SÃO PAULO – Semana da consciência negra no Mackenzie

Fonte: Arcada Digital –

SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA NO MACKENZIE:

O 20 DE NOVEMBRO DEVE SER REMEMORADO COM LUTA!

 

O mês de novembro tem sido símbolo de discussões das questões raciais e sociais em razão do dia da Consciência Negra. Muitos desses debates foram essenciais para desmascarar o mito da “democracia racial”, camuflando o preconceito por anos. Assim, procurando desvelar essa temática, alunos do Mackenzie propõem vivências e debates articulando vários prismas dos olhares lançados sobre o tema.


PROGRAMAÇÃO

09/11 – 18h – DAMAC (Rua da Consolação, 758)

“A INSERÇÃO ATUAL DO NEGRO NUMA SOCIEDADE DE CLASSES”

FILME – DOCUMENTÁRIO: Panteras Negras

PALESTRANTES:

Júnior – Consulta Popular

Wilson H. Silva – Doutor em História – USP e membro da Secretaria de Negros e Negras (CONLUTAS e PSTU)

Tito – Força Ativa, integrante do grupo de rap Fantasmas Vermelhos e aluno de Direito da UNIPALMARES

Renato Aparecido Gomes – Advogado (Instituto Luiz Gama)

10/11 – 18h – DAMAC

“A ACADEMIA EM DEBATE”

PALESTRANTES:

Salomão Jovino – Doutor em História – PUC (História do Brasil – Império)

Sylvia Nunes – Doutoranda em Psicologia Escolar e do Des. Humano – USP

Lia Schucman – Doutoranda em Psicologia Social – USP

Elisabete Figueroa – Psicóloga, mestranda em Psicologia – UFSCar e membro do Núcleo de Estudos Afrobrasileiros – NEAB

Viviane Lima – Doutora em História – PUC (História da África e afrobrasileira)

11/11 – 18h – Centro Acadêmico João Mendes Jr. (Prédio 07)

“O QUE A MULHER NEGRA TEM A DIZER? – UM DEBATE NECESSÁRIO”

PALESTRANTES:

Elisandra Souza (Mjiba) – Aluna de Jornalismo (Mackenzie), membro da Edições Toró e Cadernos Negros, Cooperifa e Agenda Cultural da Periferia (ONG Ação Educativa)

Karina Annanias Teixeira – Aluna de Pedagogia – Mackenzie

Rosângela Calzazara – Diretora do Sindicato dos Metalúrgicos de SJC e membro GT de Mulheres (CONLUTAS e PSTU)

12/11 – 18h – DAMAC

“A RESISTÊNCIA DENTRO E FORA DA UNIVERSIDADE”

Mesa – “História da luta afro dentro e fora do Mackenzie”

PALESTRANTES:

Gildean Silva “Panikinho” – Pedagogo (Mackenzie), Coord. Reg. Projeto Arte na Casa (ONG Ação Educativa), membro da Soweto Org. Negra e projeto “Hip Hop de Câmara”

Douglas Belchior – União de Núcleos de Educação Popular para Negras/os e Classe Trabalhadora – UNEAFRO

Intervenções Artísticas: “Prosa Negra”

– Literatura no Brasil e outros

SERÁ EMITIDO CERTIFICADO

DE PARTICIPAÇÃO

Realização: COLETIVO QUINCAS BORBA! (gestão 2009/2010 do DAMAC) e estudantes do curso de Psicologia da Universidade Presbiteriana Mackenzie

Matéria original

+ sobre o tema

Provas do Enem 2024 serão em 3 e 10 de novembro; confira o cronograma

O cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)...

Da proteção à criação: os pós-docs negros da USP nas fronteiras da inovação

Desenvolvimento de produtos, novas tecnologias para a geração de...

Programa Erasmus oferece bolsas integrais na Europa

O Erasmus, programa promovido pela União Europeia para fomento a...

para lembrar

Fuvest divulga prova e gabarito da primeira fase do vestibular

Exame foi aplicado neste domingo (28). Lista de aprovados será...

Programa oferece bolsa para candidatos negros a concurso de diplomata

Valor de R$ 25 mil deve ser gasto com...

Em SC, catador de lixo salva 3.000 livros descartados por diretor de escola

Um catador de material reciclável salvou do lixo cerca...

Aluno não precisará mais de fiador para pedir crédito

ANGELA PINHODE BRASÍLIA PATRÍCIA GOMESDE SÃO PAULO Financiamento federal...
spot_imgspot_img

Taxa de alfabetização chega a 93% da população brasileira, revela IBGE

No Brasil, das 163 milhões de pessoas com idade igual ou superior a 15 anos, 151,5 milhões sabem ler e escrever ao menos um...

Provas do Enem 2024 serão em 3 e 10 de novembro; confira o cronograma

O cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2024 foi divulgado nesta segunda-feira (13). As provas serão aplicadas nos dias 3 e 10...

Da proteção à criação: os pós-docs negros da USP nas fronteiras da inovação

Desenvolvimento de produtos, novas tecnologias para a geração de energia, manejo ecologicamente correto na agricultura e prevenção à violência entre jovens nativos digitais. Essas...
-+=