quinta-feira, julho 9, 2020

    Tag: NBA

    Foto: Christian Petersen / Getty Image

    Giannis Antetokounmpo, estrela da NBA vira orgulho de uma Grécia que não o aceitava

    Filho de nigerianos, Giannis Antetokounmpo teve infância difícil em Atenas por Peter S. Goodman no Folha de São Paulo Foto: Christian Petersen / Getty Image Conhecido pelo apelido "Greek Freak" (Aberração Grega), ele é um jogador de basquete de talento transcendente a ponto de torná-lo a face de seu país de nascimento. Mas durante a maior parte de seus anos de infância e adolescência na Grécia, Giannis Antetokounmpo era visto como estrangeiro. Filho de imigrantes africanos, ele sempre esteve exposto a ataques de militantes racistas e a ameaças de deportação à Nigéria, país que nunca havia visitado. Agora Antetokounmpo domina o cenário dos playoffs da NBA, como melhor jogador do Milwaukee Bucks, o cabeça de chave número 1 na conferência leste da liga, e os imigrantes africanos na Grécia acompanham sua história com enorme atenção. Sua história –a história de um adolescente que mal conseguia driblar, mas ...

    Leia mais
    Scott Halleran/Getty Images

    A primeira juíza mulher da NBA e sua história de resistência

    “Eu sabia que todo mundo estava esperando que eu errasse”. É com essas palavras que Violet Palmer descreve a sensação que sentiu ao fazer sua estreia como juíza de um jogo da NBA, se tornando a primeira mulher a alcançar o feito na principal Liga de Basquete dos EUA e do mundo. Do Hypeness Violet Palmer (Foto: Scott Halleran/Getty Images) Segundo Violet, quando criança, ela amava ser uma garota, mas não conseguia gostar do que era imposto a ela como ‘coisas de menina’. Mas, quando conseguia praticar esportes, sentia que estava fazendo o que realmente a agradava. Ela se formou na escola em um período em que o esporte feminino ganhava cada vez mais terreno nos EUA, e conseguiu uma bolsa de estudos para jogar basquete na universidade. Para ganhar um dinheiro extra durante as férias, Violet começou a fazer parte da mesa de arbitragem durante jogos ...

    Leia mais
    LeBron e Wade trocaram camisas após Lakers x Heat Getty

    NBA: Na despedida de Wade a LeBron, Lakers batem o Heat e chegam à sexta vitória nos últimos sete jogos

    LeBron James acertou o primeiro lance livre para dar uma vantagem de dois pontos para o Los Angeles Lakers. Dwyane Wade se aproximou antes do segundo arremesso. Do ESPN "Cara, erre agora para eu acertar o arremesso da vitória", disse o camisa 3 do Miami Heat, nos segundos finais da dupla em quadra. "Eu e você. Um contra um. Me deixe tentar." LeBron não errou. Wade não esperava que ele errasse. Mas eles ainda tiveram o último confronto. Um contra um para definir o jogo. Wade tentou um arremesso de três que não caiu, e o tempo acabou para garantir a vitória dos Lakers por 108 a 105 enquanto os dois brigaram por mais um rebote. O último rebote. Por 16 temporadas, eles competiram como rivais e companheiros de time. Quando tudo acabou, eles se abraçaram imediatamente. "Nós somos assim", disse LeBron. "As pessoas dizem que você não deve ser ...

    Leia mais
    Reprodução/YouTube

    NBA lança campanha para incentivar meninas de 7 a 14 anos a seguirem no basquete

    "Her Time To Play" (A hora dela jogar) é uma iniciativa desenvolvida pela NBA e WNBA para inspirar meninas entre os 7-14 anos a jogar basquete de uma maneira positiva e saudável. Do ESPN Reprodução/YouTube Segundo a própria campanha, o esporte nem sempre é justo, mas está na hora disso ser corrigido. Aos 14 anos, o dobro de meninas abandonam o esporte em relação à meninos. Isso, de acordo com o vídeo, acontece por problemas como estigmas sociais, falta de acesso e falta de exemplos positivos. O incentivo acontece pela NBA entender que o esporte pode ajudar muito no desenvolvimento das pessoas: ele impulsiona sua confiança, promove uma vida saudável, desenvolve um espírito de liderança, cria uma auto-imagem positiva e ensina a se trabalhar em equipe. Veja o vídeo da campanha:

    Leia mais
    blank

    Festival de desconhecidos e um título: a camisa 23 de LeBron na história dos Lakers

    Astro será o 15º jogador a usar o número na franquia para deixar um novo legado com seu nome na NBA Do SporTV Acamisa 23 é histórica por ter sido a escolhida por Michael Jordan em sua carreira no basquete. Sabidamente um perseguidor das marcas do ex-jogador, LeBron James também entrou com o mesmo número na NBA, a liga americana de basquete. Só não usou em sua passagem pelo Miami Heat pela decisão da franquia de aposentá-lo em uma homenagem a Jordan, mesmo sem ele jamais ter defendido o time. Mas nem sempre, essa camisa foi utilizada por jogadores icônicos em todas as franquias. No Los Angeles Lakers, novo time de LeBron, 14 jogadores usaram o número na história, mas nenhum deles foi capaz de deixar uma marca suficiente para fazer a franquia aposentá-lo. Veja abaixo quem foram os antecessores do Rei. LeBron James no Los Angeles Lakers (Foto: Reprodução / ...

    Leia mais
    blank

    Monstruoso, Durant carrega os Warriors, e equipe fica a uma vitória do título da NBA

    Cleveland tenta se impor em casa, mas não resiste aos 43 pontos do ala dos Warriors e é derrotado por 110 a 102. Golden State faz 3 a 0 na série, e fica a uma vitória do terceiro título em quatro anos Do Sportv Kevin Durant no jogo 3 (Foto: Reuters) Ao pisar em quadra nesta quarta-feira, o Cleveland Cavaliers se viu pela terceira vez diante de um desafio pra lá de familiar em sua história recente: ter que reagir em uma final da NBA depois de começar perdendo a série para os Warriors por 2 a 0. Em Ohio, o jogo 3 tinha uma atmosfera inegável: noite crucial para LeBron James e companhia, já que uma derrota poderia significar a beira do abismo e motivação amassada para o jogo 4. E então, empurrado por quase 20 mil vozes, o time anfitrião fez de tudo para se impor com fisicalidade e ...

    Leia mais
    Foto: NBAE via Getty Images

    O esporte é incapaz de curar o ódio racial

    Chocado com as imagens que correram o mundo de protestos realizados por supremacistas brancos e simpatizantes neonazistas nos Estados Unidos, começo a coluna de hoje. Manifestações em Charlottesville, no estádio da Virgínia, que terminaram com a morte de uma mulher. Desde pequeno, quando se é negro, afrodescendente, ou qualquer definição – algumas delas vulgares e pejorativas que muitos usam para estabelecer a questão racial – entende-se que você não pode ser apenas bom, você precisa ser duas vezes melhor do que é. Para alguns, tudo não passa de vitimização, mas existe uma conta, uma dívida que a escravidão deixou que nem mesmo séculos serão capazes de abater tal débito. Foto: NBAE via Getty Images por Josias Pereira no O Tempo É chocante, em pleno século XXI, vermos cenas de pessoas pelas ruas carregando tochas e gritando cânticos ofensivos a negros e judeus, atacando homossexuais e exaltando a ...

    Leia mais
    blank

    Astros da NBA protestam: “ser negro é pior do que ser terrorista nos EUA?”

    morte de Terence Crutcher, um homem negro que foi alvejado pela polícia em Tulsa (Oklahoma) na última semana, gerou uma nova onda de manifestações nos Estados Unidos que ganhou apoio de astros da NBA como Rajon Rondo, Chris Paul e Dwyane Wade. da UOL Diversos jogadores postaram mensagens nas redes sociais pedindo união para que casos como este não voltem a acontecer. O armador Rajon Rondo, do Chicago Bulls, foi um dos que escreveu a mensagem mais contundente. "Eu acho que ser negro é pior do que ser um terrorista", disse no Instagram, referindo-se à prisão de um suspeito de ter explodido uma bomba em Nova York. As manifestações pelas redes sociais revivem o apoio recente de diversos esportistas ao movimento "Black Lives Matter" (vidas negras importam, em uma tradução livre), que ganhou notoriedade depois da morte de dois negros em 2014 por policiais. Recentemente, o quarterback Colin Kaepernick, do San Francisco 49ers, levou o apoio ...

    Leia mais
    ST. FRANCIS, WI - SEPTEMBER 28: John Henson #31 of the Milwaukee Bucks poses for a portrait during Media Day on September 28, 2015 at the Orthopaedic Hospital of Wisconsin Training Center in St Francis, Wisconsin. NOTE TO USER: User expressly acknowledges and agrees that, by downloading and or using this Photograph, user is consenting to the terms and conditions of the Getty Images License Agreement. Mandatory Copyright Notice: Copyright 2015 NBAE (Photo by Gary Dineen/NBAE via Getty Images)

    John Henson recebe R$ 11 milhões por ano. Mas uma joalheria dos EUA preferiu barrar a entrada dele

    John Henson, pivô do Milwaukee Bucks, franquia de Wisconsin na NBA, passou por apuros nesta segunda-feira (19). Tudo por conta de mais um grave episódio de racismo. Por Rafael Nardini, do Brasil Post  Henson contou ter sido barrado na porta da luxuosa joalheria Schwanke-Kasten, em Milwaukee. Segundo o atleta, com a sua chegada, a porta foi trancada e ele foi mandado embora. Em seguida, policiais apareceram para só então o acesso de Henson ser liberado. Em sua conta no Instagram, Henson decidiu expor o caso. "Este foi um dos casos de preconceito racial mais degradantes que já vi e não desejo isso a ninguém. Essa loja precisa ser denunciada, e é o que estou fazendo". Thomas Dixon, proprietário da joalheria, disse que seus funcionários negaram a entrada de Henson por conta de orientações da polícia, que pedia que eles fossem chamados caso um Chevrolet Tahoe vermelho se aproximasse dali. O Milwaukee Bucks saiu ...

    Leia mais
    blank

    Astro da NBA pagará faculdade para mais de mil crianças

    LeBron James anunciou nesta quinta-feira, dia 13, que irá bancar o estudo de mais de mil crianças quando elas forem para a faculdade. O programa de bolsas faz parte da sua fundação I Promise, que atende alunos do quarto ao oitavo ano na cidade de Akron, Ohio. Do Extra  LeBron vai ajudar mais de mil crianças irem para a faculdade Foto: Marcelo Carnaval / Agência O Globo Para conquistarem esse direito, as crianças devem completar todo o programa de estudos e atender aos requisitos de frequência e grau da instituição. O astro da NBA vai distribuir as bolsas quando os alunos que atualmente estão no oitavo ano devem concluir o Ensino Médio. Em entrevista para a ESPN, LeBron falou sobre o projeto: — Acho que é uma das melhores coisas que eu já participei, isso é muito especial para mim. Sou afrodescendente e cresci no subúrbio, então sei que muitas ...

    Leia mais
    blank

    Emicida e Rael dividem trilha sonora de game da NBA com Ramones e Jay-Z

    Emicida e Rael chegaram à liga mais importante de basquete do mundo. Bem, não é que eles tenham largado de lado a carreira no rap. Mas é que eles foram os brasileiros escolhidos para fazer parte da playlist do NBA 2K16, o principal representante virtual do esporte favorito das quebradas nos Estados Unidos. Do Brasil Post Para selecionar as canções que vão acompanhar os gamers, a 2K Games contou com uma mãozinha da produção de um trio de DJs: DJ Premier, DJ Khaled e DJ Mustard. Emicida será representado com a faixa Bonjour, parceria do "filho da Dona Jacira" com o francês Féfé. Já Rael entra no jogo com Vejo Depois. Se você quiser, dá para ouvir a playlist inteira pelo Spotify. Além dos brasileiros, Jay-Z, Gnals Barkley, Drake, LCD Soundsystem, Nas, Ramones e até o Living Colour entraram na trilha. A parceria com os artistas não para aí. O modo "Minha ...

    Leia mais
    blank

    Advogado de atletas vê racismo no aumento de idade mínima para jogar na NBA

    Em reunião na última quinta-feira, um advogado representando o sindicato dos atletas da NBA disse que seus clientes não irão tolerar o aumento na idade mínima para se atuar na liga, como querem os donos de times, na próxima negociação de acordo financeiro. Do Uol A medida agrada a NBA, mas não necessariamente aos membros do sindicato. Dirigente da Associação dos Jogadores da NBA (NBPA), Gary Kohlman apontou que a medida pode até ser racista caso seja tomada. "Se eles fossem jogadores brancos e de hóquei, estariam lá jogando. Se fossem brancos do beisebol, estariam jogando. Porque a maioria deles são afro-americanos , eles são impedidos e têm que conviver com esse absurdo", disse Kohlman. "Isso é uma hipocrisia total", completou. Adam Silver, comissário da NBA, já disse que é favorável ao aumento da idade mínima de 19 para 20 anos. Antigamente, jogadores podiam ir direto do colegial para a ...

    Leia mais
    Earl Lloyd, primeiro negro a jogar na NBA, morreu aos 86 anos (Foto: Getty)

    Adeus a Earl Lloyd, primeiro negro a jogar na NBA

    Numa época difícil Earl Lloyd foi o primeiro jogador negro a entrar para a NBA. Lloyd abriu a porta para o desporto que, incrivelmente, hoje é dominado por atletas negros. Em 1950 estreou-se a jogar na NBA. Morreu agora aos 86 anos. A NBA perdeu um de seus símbolos. Earl Lloyd foi o "Martin Luther King" para toda uma geração, o primeiro afro-americano a jogar na NBA. Serviu de inspiração a tantos atletas e ficou conhecido por ter sido um cavalheiro modesto que jogou com habilidade, classe e orgulho. O seu legado sobrevive na melhor liga do mundo, que curiosamente hoje em dia é dominada por atletas negros. Lloyd ajudou muitos a integrar esta família da NBA e agora a liga vai reunir esforços para honrar sempre a sua memória, disse o comissário da NBA. Earl Lloyd passou muitas dificuldades naquela época, em que o racismo predominava nas mentes dos ...

    Leia mais
    blank

    Dexter e Gregory participam da chamada da NBA Global Games 2014 no ESPN

    Dia 11 de Outubro de 2014 a NBA Brasil trás para o Brasil o NBA Global Games Rio 2014, com o jogo Miami Heat vs. Cleveland Cavaliers. O canal ESPN produziu uma chamada com os rappers Dexter e Gregory para convidar os telespectadores em forma de RAP a assistirem esta partida histórica. O instrumental da música ficou por conta de Dj Caique e no vídeo ainda podemos conferir a performance de DJ Loo, junto com os b.boys Banks e Digo, além das rimas afiadas do duo! Com um convite desses, não da pra perder né? Então se liga, dia 11 de outubro as 18h no canal ESPN. Se você quer ver o jogo ao vivo, a partida acontece na Arena da Barra, no Rio de Janeiro, e será palco de um do encontro inédito entre LeBron James, agora jogador do Cleveland Cavaliers, e sua antiga equipe, o Miami Heat. O Brasileiro Anderson Varejão, também ...

    Leia mais
    blank

    Proprietário vende time da NBA após novo escândalo de racismo

    Bruce Levenson, dono do Atlanta Hawks, fez denúncia contra si mesmo e vai negociar equipe para se desculpar O dono do Atlanta Hawks, Bruce Levenson, anunciou neste domingo (7) que vai vender a equipe para se desculpar com os torcedores. O cartola revelou ter enviado, em 2012, um e-mail de conteúdo preconceituoso a sócios da franquia. Na mensagem, Levenson fazia comparações racistas e dizia que, para aumentar o público nos jogos do Hawks, era necessário incentivar a presença de "brancos suburbanos". "Na tentativa de abordar estas questões, escrevi um e-mail dois anos atrás que foi inapropriado e ofensivo. Banalizei nossos torcedores com suposições estereotipadas de seus interesses (ex. hip hop versus country, cheerleaders brancas e negras) e por estereotipar as impressões de um sobre o outro (que os torcedores brancos tinham medo dos negros). Também enviei a mensagem não intencional e dolorosa de que nossos fãs brancos são mais valiosos ...

    Leia mais
    blank

    Justiça libera venda e Clippers passa a ter novo dono

    A NBA confirmou a compra da franquia pelo empresário Steve Ballmer depois que um tribunal da Califórnia autorizou Shelly Sterling a negociar a venda Los Angeles - A longa novela em que se transformou a venda do Los Angeles Clippers nos últimos meses finalmente chegou ao fim nesta terça-feira. A NBA confirmou a compra da franquia pelo empresário Steve Ballmer depois que um tribunal da Califórnia autorizou Shelly Sterling, esposa do antigo dono Donald Sterling, protagonista de um caso racismo, a negociar a venda ao ex-diretor executivo da Microsoft. O imbróglio todo começou em abril, quando Donald Sterling foi flagrado criticando sua namorada, V. Stiviano, por tirar fotos ao lado de Magic Johnson, ex-astro dos Los Angeles Lakers, e por "trazer pessoas negras" aos jogos do Clippers. O dirigente, então, foi punido pela NBA com uma multa de US$ 2,5 milhões, obrigado a vender a franquia e se afastar da ...

    Leia mais
    blank

    Astro da NBA se destaca pelas ações sociais para jovens

    Fora da quadra, LeBron James atua em iniciativas educacionais, programas de aconselhamento, construção e manutenção de centros esportivos   Nomeado um dos atletas mais influentes do mundo, em 2013, e uma das celebridades mais poderosas de 2014 – ambos pela revista americana Forbes –, o astro do basquete americano LeBron James, 2,03 metros de altura e 29 anos, tem chamado atenção por sua atuação também fora das quadras, em diversas ações sociais. Em fevereiro deste ano, James e outras importantes estrelas da NBA participaram do All-Star Game, promovido pela NBA Cares – um projeto social realizado pela Liga ao redor do mundo, que realiza ações educativas visando o desenvolvimento familiar e de jovens. A partida arrecadou um total de US$ 500 mil (R$ 1,2 milhão), doados para instituições de caridade. O jogador ainda dirige, desde 2005, a LeBron James Family Foundation (Fundação da Família LeBron James), que tem como missão ...

    Leia mais
    600

    NBA: ex-CEO da Microsoft compra Clippers por valor recorde

    Donald Sterling foi obrigado a vender por causa de comentários racistas Por Redação Depois do escândalo de racismo, os Los Angeles Clippers têm novo dono. O ex-presidente executivo da Microsoft, Steve Ballmer, comprou a equipa da NBA por 2 mil milhões de dólares (1,47 mil milhões de euros), o valor mais alto alguma vez pago por uma equipa da NBA. A NBA baniu Donald Sterling, anterior dono, da liga para sempre por considerar que o empresário, de 80 anos, proferiu comentários de cariz racista durante uma conversa com a sua namorada, gravada e divulgada pelo site TMZ. Shelly Sterling, a mulher de Donald, conduziu as negociações. Steve Ballmer não está baseado em Los Angeles, mas sim em Seattle - onde tentou salvar a equipa local, os Supersonics, sem sucesso (mudaram-se para Oklahoma). «Será uma honra ter o meu nome apresentado ao Conselho de Governadores da NBA para aprovação como novo ...

    Leia mais
    blank

    Contra racismo, 50 senadores dos EUA enviam carta a NFL para mudar o nome dos Redskins

    Nesta quinta-feira, 50 senadores dos Estados Unidos assinaram uma carta pedindo a mudança do nome do Washington Redskins e a enviaram para o comissário da NFL, Roger Goodell. A carta traça um paralelo tomando como base a medida da NBA de não tolerar o racismo e banir Donald Sterling, dono do Los Angeles Clippers, do esporte, pedindo que a liga de futebol americano faça algo similar com o nome do time da capital dos EUA. "Hoje, nós urgimos você e a NFL para mandar uma mensagem clara como a NBA fez: que racismo não tem lugar nos esportes profissionais. É hora da NFL aderir a mudança de nome para o time de futebol americano de Washington", diz a carta. O nome "Redskins" faz menção aos imigrantes indígenas norte-americanos. E na cultura norte-americana isso tem uma conotação negativa. Até o presidente Barack Obama já aconselhou a franquia a mudar de nome. ...

    Leia mais
    Astro dos Clippers promete deixar time se racista continuar como dono da equipe

    Astro dos Clippers promete deixar time se racista continuar como dono da equipe

    O ala-pivô Blake Griffin, astro dos Los Angeles Clippers, confirmou nesta sexta-feira que pretende defender a seleção dos Estados Unidos no Mundial da Espanha de 2014, que será disputado em agosto. Griffin também antecipou que poderá deixar os Clippers na próxima temporada se Donald Sterling, acusado de racismo, ou sua esposa Shelly continuarem como proprietários da franquia. O jogador afirmou que agora pretende descansar e pensar na grande oportunidade que terá de fazer parte de um novo "Dream Team", já que não participou das Olimpíadas de Londres 2012 por um problema no joelho. "Tenho como planos jogar a Copa do Mundo", destacou Griffin. "Estou ansioso por viver a experiência de estar com outras grandes figuras da NBA, que vão me permitir aprender muito, assim como ser treinado por Mike Krzyzewski, que me ajudará a crescer em meu jogo durante todo o processo". O "Coach K" já incluiu Griffin na lista ...

    Leia mais
    Página 1 de 2 1 2

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist