Tag: esportes

    blank

    Com gosto apurado, Jerome Meyinsse, pivô rubro-negro mostra seu talento como trompetista

    Do alto de seus 2,07m, americano Jerome Meyinsse revela refinado conhecimento musical: "Nos Estados Unidos, também são raros os atletas que tocam" Pagode, samba, sertanejo, hip hop, funk. Independentemente da modalidade, esses geralmente são os gêneros musicais preferidos da maioria dos atletas profissionais. Mas toda regra tem sua exceção. No time de basquete do Flamengo, que encara o Paulistano no próximo sábado, às 10h10, em busca do seu terceiro título do NBB em seis edições, ela atende pelo nome de Jerome Meyinsse. Nascido em Baton Rouge, na Lousiana, o pivô de 2,07m se agarra às raízes e tem o jazz na ponta da língua. Literalmente. Trompetista na adolescência, o americano foi influenciado pelo pai Joseph e tocou na banda da escola antes de ter que optar entre a música e o esporte. O basquete venceu a queda de braço, mas a paixão pela música permanece viva até hoje nas veias ...

    Leia mais
    blank

    “Nós, negros, não somos covardes. Resignados, sim”, por : Marcos Sacramento

    por Marco Sacramento para o Diário do Centro do Mundo Talvez você nunca tenha ouvido falar de Homeboy Sandman. Eu mesmo não o conhecia até ler o polêmico artigo em ele chama os negros de covardes. O texto do rapper critica a atitude dos jogadores do Los Angeles Clippers após um comentário racista feito pelo dono do time de basquete, Donald Sterling. Para Sandman, que se afirma como negro, o protesto dos jogadores, que vestiram meias e munhequeiras pretas e as camisas ao avesso, foi uma ação covarde. Para ele, o mais digno seria iniciar um boicote na NBA. O artigo dividiu opiniões na comunidade negra, ainda mais porque Sandman não focou só no protesto dos Clippers. Ele bate na apologia ao estilo gangstar rap e na suposta apatia dos negros perante outros casos de discriminação racial. A paulada de Sandman me  fez refletir se os negros brasileiros são covardes. Seria ...

    Leia mais
    blank

    Racista banido da NBA volta a atacar Magic Johnson

    Banido da NBA, dono de time de basquete tenta se desculpar e detona Magic Johnson e os negros Semanas após o escândalo dos comentários racistas que o dono do Los Angeles Clippers fez a sua amante, Donald Sterling decidiu dar sua primeira entrevista. Foi para Anderson Cooper, um dos principais âncoras da CNN. Sterling conseguiu piorar sua situação detonando Magic Johnson pelas razões erradas: “O que ele fez, você pode me dizer? O grande Magic Johnson, o que ele fez? Ele pegou Aids. Ele tinha algum negócio? Ele ajudava alguém no Sul de Los Angeles? Que tipo de pessoa vai para cada cidade e faz sexo com todas as garotas e pega Aids? Isso é algo que queremos respeitar e falar para nossos filhos? Acho que ele deveria ter vergonha de si próprio. Acho que ele deveria sair de cena. E o que ele faz pelos negros? Nada.” Continuou: “Eis um homem ...

    Leia mais
    michael-jordan

    Michael Jordan revela luta contra o racismo em seu novo livro

    Michael Jordan é sem duvidas o maior nome do basquete mundial e uns dos maiores esportistas de todos os tempos no mundo, mas a lenda do esporte teve de superar vários desafios em sua jornada. Jordan explica que a Ku Klux Klan (seita que pregava supremacia branca nos Estados Unidos) era dominante em sua cidade, a Carolina do Norte. Pela universidade local, Michael se destacou como um dos melhores de sua época, tendo apenas um companheiro afro-americano na equipe, Jordan também abriu o jogo sobre ter sido suspenso na escola em 1977, depois que uma menina chamou-o de "crioulo". No livro "Michael Jordan: The Life" ("Michael Jordan: A Vida", em tradução literal), foi escrito pelo jornalista esportivo Roland Lazenby, Michael Jordan admite ter sido racista na infância e adolescência. "Fui suspenso do colégio em 1977 por atirar um refrigerante em uma menina. Eu era realmente rebelde e racista naquele momento. ...

    Leia mais
    morre-rubin-hurricane-carter

    Morre Rubin “Hurricane” Carter, símbolo da luta contra o racismo nos EUA

      Rubin Carter se tornou símbolo contra o racismo ao ficar 17 anos injustamente preso. Morreu na manhã deste domingo em sua casa em Toronto Rubin "Hurricane" Carter, 76 anos, ex-boxeador peso-médio que ficou famoso ao ser injustamente acusado de homicídio triplo, ficando 17 anos preso e sendo libertado em 1985. De acordo com o jornal The Toronto Sun, ele morreu 4h30 da manhã (horário local) após uma longa luta contra o câncer. Carter foi um proeminente peso-médio durante a década de 60, ganhando o apelido de "Hurricane" (Furacão) e sendo considerado um possível desafiante ao cinturão. Ao todo foram 40 lutas do pugilista, com 27 vitórias (19 por nocaute), 12 derrotas e um empate. A vida de Carter mudou completamente depois de ter sido acusado de homicídio triplo. No dia 17 de junho de 1967, dois homens entram em um bar segregado em Nova Jersey e mataram e mataram ...

    Leia mais
    sofo display image

    Jogador sofre racismo no basquete e parte para cima de torcedores; veja!

    Atos racistas e descontrole do atleta ocorreram em partida de basquete no Israel   Divulgação  Sofoklis Schortsanitis, jogador de basquete nascido em Camarões e naturalizado grego, provocou grande alvoroço na torcida durante partida de sua equipe, o Maccabi Tel Aviv, contra o Hapoel, em duelo israelense de grande rivalidade. O atleta, que possui nada modestos 156 quilos e mede mais de dois metros de altura, partiu para cima dos fãs após o término do duelo depois de ter ouvido insultos racistas por parte do público, que segundo ele respingaram em sua família: "Já ouvi muitas coisas ruins, mas nada como o que um torcedor do Hapoel disse sobre minha mãe e minha mulher. Quando ele mencionou os meus filhos, perdi a cabeça". Veja o momento em que o gigante jogador perde o controle abaixo:   Fonte: Yahoo  

    Leia mais
    130918 ext arquivo

    Vasco festeja 90 anos da ‘Resposta Histórica’ contra o racismo

      Em evento realizado nesta segunda-feira na sede náutica do Vasco, presidente vascaíno discursou em tom de despedida. O Vasco celebrou nesta segunda-feira uma solenidade em homenagem aos 90 anos do episódio que ficou conhecido como "Resposta Histórica". O evento, que aconteceu na Sede Náutica do clube, na Lagoa, contou com a presença do presidente do clube, Roberto Dinamite, que fez um discurso falando sobre a história do Vasco. - Deveríamos pensar no exemplo dado por esse episódio para nos relacionarmos com as pessoas no dia-a-dia do clube. Não fui um presidente que agradou a todos, e também não consegui fazer isso enquanto jogador, mas deixo um legado, que é a igualdade dentro do clube e o direito de ir e vir restabelecido após um período de censura. Acho que esse respeito é muito importante - disse Roberto, que falou em tom de despedida, mas não descartou uma possível nova ...

    Leia mais
    andresterra

    Andrés Sanchez chama candidato da situação do São Paulo de racista

      Andrés Sanchez se irritou com rival/ Foto Terra Andrés Sanchez ficou bastante irritado ao assistir a uma reportagem com Carlos Miguel Aidar, candidato da situação à presidência do São Paulo, durante a sua participação no programa Mesa Redonda, da TV Gazeta. Ex-presidente do Corinthians e responsável por gerir a construção da arena do clube em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo, ele ainda não aceitou as críticas do rival à sede da abertura da Copa do Mundo deste ano. "O Aidar é um preconceituoso. É uma vergonha falar o que ele falou, querendo fazer um apartheid. Ele ofendeu a Zona Leste como um todo e o Corinthians. É um absurdo, um cara que ganha cheque de tudo o que é lugar, que foi presidente da OAB... Foi um irresponsável. Há muitos preconceituosos no Brasil, mas declarados, como ele, é difícil encontrar. Ele é racista", atacou Sanchez. Em entrevista ...

    Leia mais
    Novo ministro da articulação política diz que governo vai para a ofensiva na CPI da Petrobras

    Novo ministro da articulação política diz que governo vai para a ofensiva na CPI da Petrobras

      Berzoini minimiza pesquisa que mostra queda na popularidade de Dilma e diz que quem aposta na volta do ex-presidente Lula nas eleições está “perdendo tempo” BRASÍLIA - Anunciado nesta sexta-feira como o novo ministro de Relações Institucionais, responsável pela articulação política, Ricardo Berzoini disse que o governo vai para a ofensiva na CPI da Petrobras. — Não há motivo para ficarmos na defensiva. Vamos para a ofensiva, vamos mostrar o que foi a Petrobras no governo Fernando Henrique (Cardoso) e o que é a Petrobras nos governos Lula e Dilma. Está claro que o interesse é eleitoral, não há qualquer interesse de investigação sério e o caso (Pasadena) já está sendo investigado pelas autoridades competentes, que são menos sujeitas à contaminação política. O novo ministro também minimizou a pesquisa CNI/Ibope, divulgada nesta quinta-feira, que apontou queda de sete pontos percentuais na popularidade do governo Dilma: — Pelo que vejo, ...

    Leia mais
    Livro 'O Negro no Futebol Brasileiro' ganha edição em inglês na Copa

    Livro ‘O Negro no Futebol Brasileiro’ ganha edição em inglês na Copa

      O clássico "O Negro no Futebol Brasileiro", de Mario Filho, ganhará uma edição em inglês para ser distribuída entre autoridades e jornalistas estrangeiros durante a Copa do Mundo no Brasil, a partir de 12 de junho, como parte da campanha do governo contra o racismo nos estádios. Pioneiro ao ressaltar a importância dos descendentes de africanos para a originalidade do esporte mais popular do país, o livro foi publicado em 1947, com prefácio de Gilberto Freyre. A obra é, por muitos especialistas, incluída na galeria dos grandes ensaios de interpretação da formação e da identidade brasileiras, ao lado de obras como "Casa-Grande & Senzala", de Freyre, e "Raízes do Brasil", de Sérgio Buarque de Hollanda. Está na quinta edição, pela editora carioca Mauad (R$ 64,90, 344 págs.). A iniciativa de publicar a edição em inglês partiu do Ministério do Esporte, que providenciou a tradução e negocia com a editora ...

    Leia mais
    pelé-cnn-2

    CNN mata Pelé no Twitter e pede desculpas

        O canal CNN, através do perfil do programa New Day no Twitter, noticiou erroneamente a morte de Pelé. “Ex-jogador de futebol brasileiro, Pelé morre aos 74 anos”, afirmou a emissora. Pouco depois, o canal apagou a postagem e se retratou. “Representante de Pelé disse à CNN que ele está vivo e muito bem”. “Deletamos o tweet mais antigo e errado sobre este tópico. Lamentamos o erro e agradecemos os nossos seguidores pelo feedback”, completou a CNN.     Fonte: Diário do Centro do Mundo

    Leia mais
    arbitros

    Árbitros cruzam os braços contra racismo

    Durante partidas pelo Campeonato Gaúcho, árbitros cruzam os braços contra o racismo em apoio ao colega Márcio Chagas De braços cruzados, árbitros protestaram contra o racismo durante partida deste domingo entre Lajeadense e Internacional válida pelo Campeonato Gaúcho no Estádio Arena Alviazul em Lajeado, no Rio Grande do Sul. O ato aconteceu em todos os jogos da última rodada da fase de grupos do Gaúcho, em solidariedade a Márcio Chagas e contra a pena do TJD-RS ao Esportivo pelos insultos sofridos pelo juiz.  Jogadores do Grêmio também protestaram durante a partida entre Grêmio e Pelotas, no Estádio do Vale em Novo Hamburgo. Eles ergueram uma faixa com a frase: "Somos azuis, pretos e brancos. Diga não ao racismo".     Fonte: Band

    Leia mais
    Lillian-Thuram

    Thuram “surpreso com a violência da divisão na sociedade brasileira”

    No Brasil a convite do Museu de Arte do Rio de janeiro (MAR), onde participou ao longo da semana de eventos sobre o racismo, o ex-zagueiro francês Lilian Thuram disse neste domingo, em entrevista exclusiva à AFP, ter ficado "surpreso com a violencia da divisão na sociedade brasileira". Neste domingo, Thuram, que foi campeão mundial com a seleção francesa em 1998, visitou o Complexo do Alemão e encontrou crianças e escritores locais numa biblioteca da comunidade. "Aprendi coisas sobre a história brasileira e sobre personagens-chave que poderiam, talvez, pelo seu percurso, aproximar as pessoas. Mas fiquei surpreso com a violência da divisão na sociedade brasileira. Na França, temos às vezes uma imagem idealista do Brasil, que seria um país mestiço, onde todo mundo vive junto, em harmonia e samba o tempo todo. Mas não é nada disso. Entre o asfalto e a favela, temos dois mundos diferentes, é inacreditável. Os ...

    Leia mais
    Rivaldo, uma canhota fulminante

    O craque se despede: Rivaldo, uma canhota fulminante

      O astro brasileiro, campeão do mundo em 2002 e Bola de Ouro em 1999, anuncia sua saída. Veja aqui seus melhores triunfos futebolísticos.  Rivaldo, o jogador brasileiro que ganhou a Bola de Ouro em 1999 e que foi campeão do mundo em 2002, anunciou sua retirada do futebol ativo em uma mensagem publicada na rede social Instagram: "Quero comunicar a todos meus seguidores que minha história como jogador chegou ao fim", escreveu o atacante, de 41 anos, ex-jogador de clubes como o Deportivo de la Coruña, Barcelona, Milan e Olympiacos, e foi peça-chave na seleção brasileira, acumulando 74 partidas pela seleção brasileira. "Com lágrimas nos olhos, gostaria de dar graças a Deus, a minha família e a todo o apoio e afeto que recebi durante meus 24 anos como jogador", escreveu Rivaldo no seu perfil. Com a sua despedida, o futebol diz adeus a uma das melhores canhotas já vistas pela Liga ...

    Leia mais
    A falsa democracia racial

    A falsa democracia racial. Por Luiz Zanin

      Luiz Zanin,   Acordamos assustados com a presença do racismo na América Latina e no Brasil. Primeiro, foi o caso de Tinga no Peru. Agora, os do juiz Márcio Chagas da Silva, no Rio Grande do Sul, e do Arouca, em Mogi-Mirim. Fui domingo à Vila Belmiro certo de que veria um desagravo em regra a Arouca. Nada. Umas palmas protocolares da torcida, uma faixa no intervalo do jogo dizendo que o racismo é inaceitável, e pronto. Bola pra frente. Parece que existe uma consciência coletiva por aqui de que esses atos não são coisa muito séria porque fundamos uma democracia racial, imune a preconceitos e coisa e tal. Essa crença benévola tem de ser relativizada e muito. Parece mais um autoengano do que outra coisa qualquer. Houve um caso semelhante, faz alguns anos, em 2005, quando o argentino Desábato, do Quilmes, dirigiu insultos a Grafite, que na época ...

    Leia mais
    Duda voa no último salto e conquista o inédito bicampeonato mundial

    Duda voa no último salto e conquista o inédito bicampeonato mundial

    Paulista sofre na decisão, mas faz salto perfeito no fim para ser o primeiro brasileiro bicampeão do mundo em pista coberta: 'Não existe um campeão sem dedicação" O olhar estava fixo. Mauro Vinícius da Silva, o Duda, sabia que se acertasse a tábua de impulsão poderia subir ao pódio no último voo do salto em distância. Assim como na eliminatória, teria de ser na raça, na emoção. Ele nem se importou com o barulho na Ergo Arena para a final dos 60m rasos masculina que ocorria ao mesmo tempo e foi perfeito. Duda vibrou com um grande voo e explodiu em euforia quando o placar mostrou a marca de 8,28m. O brasileiro só teve de esperar três adversários saltarem para confirmar: é bicampeão mundial em pista coberta. Em Sopot, neste sábado, Duda voltou ao topo do mundo.   Desta vez, uma vitória inquestionável. Os principais saltadores estavam em ação também, não ...

    Leia mais
    neymar 0

    Brasil vs África do Sul. Criança invade relvado e torna-se a “estrela” do jogo – vídeo

    Ayo Dosumu, de sete anos, acabou por tirar fotografias ao lado dos jogadores canarinhos e tornou-se na mascote dos festejos da selecção brasileira Ayo Dosumo, um menino de sete anos, tornou-se a estrela do jogo amigável entre o Brasil e a África do Sul, que se realizou ontem, em Joanesburgo. A criança entrou em campo, no final da partida, e correu em direcção aos jogadores brasileiros, até ser agarrada pelos seguranças, mas Neymar - que marcou três dos cinco golos do Brasil que ficaram sem resposta da África do Sul – impediu que o menino fosse retirado do relvado, antes de poder estar perto dos craques. Ayo Dosumu acabou por tirar fotografias ao lado dos jogadores canarinhos e tornou-se na mascote dos festejos de vitória da selecção brasileira. Veja o vídeo:       Fonte: iOnline

    Leia mais
    Uma Seleção de negros e sem preconceito nos Jogos de Inverno

    Uma Seleção de negros e sem preconceito nos Jogos de Inverno de Sochi

    Brasil leva a Sochi uma delegação em que, pela primeira vez, os negros são maioria. No total de 13 atletas, seis são brancos.   Na semana em que o volante Tinga, do Cruzeiro, foi alvo de provocações racistas no Peru, a delegação brasileira nos Jogos de Inverno de Sochi dá uma demonstração da pluralidade racial do País. Dos 13 atletas que estão na Rússia, sete são negros. Em um país que não tem neve e em modalidades esportivas ainda consideradas por muitos elitista, o Brasil reuniu uma equipe em que a cor da pele é o que menos importa. A postura do atleta influencia muito sobre como as pessoas vão nos ver. O nosso time tem uma postura boa, procuramos os integrar com as outras equipes. E, aqui, está aquele atleta que conquistou o seu espaço e todos se respeitam – disse a piloto do time feminino de duplas do ...

    Leia mais
    idolopodre

    Anderson Silva entra na Justiça contra mulher após ser chamado de ídolo ‘podre’

    Anderson Silva entrou na Justiça após ser xingado no Facebook. Por meio de sua advogada, o lutador do UFC registrou um boletim de ocorrência na delegacia de Pinhais e acusou uma mulher pelo crime de injúria depois de ter sido chamado de ídolo 'podre'. Segundo o delegado Marcelo Magalhães, a queixa foi prestada no último dia 17 de janeiro. "Foi uma mensagem que ele recebeu através de uma rede social. A pessoa ficou xingando ele de podre e disse que 'o Brasil vai saber que ele é podre'", disse ao UOL Esporte. Ainda de acordo com Magalhães, o crime de injúria prevê até seis meses de prisão, mas geralmente é convertido em trabalhos sociais ou pagamento de cestas básicas. O próximo passo do inquérito é identificar e localizar a mulher e intimá-la a comparecer à delegacia para dar a sua versão sobre o fato. Se a Justiça entender que há necessidade ...

    Leia mais
    antonio-carlos

    Antônio Carlos, zagueiro do São Paulo adota apelido de Mano Brown

      Como diria a música dos Racionais MC’s, “a vida é loka”. Hoje em dia, zagueiro marca mais gol do que atacante. Ao menos é assim que as coisas têm funcionado neste início de ano no São Paulo, que encara o Rio Claro, nesta quarta-feira, às 22h, no Morumbi. E como a situação para o Tricolor não anda muito fácil com a bola pelo chão, o negócio acaba sendo usar a cabeça.  Por isso, a principal arma do time de Muricy Ramalho é o Mano Brown. Quer dizer, o zagueiro Antônio Carlos, que ganhou o apelido desde sua chegada ao São Paulo, em agosto do ano passado, por causa da semelhança com o líder dos Racionais. Enquanto o rapper é famoso por suas rimas, o beque conquistou a torcida com os gols, quase todos de cabeça. “Isso é coisa daqui de São Paulo. No Rio de Janeiro, já tinha sido ...

    Leia mais
    Página 5 de 32 1 4 5 6 32

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist