A UEFA foi elogiada por assumir um papel de liderança na campanha para erradicar o racismo e a intolerância do futebol.

Fonte: Uefa.com

Acompanhantes dos jogadores promovem a Semana de Acção da FARE (©Getty Images)

Dias de jogos
As competições europeias estiveram em destaque nas actividades para combater o racismo realizadas esta semana. Os jogos da UEFA Champions League e da UEFA Europa League foram o palco central dos eventos que transmitiram a mensagem antiracismo, como parte da Semana de Acção da Rede Pan-europeia Contra o Racismo no Futebol (FARE), parceira da UEFA.

 

Visibilidade garantida
Todos os 16 encontros da terceira jornada da UEFA Champions League, na terça e quarta-feira, e também, pela primeira vez, os 24 jogos da UEFA Europa League, na quinta-feira, serviram como plataformas de elevada visibilidade. Ficou assim sublinhado o empenho do futebol em garantir que a intolerância e a discriminação não têm lugar neste desporto.

 

Impulso enorme
“A contribuição da UEFA para as Semanas de Acção da FARE, através de actividades desenvolvidas nos jogos da [UEFA] Champions League e da [UEFA] Europa League realizados esta semana, representou um impulso significativo. Desse modo, ajudou as inúmeras iniciativas organizadas pelas delegações locais, partidários do futebol de formação, adeptos e ONG’s”, afirmou Herman Ouseley, presidente da Kick It Out, parceiro da FARE no Reino Unido.

 

Atingir e influenciar
“Com o futebol temos um veículo capaz de atingir e influenciar directamente todas as camadas da população, independentemente do continente e seja qual for o seu estatuto social. Mensagens altamente visíveis como as que são vistas ao longo das Semanas de Acção são essenciais para assegurar que a mensagem antiracismo é difundida de forma eficaz”.


UEFA elogiada
“Vejo com agrado o papel que a UEFA tem desempenhado em liderar o futebol no combate a este flagelo, através das muitas iniciativas em que está envolvida, directa e indirectamente”, acrescentou.

 

Unidos Contra o Racismo
Foram feitos anúncios nos jogos através dos sistemas de som, e exibidos o logótipo dos Unidos Contra o Racismo nos ecrãs gigantes e um vídeo de 30 segundos, intitulado “Não ao Racismo”. Foram ainda fornecidos posters da Semana de Ação da FARE a todos os clubes e uma página do programa de jogos foi dedicada à campanha RESPEITO. No terreno de jogo, as 22 crianças que acompanharam os jogadores e os árbitros envergaram t-shirts Unidos Contra o Racismo, enquanto o portador da bola de cada partida vestia uma t-shirt com a palavra RESPEITO. Ao mesmo tempo, os capitães de cada equipa envergaram braçadeiras azuis e amarelas do Unidos Contra o Racismo.

 

Compromisso da UEFA
A UEFA, que pratica uma política de tolerância zero em relação ao racismo e à intolerância, está completamente empenhada em combater qualquer tipo de comportamento discriminatório nos jogos das competições europeias. Para além disso, a campanha RESPEITO, da UEFA, promove a visão de que a diferença e a diversidade devem ser respeitadas – em termos concretos, isto significa fortalecer o combate às doenças sociais, como racismo, violência, xenofobia e homofobia.

 

Semana de Acção da FARE
A décima edição da Semana de Acção decorre até 27 de Outubro e dela fazem parte cerca de 1000 iniciativas, a serem levadas a cabo por apoiantes, adeptos, clubes, federações, minorias étnicas e grupos de jovens espalhados pela Europa. Lançada na época 2001/2002, em nove países, a décima edição da Semana de Acção da FARE, com periodicidade anual, envolve actualmente 40 nações.

 

Matéria original

+ sobre o tema

O Brasil por trás da aquarela

Quando Daniele de Araújo descobriu, há seis anos, que...

Violência racial – A tentativa de redução do ser negro

Por Gustavo Fernandes e Fernando Monteiro Nas últimas décadas, a...

Laboratório de Goiânia se recusa a realizar exame em professor com rastafári

Laboratório de Goiânia se recusa a realizar exame em...

Protesto contra abuso sexual chama a atenção de usuários do Metrô

A estação da Sé abrigou, nessa terça-feira (02), um protesto em...

para lembrar

Branco, você é racista

Se você é branco/a, mora no Brasil e está...

“Calaram Marcos Vinícius, mas não vão me calar”

Bruna da Silva, mãe de estudante morto em junho...

Câmara aprova proposta que ratifica a Convenção Interamericana contra o Racismo

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (9) a...
spot_imgspot_img

Nem a tragédia está imune ao racismo

Uma das marcas do Brasil já foi cantada de diferentes formas, mas ficou muito conhecida pelo verso de Jorge Ben: "um país tropical, abençoado...

Futuro está em construção no Rio Grande do Sul

Não é demais repetir nem insistir. A tragédia socioclimática que colapsou o Rio Grande do Sul é inédita em intensidade, tamanho, duração. Nunca, de...

Kelly Rowland abre motivo de discussão com segurança em Cannes: ‘Tenho limites’

Kelly Rowland falou à imprensa sobre a discussão que teve com uma segurança no tapete vermelho do Festival de Cannes durante essa semana. A cantora compartilhou seu...
-+=