Simulado do Enem tem plano de estudo personalizado ao candidato

Plano é feito com base nos erros do estudante que completa o simulado.
Pela plataforma, professores acompanham desempenho dos alunos.

Divulgação/Enem

A plataforma “Geekie Games – O desafio do Enem”, oferece, além de um simulado inteligente para os alunos que farão o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), um plano de estudos personalizado com base nos erros demonstrados pelos candidatos que responderam às perguntas. É uma oportunidade real de treinar para o exame que será aplicado nos dias 26 e 27 de outubro. A participação no simulado é gratuita e feita inteiramente pela internet.

Professores e diretores de escola também têm uma área exclusiva na plataforma. Há uma interface que dá a possibiliade de acompanhar o desempenho dos alunos em tempo real.

CLIQUE AQUI E ACESSE A PLATAFORMA DO SIMULADO ‘GEEKIE GAMES’

O “Geekie Games” é uma realização da Geekie, uma startup de tecnologia aplicada à educação, com divulgação no G1, o portal de notícias da Globo. A plataforma inclui testes para o estudante treinar seus conhecimentos, aulas on-line e, de 9 a 16 de outubro, um simulado feito nos mesmos moldes do Enem.

Rafael Infante, Alex Atala, Anderson Silva e Oscar Schmidt gravaram vídeo sobre o ‘Desafio do Enem’

As questões usadas nos testes e no simulado final utilizam a Teoria de Resposta ao Item (TRI), método de avaliação utilizado pelo Enem que dá pesos diferentes para as questões de acordo com seu grau de dificuldade.
Por isso, a plataforma consegue entender em quais conteúdos o estudante tem mais dificuldade, de acordo com as alternativas que ele escolhe durante o simulado. Assim, é possível montar “missões” que indiquem os temas aos quais o candidato deve se dedicar com mais afinco para evoluir e aumentar sua pontuação.

COMO PARTICIPAR

gek1

1) Faça a sua inscrição. É grátis
Os estudantes vão poder se inscrever criando uma cum login e senha ou usando o seu perfil no Facebook. O acesso vai permitir acumular pontos nas provas, comparar o seu desempenho com os de outros participantes, e receber um relatório com seus pontos fortes e pontos fracos em cada uma das quatro áreas de conhecimento que são cobradas no Enem.

gek4

2) Teste os seus conhecimentos

Após a inscrição, o participante cai em uma página acesso para testes nas quatro disciplinas do Enem: ciências da natureza, ciências humanas, matemática e linguagens. Basta clicar em uma delas e começar a responder as questões que vão treinar o aluno para o simulado.

São 21 questões em cada uma das áreas de conhecimento que o estudante pode fazer na ordem que quiser. A prova pode ser feita em qualquer dia e horário de acordo com as possibilidades dos alunos. Não é obrigatório responder às questões de todas as quatro disciplinas, mas o ideal é que o aluno possa medir todo o seu conhecimento das áreas exigidas no Enem.

(Até terça-feira (17), o número de questões era 36 questões, mas mudou para 21 para que o estudante possa ter um diagnóstico mais rápido dos seus pontos fortes e fracos).

ranking1

3) Veja o seu desempenho
Ao enviar, as respostas serão analisadas e ele vai receber um desempenho em cada uma das provas. O participante vai poder ver quantas questões acertou, e quais foram os pontos fortes e os pontos fracos diagnosticados naquele teste.

Também é mostrado um ranking no qual a nota do aluno é comparada com as de outros participantes e ele pode ver em que posição se encontra no ranking do ‘Geekie Games’.

gek3

4) Reforce o seu conteúdo
A partir dos pontos fracos o candidato tem acesso a aulas online explicando o assunto no qual ele mostrou ter mais dificuldade.

Em texto e vídeo, o estudante pode rever o conteúdo e assimilar melhor a matéria. Em seguida, ele é convidado a fazer testes para detectar se entendeu melhor o assunto.

É preciso completar todas as “missões” enviadas pela plataforma para poder certificar de que tudo foi assimilado. Em seguida, o estudante pode voltar a fazer a prova daquela disciplina elaborada com questões diferentes.

pn1

5) Faça as outras provas
Náo é obrigatório fazer as quatro provas das disciplinas do Enem para participar do grande simulado final em outubro, mas é recomendável que o candidato teste todos os seus conhecimentos para chegar bem treinado para o exame do MEC.

Cálculo das notas
A plataforma tem três etapas para deixar o aluno melhor preparado para o Enem. Na primeira etapa, quem se inscrever vai poder fazer exercícios das quatro áreas de conhecimento que são cobradas no Enem: ciências da natureza, ciências humanas, matemática e linguagens. Na segunda etapa, o estudante recebe um plano de estudos destacando seus pontos fortes e pontos fracos que merecem maior atenção. Ao final do processo, de 9 a 16 de outubro, o aluno vai fazer um simulado online no mesmo formato do Enem.

As notas são calculadas a partir da TRI. O cálculo final não soma a quantidade de respostas certas, mas a “qualidade” destas respostas. Na TRI, o foco é no item, como é chamada cada questão. A teoria é o conjunto de modelos que relacionam uma ou mais habilidades com a probabilidade de a pessoa acertar a resposta. Assim, dois candidatos podem acertar o mesmo número de questões, mas terão pontuações diferentes de acordo com quais questões ele acertou.

A TRI qualifica o item de acordo com três parâmetros: o poder de discriminação, que é a capacidade de um item distinguir os estudantes que têm a proficiência requisitada daqueles quem não a têm; o grau de dificuldade da questão; e a possibilidade de acerto ao acaso (chute)

Pelo “Geekie Games” será possível ao estudante comparar sua nota com a nota de corte dos cursos e faculdades de sua escolha, além de saber que objetos de conhecimento priorizar para atingir seus objetivos.
A plataforma permite ainda que professores, escolas e secretarias de educação tenham acesso ao desempenho dos seus estudantes e possam entender as principais dificuldades dos alunos.

geekieranking

A inscrição pode ser feita até o dia 9 de outubro, mas o ideal é se inscrever o quanto antes e já poder fazer uso da plataforma na qual o aluno recebe um plano de estudos personalizado feito por professores para que possa estudar usando uma plataforma interativa que identifica como ele aprende melhor.

Na plataforma o aluno tem acesso a textos e vídeos sobre o conteúdo abordado nas provas. Durante esse período o professor e a escola podem acompanhar a evolução e desenvolvimento dos seus alunos e ajudá-los a se preparar para o Enem.

Um ranking atualizado diariamente vai mostrar o desempenho dos alunos por área de conhecimento.

Simulado final
De 9 a 16 de outubro, o estudante vai fazer o grande simulado do Enem. A prova terá os mesmos moldes do exame do MEC: em um dia o aluno responde a 90 questões de múltipla escolha, sendo 45 de ciências humanas e 45 de ciências da natureza, em 4h30 de prova, sem interrupções. No segundo dia, terá o mesmo tempo para responder a mais 90 questões, metade de matemática e a outra metade de linguagens e códigos.

Esse simulado será aberto pra todos os alunos, mesmo aqueles que não estiverem utilizando a plataforma. O participante vai receber um relatório personalizado do seu desempenho com a pontuação obtida no simulado e a comparação do seu desempenho com as notas de cortes dos cursos oferecidos no último Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

O Enem será realizado nos dias 26 e 27 de outubro. O exame tem 7,1 milhões de candidatos inscritos.

 

 

 

Fonte: G1

+ sobre o tema

Sindicato cria disque denúncia para combater trabalho infantil e exploração sexual de crianças

Sindicato cria disque denúncia para combater trabalho infantil e...

Nota pública sobre a aprovação da Lei 12696/12

  PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS   NOTA PÚBLICA DO CONANDA Sobre...

Juventude é engajada, solidária e generosa; Educação é que parou na era industrial

Entrevista a Jô Húngaro Caminhos para a Política Cidadã no século...

Prouni abre inscrições nesta quinta para mais de 144 mil bolsas

Prazo termina às 23h59 de segunda-feira, dia 21 de...

para lembrar

Livro Popular – incentivar leitura e ampliar investimentos são prioridades para 2012

Cultura: incentivar leitura e ampliar investimentos são prioridades para...

Livro – ‘Griot’ narra conflitos religiosos

Livro infanto-juvenil narra as dores e os desafios de...

MEC amplia currículo alternativo para tirar ensino médio público da crise

Reprovação é a mais alta desde 1999, segundo divulgou...

Educação, raça e gênero: Relações Imersas na Alteridade

Educação, raça e gênero: Relações Imersas na Alteridade NILMA LINO...
spot_imgspot_img

Estudo mostra que escolas com mais alunos negros têm piores estruturas

As escolas públicas de educação básica com alunos majoritariamente negros têm piores infraestruturas de ensino comparadas a unidades educacionais com maioria de estudantes brancos....

Educação antirracista é fundamental

A inclusão da história e da cultura afro-brasileira nos currículos das escolas públicas e privadas do país é obrigatória (Lei 10.639) há 21 anos. Uma...

Faculdade de Educação da UFRJ tem primeira mulher negra como diretora

Neste ano, a Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) tem a primeira mulher negra como diretora. A professora Ana...
-+=