Guest Post »

4 mil vagas no Rio para afrodescendentes

Governo oferece cursos gratuitos, com bolsa, para afrodescendentes


Rio – O governo federal vai abrir no Rio 3.860 vagas em cursos de capacitação para afrodescendentes. A previsão é que as inscrições comecem no mês que vem e as aulas sejam aplicadas em diferentes instituições que já têm parcerias para treinamento profissional. A iniciativa é da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR) e do Ministério do Trabalho.

“Os afrodescendentes são as maiores vítimas da violência, estão fora do mercado de trabalho e a justificativa normalmente dada para não empregá-los é a falta de capacitação”, afirmou o subsecretário de Ações Afirmativas da SEPPIR, Martvs das Chagas.

Segundo ele, a prioridade é o setor do comércio, onde faltariam mais oportunidades para negros e pardos. Mas haverá capacitação para atividades diversificadas, o que permitirá também trabalho por conta própria. Na maioria dos cursos, como de recepcionista ou consultor de vendas, a exigência é o Ensino Fundamental completo. Já a formação de gerente de vendas exige Ensino Médio, além de experiência com carteira assinada. Além do certificado, os alunos terão ajuda para transporte e alimentação e deverão receber uma bolsa-auxílio, cujo valor ainda está em estudo.

Segundo a gerente do Click Oportunidades do Senac Rio, Marcia Castelucio, a capacitação é porta de entrada para o mercado do comércio. “Embora o cenário econômico no primeiro trimestre do ano tenha sido um dos mais desfavoráveis desde o início da crise mundial, as ofertas de emprego para as ocupações de recepcionista, operador de telemarketing, atendente de lanchonete e empacotador, por exemplo, permanecem com saldo positivo de vagas. O fato de o Rio ser uma cidade com grande vocação turística e ter a base da sua economia voltada para a prestação de serviços justifica essa oferta constante”, explica Marcia, que dirige central de empregos.

O secretário estadual de Trabalho, Ronald Ázaro, informou que a secretaria pretende aderir ao novo Planseq. “Há uma dívida muito grande com essa parcela da população. A gente quer fazer esse resgate oferecendo oportunidades efetivas”, afirmou Ázaro.

Desempregado, Thiago Santiago de Almeida, 23 anos, já está interessado numa das vagas. Depois de perder emprego como repositor, ele pensa em se capacitar em telemarketing. “Pretendo migrar para outra área, com mais oportunidades”, afirma Thiago.

Felipe Wickbolt Santana, 20, também está de olho no novo Planseq, mas lamentou não haver curso para soldador. “Meu sonho é trabalhar na Petrobras”, justifica.


DETALHES DO PROGRAMA


CURSOS
A capacitação será em 14 áreas: operador de telemarketing, consultor de vendas, recepcionista, promotor de vendas, cuidador de portador de anemia falsiforme, atendente de lanchonete, borracheiro, eletricista, empacotador, gerente de vendas e carpinteiro.


BENEFÍCIOS
Bolsa mensal e auxílio-transporte e alimentação.


VAGAS NO RIO
3.860


VAGAS NO PAÍS
25 mil

 

FAIXA ETÁRIA
De 18 a 29 anos


REQUISITOS
Ensino Fundamental. O curso de gerente de vendas requer Ensino Médio e experiência.


PÚBLICO ALVO
Poderão se inscrever negros ou pardos. Na inscrição, valerá a autodeclaração.


INSCRIÇÕES
Previstas para julho.


FIQUE ATENTO
No Rio, cursos devem ser executados pela Secretaria de Estado de Trabalho e Renda. Estão na lista ainda: Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Related posts