Votação da PEC do Trabalho Escravo é adiada mais uma vez

 

A votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Trabalho Escravo foi adiada novamente mesmo após o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT), afirmar que havia um acordo entre os líderes partidários para a apreciação da matéria.

Segundo o líder do PT, deputado Jilmar Tatto (SP), o texto será encaminhado ao plenário no dia 22 deste mês. Nessa data, a ideia é votar a PEC juntamente com o projeto de lei que irá enquadrar as características do trabalho escravo e regulamentar o processo de expropriação das terras de quem submeter trabalhadores a essa condição.

Na análise do parlamentar, caso a votação fosse realizada ontem havia o risco de o projeto ser rejeitado por conta da posição de alguns deputados que consideram a lei muito vaga, sobretudo os ligados à bancada ruralista.

“Eu prefiro perder duas semanas do que forçar uma votação e não aprovar a proposta”, argumentou Tatto.

Foi o segundo adiamento consecutivo da votação da PEC, uma vez que na terça-feira existia a expectativa de vários movimentos sociais – e de alguns parlamentares – de que o texto fosse enfim votado.

 

 

Fonte: Jornal Brasil

+ sobre o tema

Das 163 recomendações feitas pela ONU, Brasil cumpriu apenas uma

O Brasil cumpriu apenas uma das 163 recomendações formuladas...

Mais um líder guajajara é morto em terra indígena no Maranhão

O governo do Estado do Maranhão confirmou nesta terça-feira...

Os povos indígenas no Canadá lutam com ‘perda inimaginável’.

Tradução: Sara Wagner YorkRestos de 215 crianças indígenas foram...

para lembrar

spot_imgspot_img

Ministério da Igualdade Racial lidera ações do governo brasileiro no Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU

Ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, está na 3a sessão do Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU em Genebra, na Suíça, com três principais missões: avançar nos debates...

Conselho de direitos humanos aciona ONU por aumento de movimentos neonazistas no Brasil

O Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH), órgão vinculado ao Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania, acionou a ONU (Organização das Nações Unidas) para fazer um alerta...

Ministério lança edital para fortalecer casas de acolhimento LGBTQIA+

Edital lançado dia 18 de março pretende fortalecer as casas de acolhimento para pessoas LGBTQIA+ da sociedade civil. O processo seletivo, que segue até...
-+=