Revista ensina turistas a assediarem brasileiras

“Seja rápido e continue tentando até que você faça um gol”, explica a publicação que acha que mulheres paqueram como jogam futebol

A revista GQ indiana deste mês trouxe um especial sobre a Copa no Brasil. Dicas de como se vestir, quais os melhores lugares para ir à noite e as bebidas típicas são apresentadas para os leitores. O que não deveria estar na publicação, no entanto, é uma instrução de assédio no lugar de como abordar mulheres brasileiras em baladas.

“Brasileiras paqueram como jogam futebol: agressivamente. Seja rápido e continue tentando até que você faça um gol”, explicam. A dica da revista está no quadro “Você precisa saber”, em uma matéria que insiste que a fixação do brasileiro são “bumbuns”.

O texto sobre a vida noturna no país começa com a afirmação: “Uma coisa sobre o Brasil é que a maioria dos estereótipos são verdadeiros. Existe futebol e bumbuns, e todo o frenesi de carnaval”. No mesmo parágrafo, a palavra “bumbum” é repetida cinco vezes.

Ana Júlia Gennari, de 22 anos, integrante da Frente Feminista Casperiana Lisandra, frequenta baladas em São Paulo e se sentiria incomodada com a insistência masculina. “Se tentasse qualquer contato físico ou persistisse me encarando e me rodeando na balada, eu avisaria os seguranças do local que estava sendo assediada”, disse a jovem. “As pessoas têm que aprender a desconstruir tal ideia. ‘Não’ significa ‘não’, e a insistência é um desrespeito à mulher”.

Todo o especial da revista é recheado de fotos de mulheres semi-nuas, e ainda traz uma imagem de Gisele Bündchen fazendo um “OK” com a mão. Outras dicas da GQ é pagar pela área VIP do carnaval de Salvador, porque ele é conhecido por “ter as mulheres mais bonitas”. Já sobre o Rio de Janeiro, a matéria diz que as calçadas têm tantas brasileiras bonitas que o leitor “não vai conseguir parar para ficar olhando”.

Fonte:Pragmatismo Politico

+ sobre o tema

“Mulheres negras na primeira pessoa”, por Jurema Werneck, Nilza Iraci e Simone Cruz

Histórias reais reproduzidas em primeira pessoa. O livro "Mulheres...

Assim falou Luiza Bairros

Nascida em 1953, a gaúcha de Porto Alegre Luiza...

para lembrar

8ª edição da FLUP destaca o feminismo negro e celebra a poesia falada

Realizado pela primeira vez no Museu de Arte do...

Unesco homenageia mulheres na ciência

Agência da ONU, em parceria com a L'oréal, escolhe...

A ABL não merece Conceição Evaristo

Em julho deste ano, Conceição Evaristo, 71 anos, cruzava...
spot_imgspot_img

Mãe de Simone Biles ofereceu apoio crucial quando ela decidiu não competir em Tóquio: “Eu te amo e saiba que estamos rezando por você”

A Netflix lançou recentemente "Simone Biles Rising", uma série documental que oferece uma visão íntima da vida pessoal e profissional da ginasta Simone Biles...

Zezé Motta recebe Preta Gil, Sheron Menezzes e Aline Wirley no ‘Especial mulher negra’

Artista que acabou de completar 80 anos, Zezé Motta recebe Aline Wirley, Preta Gil e Sheron Menezzes no “Especial mulher negra”, que será exibido...

Julho das Pretas: ‘Temos ainda como horizonte sermos livres das amarras históricas’, diz ativista

No dia 25 de julho será celebrado o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. E em alusão a data, o Julho das Pretas é realizado...
-+=