Vasco festeja 90 anos da ‘Resposta Histórica’ contra o racismo

 

Em evento realizado nesta segunda-feira na sede náutica do Vasco, presidente vascaíno discursou em tom de despedida.

O Vasco celebrou nesta segunda-feira uma solenidade em homenagem aos 90 anos do episódio que ficou conhecido como “Resposta Histórica”. O evento, que aconteceu na Sede Náutica do clube, na Lagoa, contou com a presença do presidente do clube, Roberto Dinamite, que fez um discurso falando sobre a história do Vasco.

– Deveríamos pensar no exemplo dado por esse episódio para nos relacionarmos com as pessoas no dia-a-dia do clube. Não fui um presidente que agradou a todos, e também não consegui fazer isso enquanto jogador, mas deixo um legado, que é a igualdade dentro do clube e o direito de ir e vir restabelecido após um período de censura. Acho que esse respeito é muito importante – disse Roberto, que falou em tom de despedida, mas não descartou uma possível nova candidatura à presidência do clube. As eleições ocorrem ainda em 2014.
A resposta histórica aconteceu no dia 7 de abril de 1924. O Vasco foi campeão carioca no ano anterior, 1923, com um time formado por uma maioria de negros e pobres, e os outros clubes, encabeçados pelo Fluminense, romperam com a Liga Metropolitana de Desportos Terrestres (LMDT), entidade que organizava o Campeonato Carioca. Criaram a Amea (Associação Metropolitana de Esportes Athléticos) e impuseram diversas restrições para a filiação de jogadores, condicionando a participação do Vasco no campeonato de 1924 à exclusão de 12 atletas do elenco que não cumpriam com esses requisitos.

O então presidente vascaíno, José Augusto Prestes, não concordou com a atitude e se recusou oficialmente a aceitar essas condições em uma carta publicada e endereçada a Arnaldo Guinle, presidente do Fluminense.

– Os Guinle eram uma família poderosíssima na época, mas meu bisavô não tinha medo disso não. Encarou de frente e mandou a carta sem medo. Ele era um homem de visão e percebeu que um time montado por negros representaria 80% da sociedade brasileira. E isso foi fundamental para a modernização do futebol brasileiro – analisou José Luis de Macedo Soares, bisneto de José Augusto prestes.

Fonte: Tribuna Hoje

+ sobre o tema

Produtores sergipanos elaboram Mostra de Cinema Negro

“É preciso quebrar as barreiras impostas pelo modelo de...

Alessandra Santos de Oliveira

Alessandra Santos de Oliveira (2 de Dezembro de 1973),...

Lima Barreto, um Intelectual Negro na Avenida Central

Autora: CELI SILVA GOMES DE FREITAS Filiação Institucional: UERJ   }Suas crônicas...

Alfabetização: memórias de um escritor leitor…

Entrevista - Alfabetização: memórias de um escritor leitor... {xtypo_quote}As...

para lembrar

Aos 39 anos, Shaquille O’Neal anuncia sua aposentadoria das quadras

Após 19 temporadas, astro da NBA, que estava nos...

Daiane conquista ouro no solo do Meeting Internacional em Natal

Também no solo, Diego Hypólito foi ouro na competição...

Dia do Futebol – 19/07

Dia 19/07, comemora-se o Dia do Futebol. A data...

Seleção brasileira enfrenta Alemanha de Cacau em amistoso

Após a eliminação na Copa América, técnico Mano Menezes...
spot_imgspot_img

Aos ‘parças’, tudo

Daniel Alves da Silva, 40 anos, 126 partidas pela Seleção Brasileira, 42 títulos, duas vezes campeão da Copa América e da Copa das Confederações,...

Mbappé comunica ao PSG que vai sair do clube ao fim do contrato

Mbappé comunicou à diretoria do Paris Saint-Germain que vai deixar o clube ao fim do contrato, o qual se encerra em junho. A informação foi dada...

Costa do Marfim venceu o CAN 2024

Já é conhecido o vencedor da 34ª edição do Campeonato Africano das Nações de futebol: a Costa do Marfim. Primeira parte: vantagem Nigéria A selecção nigeriana, que tinha...
-+=