Yelena Isinbayeva retira declarações anti-homossexual

Foi tudo “um mal entendido” devido ao fraco inglês. A atleta russa, tripla campeã do mundo do salto à vara, Yelena Isinbayeva, tenta minimizar a polémica criada pelas declarações a favor da lei russa que proíbe a propaganda homossexual. Agora, em comunicado, a atleta de 31 anos garantiu que o queria dizer é que “as pessoas devem respeitar as leis dos outros países, sobretudo quando são convidados”.

Mas para o atleta norte-americano, medalha de prata nos 800 metros, Nick Symmonds, Isinbayeva “ultrapassou os limites. Ela não reconheceu a normalidade dos (nossos) amigos homossexuais e lésbicas. Como é que uma mulher inteligentes e muito viajada, como ela, pode estar tão longe do mundo livre”.

As declarações de Isinbayeva remontam a quinta-feira, quando criticou a rival sueca, Emma Green-Tregaro, que competiu em Moscovo com as unhas pintadas com as cores do arco-íris.

Para Nikolai Alexeyev, líder da comunidade homossexual russa, Isinbayeva só volta atrás por teme perder os patrocinadores e acrescenta: “A Rússia deve primeiro cumprir as suas obrigações internacionais antes de exigir que os estrangeiros respeitem as suas leis. Infelizmente Isinbayeva cometeu um erro. Tenta sair desta situação, negando o que disse”.

A polémica lei acontra ai propaganda gay, promulgada em junho pelo presidente Putin, está a ofuscar já os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi. Há atletas, dirigentes desportivos, políticos e adeptos que defendem o boicote do evento, marcado para fevereiro de 2014.

xxx

Fonte: Euro News

+ sobre o tema

“Se a solução não passar pelas mulheres. Não poderá se chamar solução”

A tendência feminista tradicional é dizer que Sororidade é...

O castigo do “corpo gay”

Seria natural que a “Comunidade Gay” fosse um paraíso...

Já parou para pensar como seria se homens fossem assediados, como as mulheres no cotidiano? (VÍDEO)

A comunidade pró-sororidade Vamos Juntas postou nesta quarta-feira (2)...

Olhar para o futuro

Este ano chegamos aos 26 anos da instituição do...

para lembrar

Morre Maryse Condé, grande voz negra da literatura francófona, aos 90 anos

Grande voz da literatura francófona, a escritora de Guadalupe Maryse...

Leonardo Sakamoto: Meninos deveriam brincar de boneca e de casinha

Tenho dado bonecas de pano de presente para filhos...

Oi terá que indenizar funcionária em R$ 20 mil por discriminação sexual

A Telemar, detentora da marca Oi, terá de indenizar...

Samira Carvalho: Cisne negro

Samira Carvalho tornou-se tornar uma modelo reconhecida internacionalmente mas...
spot_imgspot_img

O mapa da LGBTfobia em São Paulo

970%: este foi o aumento da violência contra pessoas LGBTQIA+ na cidade de São Paulo entre 2015 e 2023, segundo os registros dos serviços de saúde. Trata-se de...

Grupos LGBT do Peru criticam decreto que classifica transexualidade como doença

A comunidade LGBTQIA+ no Peru criticou um decreto do Ministério da Saúde do país sul-americano que qualifica a transexualidade e outras categorias de identidade de gênero...

TSE realiza primeira sessão na história com duas ministras negras

O TSE realizou nesta quinta (9) a primeira sessão de sua história com participação de duas ministras negras e a quarta com mais ministras...
-+=