transexuais venezuela

    Advogada transexual tenta uma vaga em tribunal máximo da Venezuela

    Tamara Adrián chegou à terceira etapa de seleção para 19 vagas do TSJ. Transexuais são vulneráveis em seu país como são no Brasil.   Tamara Adrián, de 56 anos, é advogada com doutorado na universidade francesa de Paris II e professora há quase 30 anos das duas principais universidades da Venezuela. A candidatura dela a uma das cadeiras do Tribunal Supremo de Justiça, a mais alta corte do país, não seria nenhuma surpresa, não fosse ela transexual e lésbica.Para a advogada, também ativista de direitos humanos, sua candidatura propõe ao tribunal um “dilema”. “Se usassem critérios absolutamente objetivos, eu poderia ser qualificada”, diz. Mas ela acredita que as chances são mínimas, diante de uma Assembleia Nacional que qualifica de “homolesbotransfóbica” e sua postura “politicamente independente”. “Nunca fiz parte de partido político, sou uma pessoa de esquerda de formação, creio na liberdade humana e defendo os direitos humanos. Em consequência, não...

    Leia mais
    (Foto: João Godinho)

    Na Chapada do Arapari mulher não aborta, só tem pérca!

    Quando saía da casa de Dona Lô, o padre deu de cara com algumas mulheres que lá chegavam para ajudar a preparar a galinha ao molho pardo. Mal as cumprimentou, meio abufelado, disse: “Algumas das senhoras podem dar uma chegadinha na capela pra gente conversar sobre a festa de Nossa Senhora da Imaculada Conceição? Ô Cesinha, pode abrir a capela? Estou indo pra lá”. Por  Fátima Oliveira –  Iiiiih, padre, só com ordem de Dona Lô. Eu não comi manga com febre não pra fazer alguma coisa sem ela mandar. O senhor sabe que a capela é dela, desde toda vida. Foi Donana, a mãe dela quem fez, aqui dentro dos terrenos dela. Não sabia não padre? Digo isso porque se ela escorraçou o senhor daqui da casa dela, pode ser que não aceite a sua pessoa na capela também, né não? E disse isso com um ar de superioridade que...

    Leia mais
    pedofilia_14190

    Jovem que beijou menino de 13 anos é transferido para CDP

    O jovem Wesley Almeida Campos, 18 anos, preso em flagrante na noite da última quarta-feira acusado de abusar sexualmente de um menino de 13 anos, foi transferido nesta sexta-feira para o Centro de Detenção Provisória (CDP) 3 de Pinheiros, em São Paulo. Ele estava detido na 72ª DP. O CDP 3 não informou até quando ele fica detido e em que condições ele se encontra. O jovem poderá sair do presídio caso consiga habeas-corpus da Justiça. Segundo a Polícia Civil, Campos foi preso dentro de um cinema no shopping Santana Parque, zona norte de São Paulo, quando beijava o menor. A polícia foi acionada por uma mulher que passeava no shopping e achou o casal suspeito. Um investigador no 13º Distrito Policial (DP) disse que Campos afirmou ser namorado do menino. Parentes do jovem de 18 anos foram visitá-lo na 72ª DP na quinta-feira, levando comida e dando apoio. Os...

    Leia mais
    violencia-contra-mulher

    Mato Grosso do Sul: Começa hoje campanha pelo fim da violência contra a mulher

    A Secretaria Municipal de Assistência Social promove, a partir de hoje, um evento em prol do fim da violência doméstica em Dourados. Durante os 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher serão ministradas palestras, visitas à rede de atendimento, caminhadas, mesas redondas, campanhas e seminários, que serão desenvolvidos em locais estratégicos da cidade. O evento será aberto com a palestra da advogada e especialista em direitos humanos e cidadania/teologia, Marise Fátima Andreatta, às 14h, no Cras do Jardim Canaã I. As atividades serão desenvolvidas até o dia 10 de dezembro, quando é comemorado o Dia Internacional dos Direitos Humanos. O evento será concluído com um café da manhã, no Centro de Convivência do Idoso, para todos os membros de órgãos públicos envolvidos. Na programação também haverá um desfile pelo encerramento da Semana da Consciência Negra, no dia 20, uma caminhada com a equipe do evento e...

    Leia mais
    homossexual_brasileiro_casado_

    EUA podem deportar homossexual brasileiro casado com americano

    Lei federal não reconhece casamento de Tim Coco e Genésio Oliveira que, sem visto, poderá ser obrigado a voltar ao Brasil   Um brasileiro legalmente casado com um cidadão americano, e atualmente residente nos Estados Unidos, corre o risco de ser deportado, já que o governo do país não reconhece os casamentos entre pessoas do mesmo sexo, que são permitidos em alguns Estados americanos. O estudante Genésio Oliveira, 31 anos - natural de Minas Gerais -, e o publicitário americano Tim Coco, 49, se casaram em março de 2005 em Massachusetts, pouco depois que o Estado legalizou o casamento entre pessoas do mesmo sexo. No entanto, a união de Oliveira e Coco não é reconhecida no âmbito federal devido a uma lei aprovada pelo Congresso em 1996, que determina que um casamento só pode ocorrer se for entre um homem e uma mulher. Se o seu casamento fosse reconhecido, o...

    Leia mais
    violencia_contra_a_mulher

    CNJ afasta juiz que comparou Lei Maria da Penha a ‘regras diabólicas’

    Edílson Rodrigues ficará afastado por pelo menos 2 anos, recebendo salário. Em 2009, o juiz foi acusado de preconceito contra a mulher. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) determinou nesta terça-feira (9) o afastamento por pelo menos dois anos do juiz Edilson Rumbelsperger Rodrigues, da comarca de Sete Lagoas (MG). Ele foi acusado de usar linguagem discriminatória e preconceituosa em sentenças nas quais considerou inconstitucional a Lei Maria da Penha e de rejeitar pedidos de medidas contra homens que agrediram e ameaçaram suas companheiras. Na época, Rodrigues atacou a lei em algumas sentenças, classificando-a como um “conjunto de regras diabólicas”. Ainda segundo o juiz, a “desgraça humana” teria começado por causa da mulher. "A vingar esse conjunto de regras diabólicas, a família estará em perigo (..) Ora, a desgraça humana começou no Éden: por causa da mulher. Todos nós sabemos, mas também em virtude da ingenuidade, da tolice e da...

    Leia mais
    violencia_contra_a_mulher

    CNJ afasta juiz que comparou Lei Maria da Penha a ‘regras diabólicas’

    Edílson Rodrigues ficará afastado por pelo menos 2 anos, recebendo salário.Em 2009, o juiz foi acusado de preconceito contra a mulher. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) determinou nesta terça-feira (9) o afastamento por pelo menos dois anos do juiz Edilson Rumbelsperger Rodrigues, da comarca de Sete Lagoas (MG). Ele foi acusado de usar linguagem discriminatória e preconceituosa em sentenças nas quais considerou inconstitucional a Lei Maria da Penha e de rejeitar pedidos de medidas contra homens que agrediram e ameaçaram suas companheiras. Na época, Rodrigues atacou a lei em algumas sentenças, classificando-a como um “conjunto de regras diabólicas”. Ainda segundo o juiz, a “desgraça humana” teria começado por causa da mulher. "A vingar esse conjunto de regras diabólicas, a família estará em perigo (..) Ora, a desgraça humana começou no Éden: por causa da mulher. Todos nós sabemos, mas também em virtude da ingenuidade, da tolice e da fragilidade emocional...

    Leia mais
    Foto: Marcus Steinmayer

    A filósofa Sueli Carneiro comenta a vitória de Dilma Rousseff, a primeira mulher presidente do Brasil

    Preconceito e discriminação "Combatente contra a ditadura militar, três anos presa, barbaramente torturada. Sobrevivente, ocupa várias posições como servidora pública. Escolhida como sucessora do governo mais bem avaliado da história da República do Brasil, enfrenta e vence um câncer linfático. Depois, uma campanha ignóbil, marcada por moralismos toscos e oportunistas em que toda sorte de preconceitos e discriminações de gênero foram utilizados. Ainda assim vence. De onde vem a força dessa mulher? Talvez da própria condição de ser mulher, brasileira!" Fonte: Patricia Galvão

    Leia mais
    prostitutas_na_espanha

    Maioria das prostitutas detidas na Espanha é brasileira

    Em 2009, oito em cada 10 prostitutas presas na Espanha eram brasileira. Foi o que as estatísticas policiais divulgadas nesta terça-feira, dia dois, pelo Ministério do Interior da Espanha apontaram.Além disso, o Ministério identificou que as mulheres brasileiras são as principais vítimas do tráfico de pessoas na Espanha. Das 17 quadrilhas de prostituição chefiada por europeus, 11 traficam mulheres brasileiras. Em seguida, vêm as romenas.Os prostibulos se encontram, em maioria, nas cidades de Madri, Barcelona e Valência. O número de quadrilhas na Espanha aumentou 6% em relação a 2009, de acordo com o governo espanhol. E os brasileiro aparecem novamente na lista dos mais detidos por falsificação de documentos. Segundo autoridades da Espanha, nove em cada 10 quadrilhas já foram desfeita total ou parcialmente. Redação: Tainah Medeiros   Fonte: Band

    Leia mais
    unifem-logo

    NOTA PÚBLICA: Eleição da Primeira Presidenta Brasileira

    A eleição da Senhora Dilma Rousseff como primeira Presidenta do Brasil é um marco histórico para a política e a sociedade brasileira. É a consagração da luta de gerações e gerações de mulheres brasileiras que, desde o início do século XX, lutaram para conquistar o direito ao voto e, finalmente, a condição de serem eleitas pelo voto popular à mais alta esfera do Poder Executivo.   A chegada das mulheres brasileiras ao poder tem sido extremamente lenta e obstaculizada pela tradicional e prevalente concentração de poder masculino. Somente em 1950 foi eleita a primeira deputada federal brasileira; em 1990, a primeira senadora; e em 1994, a primeira governadora.   Na cronologia das mulheres nos espaços de poder e tomada de decisão, 2010 inscreve sua marca com a simbólica ruptura de uma tradição secular de exclusão política. À luz do empoderamento político das mulheres – assumido há quinze anos como compromisso...

    Leia mais
    mulheres_sesc08

    Mulheres reagem a pedido de Serra para convencer pretendentes

    O candidato tucano, José Serra, gerou uma nova onda de protestos na internet, no início da noite desta quinta-feira, por parte das mulheres que se sentiram ofendidas com o pedido do candidato, feito no encerramento do discurso em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, para uma plateia de cabos eleitorais e convidados. Ele apelou para que para as “meninas bonitas” busquem convencer os seus pretendentes masculinos a votar nele, principalmente na internet. – Quero me concentrar agora no que vamos fazer até domingo. Temos que não apenas votar, temos que ganhar voto de quem está indeciso, voto de quem não está ainda muito decidido do outro lado – argumentou o candidato. Segundo o candidato tucano, mulheres bonitas têm mais condições de cabalar votos para a aliança da direita. – Se é menina bonita, tem que ganhar 15 (votos). É muito simples: faz a lista de pretendentes e manda e-mail dizendo que vai...

    Leia mais
    bulling-unesp-universidade

    Vice-diretor se emociona em reunião sobre “rodeio das gordas”

    Ivan Esperança, de Ciências e Letras, se emocionou ao dizer que sociedade exige providências. Alunos acompanharam do lado de fora   A direção da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Assis realizou nesta quinta-feira (28) a primeira reunião da congregação, órgão deliberativo da unidade, para decidir quais providências tomar em relação aos participantes do "rodeio das gordas". A reunião foi fechada, mas estudantes contrários a competição que humilhava colegas obesas acompanharam do lado de fora da sala que tem paredes de vidro. "O vice-diretor Ivan Esperança até chorou na fala dele ao contar que a socieade toda exige providências", conta a advogada Fernanda Nigro. "Ele disse estar triste de após 20 anos de dedicação à universidade ter de passar por um episódio assim no fim da carreira." A direção da Unesp confirma que, por unanimidade, foi decidida a instauração de uma comissão para apurar as agressões. O "rodeio das gordas" foi...

    Leia mais
    blank

    Estudo afirma que, para mulheres, ser magra é melhor do que ter um relacionamento feliz

    Encontrar o homem perfeito? Isso é secundário, de acordo com o Dr. Pam Spurr, o psiquiatra responsável por um estudo de 24 anos que concluiu recentemente que as mulheres têm que estar de bem com a balança para serem felizes. Foto: GETTY IMAGES "Eu tenho trabalhado com muitas mulheres acima do peso e essa questão sempre está em suas mentes", disse o médico. "Pessoas obesas são estigmatizadas pelas outras pessoas como burras, preguiçosas ou desleixadas - nós vivemos numa sociedade que está constantemente valorizando a forma e o peso", completou. De acordo com o estudo, as mulheres ficam mais infelizes quando estão gordinhas do que quando estão solteiras - por outro lado, quando conseguem emagrecer, ficam mais satisfeitas do que costumam ficar quando sua vida amorosa vai bem. Realizado na Alemanha, entre 1984 e 2008, a pesquisa coletou dados de centenas de alemãs.   Fonte: Virgula

    Leia mais
    monicaserra2a-300x267

    Aborto: Não há como responder

    A denúncia de ex-alunas de Mônica Serra desnuda o esbulho, a pequenez e o sórdido vale-tudo das campanhas eleitorais no Brasil. Como mulher, me sinto envergonhada por ver um tema tão caro, seriamente discutido nos movimentos femininos, ser utilizado levianamente por uma mulher, que tudo indica viveu a dor e a tristeza, pelas quais passam as mulheres, quando solitariamente, ou com o apoio do companheiro (como parece ter sido o caso de Monica Serra), tomam a decisão extrema da prática do aborto. Nessa hora, essas mulheres necessitam de todo o apoio e acolhimento, inclusive do Estado, e não a ameaça de cadeia. Por Eliane Belfort Assim como a questão ética, que nos agride como mulher, nos fere também a questão religiosa, pois provocar ódio religioso, incitando pela fé o julgamento e pregando cizânia, é um mau começo para o casal que postula ocupar o Palácio do Planalto, de onde se...

    Leia mais
    monica_serra3

    Desmentida por José Serra, Sheila reafirma que mulher dele fez aborto

    'É muito fácil declarar alguns valores que o mundo acha corretos'  A coreógrafa Sheila Canevacci Ribeiro, 38 anos, ex-aluna de Monica Serra no curso de Dança na Unicamp, em Campinas (SP), ficou impressionada com a repercussão que seu relato no Facebook atingiu e reagiu contra nota oficial da campanha de José Serra a desmentindo ao afirmar que a esposa dele “nunca fez um aborto”. “Reafirmo cada palavra. Só fiz um relato de uma pessoa que percebeu uma incongruência e fez uma reflexão”, disse Sheila, que publicou o testemunho na Internet depois de ver Serra se esquivando do assunto aborto no debate da Band (no dia 10 de outubro). “Isso chocou tanto os brasileiros que os petistas me acusam de ser uma armação do PSDB e as pessoas do PSDB ficam falando que eu sou da campanha suja de boatos do PT. Acho isso muito interessante porque as pessoas não botam...

    Leia mais
    mulher_1

    Cresce registro de agressões contra mulher

    As ocorrências de lesão corporal contra mulher subiram 234%, segundo o balanço de ocorrência registradas pela Central de Atendimento a Mulher – Ligue 180. De janeiro a setembro deste ano, foram registradas 47.244 ocorrências de lesão corporal e 12.788 ameaças, o que corresponde a um aumento de 234% e 102%, respectivamente, quando comparadas ao mesmo período do ano passado. A central registrou 552.034 atendimentos somente este ano. Isso significa um aumento de 123% na procura pelo serviço. Em quase 70% dos casos, os filhos presenciam as agressões. As 12.788 ameaças correspondem a 14,6% do total de atendimentos e os 47.244 relatos de lesão totalizam 54%. Segundo relatos, os principais agressores são maridos, companheiros ou ex-companheiros. 58% das vítimas são agredidas diariamente. Em 51% dos casos, a mulher diz correr risco de morte. Outro número que aumentou foram os registros de mulheres presas em suas casas, que saltou de 86 para...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist