UNICEF e parceiros lançam curso que ajuda a enfrentar a exclusão escolar

Qualificar o trabalho de gestores e de técnicos municipais visando à garantia dos direitos de crianças e adolescentes. Esse é o objetivo do curso a distância Busca Ativa Escolar na Prática, que será lançado na quarta-feira (23), às 16 horas, por meio de uma transmissão ao vivo no canal do YouTube do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) no Brasil.

No Nações Unidas Brasil

Foto: Germano Lüders/EXAME

O curso contribui para a implementação da estratégia Busca Ativa Escolar, que tem como objetivo apoiar estados e municípios no enfrentamento da exclusão escolar, fenômeno que atinge, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Continua (PNADC/IBGE), cerca de 1,9 milhão de meninas e meninos brasileiros entre 4 e 17 anos.

O curso é dividido em módulos, de acordo com as funções desempenhadas por cada ator na Busca Ativa Escolar, e aborda diversos temas importantes para qualificar o trabalho das equipes.

Os módulos, que podem ser trilhados a qualquer tempo, contam com vídeos, animações, estudos de caso, cards e infográficos que ajudam a aprimorar os conhecimentos sobre a estratégia. O curso possui certificação e está aberto na plataforma Google Sala de Aula, podendo ser realizado por qualquer profissional que atue ou tenha interesse em atuar na Busca Ativa Escolar.

Durante a live, as pessoas terão a oportunidade de conhecer os módulos, as temáticas e as funcionalidades do curso.

Além do UNICEF, participam do lançamento a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME), o Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (CONGEMAS), o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS), a União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME), a Cidade Escola Aprendiz e o Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (CENPEC), parceiros na Busca Ativa Escolar.

Serviço

O quê: Lançamento do curso Busca Ativa Escolar na Prática

Quando: Quarta-feira 23 de outubro de 2019, às 16 horas (horário de Brasília)

Como/Onde: Live (transmissão ao vivo) no canal do YouTube do UNICEF Brasil

Sobre a Busca Ativa Escolar

A Busca Ativa Escolar tem como principal objetivo enfrentar as causas da exclusão escolar. Para isso, UNICEF, UNDIME, CONGEMAS e CONASEMS desenvolveram uma metodologia social e plataforma tecnológica gratuitas que colaboram com municípios e Estados na identificação de crianças e adolescentes fora da escola, compreendendo-se os motivos que os levaram à exclusão.

Com isso, é possível à gestão pública definir os encaminhamentos mais adequados para o seu atendimento nos diversos serviços públicos e a realização da sua (re)matrícula.

Mais de 3 mil municípios e 15 Estados já aderiram à estratégia. De junho de 2017, quando foi lançada, a outubro de 2019, cerca de 43 mil alertas de meninas e meninos fora da escola foram aprovados, 34 mil casos estão em andamento 10 mil (re)matrículas foram realizadas. Conheça mais sobre a estratégia em: buscaativaescolar.org.br.

Situação do Brasil

Os dados de exclusão escolar (1,9 milhão, PNADC/IBGE) indicam o tamanho do desafio que o país ainda enfrenta para cumprir a legislação (emenda constitucional 59/2009), que estabelece a obrigatoriedade da oferta de ensino para todas as crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos.

Os fatores de exclusão escolar são diversos e ultrapassam os muros da escola. Entre eles, podemos citar trabalho infantil; gravidez na adolescência; falta de documentação; violências sexual, doméstica e nos territórios; falta de vagas, de transporte e de escola, e distorção idade-série. Esses fatores demonstram o quanto a exclusão escolar é multidimensional, exigindo o trabalho articulado de diversas políticas públicas, como educação, saúde, assistência social, planejamento, entre outras.

+ sobre o tema

Provas do Enem 2024 serão em 3 e 10 de novembro; confira o cronograma

O cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)...

Da proteção à criação: os pós-docs negros da USP nas fronteiras da inovação

Desenvolvimento de produtos, novas tecnologias para a geração de...

Programa Erasmus oferece bolsas integrais na Europa

O Erasmus, programa promovido pela União Europeia para fomento a...

para lembrar

Tema africanidades pauta Unicamp

A Unicamp lançou ontem, no auditório do Grupo Gestor...

Ailton Krenak recebe título de Doutor Honoris Causa pela UnB nesta quinta (12)

O líder indígena Ailton Krenak receberá da Universidade de...

Decreto de Bolsonaro para alunos com deficiência é retrocesso de 30 anos, diz pedagoga da Unicamp

Na última semana, o Supremo Tribunal Federal (STF) realizou...

Concurso Camélia da Liberdade premia estudantes

    No RJ, nas comemorações da semana da consciência negra,...
spot_imgspot_img

Taxa de alfabetização chega a 93% da população brasileira, revela IBGE

No Brasil, das 163 milhões de pessoas com idade igual ou superior a 15 anos, 151,5 milhões sabem ler e escrever ao menos um...

Provas do Enem 2024 serão em 3 e 10 de novembro; confira o cronograma

O cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2024 foi divulgado nesta segunda-feira (13). As provas serão aplicadas nos dias 3 e 10...

Da proteção à criação: os pós-docs negros da USP nas fronteiras da inovação

Desenvolvimento de produtos, novas tecnologias para a geração de energia, manejo ecologicamente correto na agricultura e prevenção à violência entre jovens nativos digitais. Essas...
-+=