sexta-feira, setembro 25, 2020

    Tag: imigrante

    Imigrantes que estavam a bordo do 'Open Arms'.LORENA PACHO LORENA PACHO

    “As pessoas se atiravam ao mar desesperadamente, sem saber nadar”, diz imigrante retido no mar

    Imigrantes do ‘Open Arms’ relatam sua odisseia após desembarcar em Lampedusa com autorização do Ministério Público Por LORENA PACHO, do El País  Imigrantes que estavam a bordo do 'Open Arms'. LORENA PACHO LORENA PACHO Nas noites do verão, a principal rua de Lampedusa, uma ilha de 20 quilômetros quadrados, mais perto da África que da Itália, ferve de turistas. Há shows ao ar livre quase a cada passo, e é praticamente impossível encontrar uma mesa livre nas calçadas em frente aos bares e restaurantes da Via Roma. A poucos metros dali, na praça Garibaldi, concentrou-se um pequeno grupo de náufragos do Open Arms. Alguns conversam entre si, e outros não separam as cabeças de seus celulares, sentados nas escadas da igreja de São Gerlando. O pároco oferece conexão aberta à Internet, e os imigrantes foram a pé do centro de acolhida, a uns três quilômetros dali, ...

    Leia mais
    A peruana Soledad Requena ajuda costureiras bolivianas que vivem no Brasil desde 2015 (Foto: Marcus Steinmeyer)

    Sem fronteiras

    “A minha história ajuda a transformar a vida de mulheres bolivianas que vêm ao Brasil trabalhar nas oficinas de costura. Elas se tornam protagonistas de suas vidas, chegando a lugares nunca antes imaginados”, diz a peruana Soledad Requena, que sofreu na pele o preconceito por ser imigrante Por G.LAB PARA C&A, na Revista Marie Claire  A peruana Soledad Requena ajuda costureiras bolivianas que vivem no Brasil desde 2015 (Foto: Marcus Steinmeyer) A primeira vez que saí da minha cidade para morar em outro lugar eu tinha 5 anos. Nasci em Huancavelica, interior do Peru, e mudei com a minha família para a capital, Lima, atrás de uma condição melhor de vida. No dia em que chegamos, minha mãe disse uma frase que carrego até hoje: “Lima não vai nos vencer. Nós é que vamos vencer Lima”. Ela era semianalfabeta, mas sabia sobre direito e discutia política. Foi ...

    Leia mais
    blank

    Diretora de abrigo para imigrantes causa indignação com e-mails racistas

    Berlim rescinde contrato com operadora de lar para migrantes, após revelação de e-mails internos de conteúdo racista e xenófobo. Funcionários falavam em guilhotina infantil e crematório nas mensagens No Correio do Brasil  Em seus e-mails, eles fantasiavam detalhadamente sobre crianças decapitadas. Falavam em uma “guilhotina infantil” e em cadáveres que seriam em seguida incinerados num “crematório de grande volume”. E a impressão é que se divertiam enormemente. Mas desde veio a público a troca de mensagens dos funcionários da firma privada Pewobe, que operava 11 lares para refugiados em Berlim, além de outros nos estados vizinhos de Brandemburgo e Saxônia-Anhalt, só lhes restou um sorriso amarelo. No site da empresa, que teve seu contrato rescindido por Berlim, afirma-se que ela é especializada numa “assistência apropriada aos residentes por colaboradores adequados e devidamente treinados”. Mas há sérios motivos para duvidar do profissionalismo e adequação desses empregados, desde que diversos jornais divulgaram ...

    Leia mais
    blank

    Imigrante senegalês socorre idosa em metrô no RS e caso viraliza na internet

    Moussa vive há um ano e meio no Brasil e está empregado, atualmente, em uma fábrica de refrigerantes. Em seu país, foi enfermeiro durante quinze anos, mas não conseguiu ainda exercer a mesma função por aqui. Ulisses da Motta Costa, que divulgou a história pelo Facebook, pede ajuda para que Moussa volte a trabalhar com sua profissão de origem Da Revista Fórum  Na última sexta-feira (25), o produtor e diretor de filmes Ulisses da Motta Costa divulgou, em seu perfil no Facebook, a história de Moussa, um imigrante senegalês que há cerca de um ano meio vive no Brasil e está empregado, atualmente, em uma fábrica de refrigerantes. Em seu país, ele trabalhou durante quinze anos como enfermeiro, mas não conseguiu ainda exercer a mesma função por aqui. No entanto, os conhecimentos que sua profissão lhe deu foram fundamentais para ajudar uma idosa que passou mal em um trem da Trensurb na ...

    Leia mais
    Imigrante muçulmano salvou reféns em mercado judaico

    Imigrante muçulmano salvou reféns em mercado judaico

    Malinês trabalhava no Hyper Cacher quando o extremista Amedy Coulibaly invadiu o local para o sequestro Um funcionário do mercado judaico onde quatro reféns e um terrorista foram mortos foi saudado ontem como herói que evitou uma tragédia ainda maior. Lassana Bathily, um imigrante malinês muçulmano de 24 anos, trabalhava no Hyper Cacher quando o extremista Amedy Coulibaly, ligado aos irmãos que cometeram o massacre na sede do jornal Charlie Hedbo, invadiu o local para o sequestro. Bathily pensou rapidamente quando o terrorista anunciou a ação. Em pânico, 15 clientes corriam para o porão do estabelecimento quanto o funcionário teve uma ideia. “Quando eles desceram, eu abri a porta ”, afirmou Bathily à emissora francesa BFMTV. Ele desligou as luzes e, enquanto fechava a porta para proteger os clientes, disse: “Fiquem calmos aqui. Eu vou sair”. Uma testemunha, que se identificou apenas como Mickael, contou à revista francesa ...

    Leia mais
    blank

    Racismo e Xenofobia: Os avós daqueles que desprezam nordestinos eram os nordestinos da Europa

    RACISMO, UMA VEZ MAIS Por Fábio de Oliveira Ribeiro no Centro de Mídia Independente Qualquer coisa vira motivo para os racistas do sul/sudeste manifestarem sua ignorância histórica. Cada vez que abro o jornal e vejo estas manifestações de racismo não sei se devo rir ou chorar: Leia  também:Anulação de provas do Enem gera ataques de xenofobia O problema dos racistas da região sul e sudeste é que eles não conhecem História. Durante o Império as maiores e mais belas cidades do Brasil ficavam na região Norte e Nordeste (Salvador, Recife, São Luiz do Maranhão, etc...), As províncias do sul/sudeste eram quase desabitadas e só forneciam a jagunçada para caçar indigenas e negros fugidos. O sul/sudeste foi povoado com emigrantes pobres vindos da Europa. Os antepassados deste racistas NÃO tinham sangue azul (ou seja, não pertenciam a nobreza européia). Os avós daqueles que desprezam nordestinos eram os nordestinos da Europa (camponeses sem terra e sem ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    blank
    blank

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist